Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

04
Ago22

Faz valer a pena

Maria

Achávamos nós que sairíamos de uma pandemia com uma lição aprendida. Mais resilientes. Mais empáticos. Mais infinito para além do nosso umbigo. Mais ciente do outro. Tretas. Não aprendemos nada com o safanão que levamos e continuamos a desperdiçar com tretas isto que é a sorte de continuarmos vivos. Agora. Porque daqui a pouco ninguém sabe.

Façamos com que isto valha a pena ❤️

De nada nos valem as discussões. As zangas. Os narizes empinados. O preconceito. A indiferença. Nada.

Mas se conseguirmos manter o coração do lado certo fazemos disto um melhor caminho para esta caminhada ser ainda mais interessante, emotiva e fascinante 🍀

Frases de vida

 

13
Mai22

13 de Maio

Maria

Frases acreditar

 

Acho que a Fé é das coisas que mais nos proporciona introspecção.

E o tamanho da nossa Fé é proporcional ao que acreditamos. Umas vezes mais outras vezes menos. Mas isso não tem que ser necessariamente mau. Para quem acredita.

Mas é essa introspecção tantas e tantas vezes necessária que nos faz tentar perceber o que é isso de ter fé. Em quê, ou em quem. 

Não me refiro a isto só de ser crente. Mas toda a gente tem fé em alguma coisa. Mesmo que no seu interior o seu exame pessoal seja tão abstracto que não deixe bem delineadas todas as arestas disto que é ter fé em alguma coisa. Mas que, e talvez muito mais nos dias menos bons que nos dias bons, essas pessoas se apercebam que a fé está lá e que acreditamos assim que "pedimos ajuda", compreensão ou lucidez no dia a dia frente aos obstáculos da vida.

Há sempre dúvidas e há sempre demasiadas perguntas. Muitas sem resposta. É a introspecção.

[ Hoje é um dia especial para quem segue a religião católica e para quem Fátima é especial. E não me refiro a ser só devota de Nossa Senhora de Fátima.

Fátima é maior que isso. E eu não sei explicar. Mas não acredito que o espaço em si seja indiferente a alguém que lá vá. Eu não consigo explicar, porque facilmente nas minhas palavras está a emoção de ser católica.

13 de Maio, que nossa Senhora olhe por nós, pelos meus!

Que me ajude a ser todos os dias melhor. E agradeço tudo. ]

E é preciso ter fé e acreditar! 

19
Jan22

A poucos dias do meu aniversário...

Maria

IMG_20220119_135417_547.jpg

 

Eu gosto de fazer anos. Não sou nada daquelas pessoas que dizem "ai não gosto nada, é um dia como outro qualquer". Não sinto isso. É o meu dia. E o dia de muitas pessoas. Pode ser o dia de toda a gente. Mas é o meu dia especial. E gosto de estar bem. Rodear-me de vibes boas. Só. Não faço por menos. E nesse dia é a única coisa que exijo. É não me chatearem p'lo amor da santa! Confesso que gosto que se lembrem, porque eu gosto de me lembrar dos aniversários dos outros. E gosto das palavras que me chegam.

Eu já disse que posso parecer pedra dura, mas... sou uma esponja de lamechas e sentimentos que abalroam este coração que parece que também tenho.

Daqui a poucos dias é o meu dia de aniversário. Mas nem vou por balanços que ficava depré em três tempos.

O nosso aniversário é mesmo mais que isso. E além de esperar sempre que seja um dia fantástico, nesta altura, não pensava nisso, mas volto a ter que olhar para o meu aniversário sem o poder comemorar com os meus, mais restritos pelo menos. Por aqueles que por norma, partilham a minha mesa de aniversário em casa. E sinceramente, lá dentro custa-me imenso, mas eu sei que será para adiar aquele jantar que poderá ser feito em tempos mais seguros. E este ano gostava tanto de poder fazer jantarada com amigos que já não se juntam há muito como sempre fiz em anos anteriores ainda antes desta pandemia, só que não :/

Mas continuo a afirmar, aos trintas e tal cada vez mais o que gosto e o que não gosto. Porque não "papo grupos" e não ando cá para fazer favores a ninguém... quem gosta gosta e quem não gosta não sabe o que perde com esse mau gosto :)

Costumo dizer que estou cada vez mais refinada. E não é só no vinho do Porto. A vida afinal de contas, dá-te com a vivência uma mala de ensinamentos dos quais tu guardas o essencial a reter para que a tua caminhada seja mais leve, ainda que recheada, e mais saborosamente feliz. Seja lá o que isso for, mas que sirva para todos os dias agradecer cá estar.

Com isto... continuo a gostar cada vez mais e só de pessoas bem dispostas. Boa onda. De boas energias. Não gosto de pessoas sisudas. Gosto de pessoas de sorrisos. Abertos. São sempre mais bonitas. Não gosto de pessoas negativas (só mesmo em contexto Covid!). Que não vêem a luz ao fundo do túnel e são descrentes.

Continuo a gostar muito de Licor Beirão, de After Eight e do [meu] F.C. Porto. Não gosto de distâncias e sabe Deus as mazelas dos últimos tempos! Cada vez suporto menos a saudade mesmo que a traga todos os dias ao peito. Gosto de pessoas que assumem falhar. Não que venham à partida já para falharem, mas de pessoas que ao magoarem, assumem o que fazem. Continuo a gostar de pessoas que me conhecem às dez da manhã, cinco da tarde e onze da noite. Aqui e acolá. Sozinhas ou acompanhadas. Gosto (muito) de dançar, apesar de dançar cada vez menos que o que gostaria. Amo os meus. Assim de muito Amor mesmo! Gosto dos meus Amigos. Muito. Gosto dos poucos mas bons amigos que tenho. Cada vez irrito-me mais com pessoas mal educadas, mal intencionadas. Não tenho paciência. Gosto de pessoas que se dão, que se importam, que fazem por estar.

Gosto mais de sapatilhas que em todos os "vintes". Os 30 já foram e continuo a gostar muito do meu cabelo comprido sem coragem para o cortar. Começo a ter saudades das minhas aulas de fitness. Babo-me com o sorriso do meu sobrinho, amo-o de coração. Gosto do pôr-do-sol. Da cidade do Porto. Gosto das minhas sobrinhas emprestadas. Das minhas afilhadas mais fofas. Tenho muitas saudades do mano e as distâncias são mesmo uma merd@!

Não gosto de me inspirar quando o meu estado de alma não é dos melhores, mas continuo a admitir que é quando saem os melhores textos.

Gosto das minhas melhores amizades. Gosto do frio na barriga das alturas. Gosto de barba de três dias (não confundam com o buço sim?!). Gosto de ir ao cinema mas nem me lembra quando foi a última vez. Continuo a gostar de rapar a massa de bolos. Não gosto de conduzir em dias de chuva. Gosto de jantaradas. De boas conversas. De gargalhadas. Gosto de gomas. Não gosto de pessoas que falam muito dos outros. Que julgam apenas pelo que ouvem. Gosto do meu blog. De escrever. Muito! De pessoas que me trouxe. Desta partilha. Não gosto que se achem superiores. Não gosto de quem brinca com os sentimentos dos outros. Não gosto de pessoas mal amadas. Continuo a não gostar de nabos e repolho e grelos e…quase tudo o que é verde. Gosto de pessoas felizes. Pessoas felizes não se metem na vida dos outros. Gosto de caipi black - aiii que saudades de beber uma boa caipi black!! Não gosto de andar sozinha. Não gosto de ir às compras sozinha. Não gosto de passear sozinha. Gosto de pessoas que não são impostas. Amo os meus pais. Gosto muito do verão mas também gosto das folhas caídas no chão e das cores do Outono. Não gosto do frio. Não sou do frio. Mas mil vezes frio a chuva e nevoeiro. Gosto de Gin de frutos vermelhos com 7'Up. Gosto de pessoas que trouxe para a minha família mas não gosto de todos que são da minha família. Continuo a gostar muito de ovo estrelado no pão. Gosto quando as pessoas usam comigo a expressão "tão eu". Gosto de lareiras e um copo de vinho tinto maduro. Continuo a não gostar de whisky. Gosto de vestidos e saltos altos, de malas, relógios e anéis. Adoro anéis. Não gosto da minha cor lula deslavada de inverno. Gosto do calor. Sou muito mais do calor. Da minha pele no verão. De unhas pintadas. Continuo a panicar com dentistas e trovoada. Gosto de cães. Continuo a ter trauma por gatos. Gosto de bolo do caco e poncha de maracujá sem gelo. Gosto de camisas brancas e vestidos pretos. Não gosto de despedidas. Gosto muito de fazer brindes (sim eu sou aquela que pede sempre um brinde!). Não gosto de limonada. Continuo a gostar do meu corpo, mesmo com o que o tempo me trouxe, as rugas, a flacidez, a celulite e os quilos a mais. Gosto de futebol, de gelados no inverno e de beijos na boca. Gosto de fotografias a preto e branco. Não gosto de ir à cabeleireira. Gosto de dar sangue. Gosto de Morenos. Gosto das amigas que me ligam às duas da manhã para dizer que conheceram “O” e me fazerem rir de sono à gargalhada. Gosto da #MAriaTexuga que sou. Continuo a gostar muito de comer Amo comer. Daqueles "ajuntamentos" à mesa. Não estou por estar. Não vou por ir. Gosto de pessoas de opinião própria. De pessoas que se conseguem rir delas próprias. Gostar mesmo, gosto de pessoas que se dão num todo para muito tempo. Inteiras. As metades não prestam. Com o tempo acabam por se desfazerem. Desiludem-me. Deixei de fazer fretes (só às vezes porque a mãe pede). De acreditar em quem já desiludiu. De correr atrás de quem não anda para a frente. Gosto de abraços sentidos. Cada vez mais, mesmo sendo eles, cada vez menos. Gosto de quando me apetece. Gosto de ronhonhó. Gosto de seguir a minha vontade. De não ir a favor da corrente. Mas de ir. Com a certeza de que é aquilo que quero.  Gosto de tomar conta das minhas pequenas lá em casa. Gosto de estar em casa, mesmo parecendo que já não conheço outros sítios sem ser casa e trabalho! Gosto de ser reservada. Mas enervo-me tantas vezes por o ser pois nem sempre dá jeito. Não gosto de muros. Gosto da capacidade de me rir de mim própria. Gosto do meu humor. Da criança que alimento em mim. E até do meu mau feitio que vem de um coração mole com pimenta no nariz. Gosto de partilhar. Sorrisos. Gosto da pessoa que sou. Gosto [-me].

Esta sou eu -  é mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

11
Jan22

Obrigada sempre!

Maria

271266082_621538022447139_2199375917536102508_n.jp

 

Nunca me poupei em agradecer a quem merece.

A quem merece mesmo.

Agradecer pelo que nos são. Pelo que nos fazem. Por existirem. Pelas palavras. Os ombros amigos. Os abanões. Os lenços de papel a limpar as lágrimas. As gargalhadas. Os jantares partilhados. As confidências. As partilhas. Os dias. A vida.

Sempre soube dizer obrigado a quem de direito. Os meus amigos sabem o quanto lhes agradeço as boas amizades que tenho. A minha família sabe o quanto lhes agradeço o nosso amor. 

Gosto de lhes reconhecer o sentido. Do privilégio que tenho de os ter. E de escolher quem não é obrigatório.

OBRIGADA pelo que me são. Pelo que me deixam ser!

10
Ago21

Um bocadinho abaixo do Pólo Norte

Maria

Parece que Agosto começou há uns dias e eu nem tempo tive para um único post. E Agosto é o meu mês de sorrisos, de renovar energias. De férias. De família. De coisas boas. E partindo do principio que até me esqueci de fazer o desafio #quenuncanosfaltemsorrisos que já costumo fazer... está muito dito!

20210810_142317.jpg

 

Não me lembro de um ano com tanto trabalho. Com tantos percalços pelo caminho, psicologicamente cansada tanto a nível profissional como pessoal. Desgastante. Chego a Agosto com um grito interno de férias como não me lembro. Férias sempre são bem vindas, mas este ano sinto que é a bomba que preciso para respirar mesmo melhor.

Este ano queria mesmo ter mais tempo para este cantinho. Foi um objectivo quase aqui escrito, mas não o cheguei a fazer e mesmo assim, o meu psicológico fica um pouco desiludido por não estar a conseguir cumprir. No entanto não estou a conseguir fazê-lo de maneira espontânea, logo não escrever é o que me faz sentido. Não vou escrever por escrever. No entanto sei que tinha muito para fazer e conseguia vir aqui buscar aquilo que sinto que estou a precisar - como sempre - o equilíbrio na escrita e na partilha das palavras que me traz.

Acho que a falha tem sido também minha. Além do trabalho estar a absorver muito de mim e não estar a conseguir ser capaz de me libertar assim que saio dele, não estou a conseguir impor "barreiras" na minha luta diária.

Cá dentro já tive muito melhores dias. Anda ainda tudo muito revolto. Sem conseguir amenizar as energias e alinhar os chacras. Não estou a conseguir separar águas. E sei que essa falha é só minha. E espero que os dias de férias que ansiosamente estão quase a chegar me ajudem a respirar melhor. Estou sempre a pensar em mil e duas coisas. E no final, sinto que troco e faço emaranhados de situações.

Sei que não consigo chegar a todo o lado. Sei que não tenho que ficar triste por não estar a conseguir resolver coisas que não dependem só de mim. Tenho consciência que tenho tentado dar o meu melhor em todas as situações. No entanto continuo com a pergunta será que o meu melhor é o suficiente?

É nestas alturas, talvez uma fase menos boa, que agradeço por ser uma pessoa positiva que apesar das dúvidas inevitáveis tenta ver o copo meio cheio, a luz ao fundo do túnel e acreditar fazendo figas que tudo se vai resolver e alinhar. 🤞

[Ontem foi dia 9, dois meses sem o meu primo. Que continua a ser a pessoa que me aparece nos primeiros lugares assim que abro o messenger para enviar uma mensagem. Ou assim que abro o facebook. Que me continua a aparecer nas memórias do face. E que assim que recebo um vídeo de humor de alguém me apetece ir enviar-lhe. Eu não estava fisicamente com ele há algum tempo, merdas da pandemia, mas trocávamos fotografias, mensagens, vídeos, imagens de rir quase todos os dias. E esses dois minutos entre o receber a mensagem e soltar uma valente gargalhada davam-me anos de vida. Ainda custa acreditar.]

Não sei bem dizer se houve ali um momento específico que me fez deixar cair quase a toalha ao chão. Mas sei que ela ficou um pouco pesada nos últimos tempos. E sei que, por muito que seja a ultima pessoa a transparecer isso, a não deixar de sorrir sempre, não consigo ser a mesma.

O lado bom disto tudo é que faltam três dias e umas horas para estar de férias e a coisa está quase a ir ao sítio (só energias positivas desse lado vá 🙏) espero notícias positivas. Boas conversas. Reencontros. Biquini all day. Petiscos bons porque são a cura para muitos males e Caipi blacks fortes com força porque convenhamos ajuda. E os meus juntos. Os meus juntos! E isto é só o que mais quero - ali um bocadinho abaixo do Pólo Norte já que não apanhei a promoção ou a agência de viagens que "todos" apanharam para ir para as Maldivas!

Está tudo a ficar certo ♡🍀 (eu espero!)

02
Jul21

AGORA ♡

Maria

IMG_20210702_135223_089.jpg

 

A começar a segunda parte do ano está - leia-se continua - muita coisa mal.

Alguns voltaram melhores pessoas é certo. Mas nem todos.

Há ainda um grande processo a ser feito em pessoas que continuam a ter um umbigo proporcional ao Mundo. Mas esquecem que o importante era ter um coração proporcional ao MELHOR deste Mundo.

Estamos sempre a tempo mas AGORA

Que #Julho seja esse recomeço.

Sejam felizes, mas cuidem-se ♡

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub