Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

18
Mar16

To listening...

Maria

 

Nunca me deram nada, então fui atrás do meu,
e se me vês com muito, não foi porque alguém me deu,
sim nunca sozinho, vês-me ao lado dos meus,
às vezes perdido, mas sempre sob a alçada de Deus,
(go!!)
Fui abaixo e levantei-me sozinho, mas calma,
já lá fiquei e precisei de um amigo, pois é,
eu sei que toda gente é livre de si,
mas só aprendes com a fé que depositas em ti,
porque o sol apenas brilha para quem sai da cama,
e o cumprimenta com atitude ao abrir a persiana,
dá um bom dia a todos os problemas do mundo,
porque há quem tenha mais que tu e não se queixe um segundo, nah
a cada erro uma lição,
apenas cabe a cada um na vida entendê-los ou não,
mas no dia que eu cair eu não fico no chão,
porque eu sou grande no que faço quer tu vejas ou não,
e tu não tás a ver.

tu não tas a ver não não
tu não tas a ver não não
(tu não tas a veeeer!!!)
Tu não tas a ver não não
tu não tas a ver não não
(tu não tas a veeeer!!!)

Eu já sofri demais, já passei por tudo e hoje,
sei dizer que o chão é duro, mas sem ele não ia longe,
focado no meu futuro, não me esqueço de onde venho
e com quem veio comigo,a família vem em primeiro
aqui de passagem eu já percebi,
que não levava a vida, ela é que me levava a mim,
eu tracei a minha sina e vou seguí-la até ao fim,
para no dia em que me for, poder sentir que vivi,
então arrisquei sem receio,
de bolso vazio mas de coração cheio,
e é por isso que partilho o que tenho em minha posse,
e nada que eu tenho é meu, eles sabem que é tudo nosso.
(hmmm!!!)
O universo conspira, quantos vão se pôr a tua frente quando tas de debaixo de mira,
mas no um dia que eu cair, eu não fico no chão
porque eu sou grande no que faço quer tu vejas ou não,
e tu não tás a ver.

 

Há letras que dizem tanto...

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub