Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

16
Mai18

Quando se banaliza uma paixão.

Maria

 

Eu era sempre das últimas a sair daquele recreio já ao fim da tarde depois de me sujar toda a jogar futebol e cheia de arranhões. Eu, a Maria rapaz de sempre que só estava bem era a jogar futebol naquele campo de terra em que com quatro pedras maiores fazias as duas balizas medidas pelos nossos próprios passos aldrabados. Quando fui para o ciclo a coisa não foi diferente e já eu tinha uma paixão desmedida por jogar. Queria fazer parte de todos os torneios e não foi fácil me integrar em equipas porque não havia equipas femininas, mas já no liceu tive a sorte de ter um professor que curiosamente se tornou treinador de futebol, que me compreendia a paixão e ajudou-me a integrar equipas masculinas em torneios de escola. Até que fora da escola consegui mais tarde integrar numa equipa amadora e começar a "competir". Tudo me apaixonava desde o nervoso miudinho antes de entrar em campo, ao público, à emoção te ter a bola, de fazer golos, de tentar uma vitória. Até ao dia que tive que deixar. Deixei o futebol mas não deixei a paixão por ele. E clubes à parte. Gosto mesmo de ver grandes jogos de futebol. E continuo a ser aquela mulher, Maria rapaz que troca muitas saídas para ficar a "sofazar" e a assistir a um bom jogo de futebol. Claro que os da minha equipa são para se ver sempre!

Aprendi com tudo isto, que o futebol é um desporto de emoções mistas. E infelizmente não falo apenas de quando se ganha ou quando se perde. Falo de casos de violência. Aquilo que nunca, NUNCA, devia haver em torno de um desporto, em torno de jogos de futebol que é para ser vivido dentro de campo e sentido fora dele com o impacto de melhorar e apoiar o espírito jogado dentro das quatro linhas. Impensável então é aquilo que aconteceu em Alvalade. Umas criaturas em grupo que ao que tudo indica são "adeptos" do Sporting conseguirem entrar dentro do balneário dos jogadores e a torto e a direito despacharem a brutalidade de uma força sem inteligência envolta em cobardia sobre os jogadores, o treinador, a equipa técnica e as próprias instalações..

Aprendi também com isto, que naquela altura em que chegava a casa com os joelhos esfolados de ter caído enquanto jogava estava longe de imaginar que fosse possível os grandes jogadores pudessem chegar a casa, agredidos por gente que não podem ser adeptos. Adeptos não é isto. Não é. E aqui percebo porque é que o meus pais enquanto puderam não me deixavam ir ao futebol e incutiram-me até que aquilo não é para crianças. «Quando dá para o torto... é a torto e a direito.» Agora pensa.

A instituição também não é isto. Clubes à parte, porque sou adepta do Porto, sempre fui, sempre serei, mas com dois dedos de testa nego-me a compactuar com atitudes medonhas que merecem toda a minha repugnância perante tal acontecimento. Qualquer pessoa que goste de futebol não poderá entender o que ali se passou. Por isso, quem o fez, não pode ser adepto do desporto que é o futebol. Não se trata de ser quem são, trata-se de repudiar qualquer acto de violência, de monstruosidade, de agressão para com o outro ou outros. Sejam eles quem forem. Nada, mas NADA mesmo justifica violência e destruição. E isto tira qualquer brilho do futebol por muito que se goste. E quem gosta disto, não me venha com tretas, não gosta de futebol.

É de lmentar tudo o que isto envolve. Estou triste e estupefacta. E a preferir que ouvesse mais joelhos esfolados pelos tombos em campo. Há valores dos quais nunca se deve abdicar. 

Nós, que temos em ombros o título de Campeões Europeus não merecemos isto. O futebol Português não merece isto. O Sporting instituição também não. Devolvam o Sporting aos Sportinguistas. Eles merecem. O futebol Português merece. Nós merecemos não assistir a situações destas.

03
Jan16

Oh Porto, oh [meu] Porto!

Maria

O Campeonato ainda tem muito ponto para ganhar, ainda há muito caminho para percorrer, ainda há muita relva para pisar. Não me interessa. Hoje posso dizer que estou triste. Desiludida. Saudosa. Mas nem quero ir por aí e dizer de quem me traz saudades ao lembrar do [meu] Porto que sempre me apaixonou. Olho para a equipa e não vejo muitos que consigam agarrar a camisola com garra a gritar pelo Porto e a dar três murraças no próprio peito. Mas todos aqui sabem da minha paixão pelo Quaresma (só um exemplo). Porque ele era a cara de um jogador que comia relva a ser preciso para chegar à frente. Há coisas que não valem a pena. Há jogadores que querem ser do Mundo e há jogadores que querem ser o mundo de onde estão para talvez por aí serem do mundo. 

Só querem saber de milhões, esquecem-se de ser campeões. Da história. Da mística. Da garra. Da alma de ser Dragão. Não sentem "bamo lá" e o "até os comemos". Não respiram Porto. Não têm sangue azul. Estão a deixar apagar a magia...

No ultimo jogo do ano passado que perdemos em casa com o Nacional, o Helton soube pedir desculpas aos adeptos. Não esteve bem, admitiu-o, não fugiu dali assim como fez ontem o nosso pseudo-treinador mal suou o apito final.

12368_914423105310080_3607074978052613417_n.jpg

Nós não merecíamos um treinador como o Lopetegui. Já o disse imensas vezes e volto a dizer mesmo que ele consiga chegar a um lugar que nós queremos no final do campeonato. Continuo a não ver nada nele que me lembre o [meu] Porto. Isso dinheiro nenhum dá. Tem que vir lá de dentro. E ele não é Porto. E o Porto não é ele.

O Sporting ontem mereceu ganhar. Há que dar a mão à palmatória.

Sporting 2 x 0 FCPorto

04
Jun15

Jesus no Sporting - a explicação.

Maria

 

" Numa altura de grandes movimentações nas equipas, o Imprensa Falsa sabe que Jorge Jesus tem várias propostas do estrangeiro, mas o treinador quer ficar em Portugal porque já fala quase a língua e seria uma pena mudar de ares logo agora que já tem o português tão afinado.

«Seria um energnomo se depois deste tempo todo fora para outro país com uma línguara diferente, ter de aperender tudo outra vez. Ou quasere tudo», terá explicado o bicampeão."

Daqui

02
Mar15

O clássico, Eu e o Dragão.

Maria

WP_002741.jpg

Ontem foi dia de clássico. Porto x Sporting. O jogo de ontem era importantíssimo. Não só para nós Portistas, como para o Sporting que não queria se afastar ainda mais do primeiro e segundo lugar e tentar segurar o terceiro, como para o Braga que está ali à espera dos deslizes dos leões para subir, como para o Benfica refastelado em casa a querer que o Porto e o Sporting se matassem e que no fim não vencesse nenhum. As expectativas estavam elevadas e o Sporting convém dizer vinha de um jogo Europeu de quinta-feira. Não pode ser a justificação de nada mas “apalpa”. Tivemos um início de jogo muito “deixa cá ver o que acontece” por parte das duas equipas e o Sporting segurou o jogo enquanto o pensamento foi esse. A partir do momento que deram livre trânsito a Tello tudo foi por água abaixo. Tello teve um bom jogo apoiado por Jackson Martinez que esteve igualmente bem, tanto na arte de fazer o Tello seguir caminho rumo à baliza adversária como às inúmeras vezes que se pode ver recuado a defender. E assim foi com o "hat-trick" de Tello que o Porto venceu por 3-0. Ainda vi o meu ciganito entrar em campo que apesar de não ter feito nenhum golo é sempre uma presença vistosa. Cansei só de ver o Mister Lopetegui que não se cala nem pára por um segundo, ao contrário de Marco Silva que alternava entre cruzar os braços e meter as mãos nos bolsos. Uma paz.

Quem por aqui anda sabe, o futebol para mim é uma paixão. O FCPorto A minha paixão do futebol.

Ontem foi dia de voltar ao Dragão. E aí há coisas que não se explicam.

Eu vibro com aquilo tudo. Primeiro o futebol. Aquelas quatro linhas prendem a minha atenção com os olhos vidrados numa bola que dá as mesmas probabilidades para um lado e para o outro. Gosto da entrega dos jogadores. De estar ali com o coração nas mãos, de dar murros na perna quando não gosto do que vejo e soltar um palavrão assim como dar um salto da cadeira a gritar golo com ciscos nos olhos e um coração prestes a saltar boca fora. Quem não gosta ou não liga a futebol não adianta. Não vai entender. Já eu só de escrever lembro-me de como vim de coração cheio ontem embora do Dragão. Gosto do barulho, do barafustar de milhares de pessoas, dos assobios e dos aplausos. Tudo faz parte. Só não faz parte a violência que se vê no futebol (infelizmente cada vez mais) e que ontem não presenciei e por isso não estragou o espectáculo. Mas nós sabemos que é isso que tira o brilho do futebol. Aqueles que não conseguem diferenciar o gostar do ser obcecado e que partem para uma violência tão estúpida. Faz parte não sermos todos do mesmo clube, faz parte cada um ser pelo seu e ficar por ele até à última, mas já não faz parte perder as estribeiras com os nossos adversários. Ontem a coisa correu muito bem.

WP_002746.jpg

Sempre é bom voltar ao Dragão. Ontem com direito a entrada VIP pela mão de um amigo VIP que sabe desta minha paixão e que sempre agradeço. E que por isso tem-se um acesso diferente à tribuna VIP com miminhos bons para o estômago. Até as famosas Bolas da Praia lá estavam e boas que só elas. Ainda encontrei o Domingos Paciência que não teve a sorte de ver o filho entrar em campo. BTW sabem quem se sentou ali ao nosso lado? A nossa querida modelo Sara Sampaio que demonstrou ser adepta do FCP, mas que no final protagonizou um episódio menos bom (porque desnecessariamente foi insultada forte e feio) nas redes sociais ao dizer que presenciou o jogo Porto Benfica. Penso que ou foi abalroada pela vontade de vencer o próximo clássico com o glorioso falou mais alto.

1.03.jpgopo.jpg

27
Nov14

Liga dos Campeões

Maria

Finda esta ultima jornada da Liga dos Campeões. Quero dar os Parabéns ao [meu] Porto e ao Sporting. Infelizmente e com um horário pouco amigo de quem trabalha, o Porto jogou às cinco da tarde na Bielorrússia. Nada a fazer, não consegui ver o jogo, mas perdi-me entre o trabalho e o relato. Aquilo lá começou gelado, com cerca de seis graus negativos e com o Porto a não fazer grande coisa nos primeiros 45 minutos. Depois na segunda parte Herrera quebrou o golo com um bom golo e depois seguiram-se mais dois. Jackson e quase no final da partida Tello. Não posso falar muito do jogo pois não vi e ouvir é outra coisa. No entanto o [meu] Porto está a fazer uma caminhada fantástica nesta fase de grupos, acabando esta jornada em primeiro lugar do grupo sem derrotas. Parabéns!

Quanto ao Sporting lamento o sucedido com a iluminação do estádio o que fez o jogo estar parado imenso tempo mas nem assim conseguiu fazer com que a equipa do Sporting não fizesse um óptimo trabalho. Muita garra vi nesta equipa. Especial atenção para Nani. Porra ele está muito bem. Faz ver que a experiência pesa mas as pernas ainda aguentam. Fez um golo fantástico.

Benfica teve ontem com o Zenit o jogo do tudo ou nada. Ficou pelo nada. Nem liga Europa? Não.

Jogo para a Liga dos Campeões, 5ªjornada: Bate Borisov 0 x 3 FCPorto

18
Out14

Lopetegui,

Maria

Será que só tu não vês que mesmo com um plantel de bons jogadores, mudando constantemente a equipa, a coisa não resulta? Nunca sabem qual a verdadeira posição que vão jogar. Nunca sabem qual o companheiro de equipa que vai estar ao seu lado. As coisas não estão a resultar. Não vês? As duas substituições q gostas de fazer ao intervalo também não são a melhor opção, porque quando elas não impulsionam o jogo e pouco mudam, como foi o caso de hoje cedo se começa a pedir outra e depois cedo se fica sem substituições. Não vês? Não vês que queres implementar um jogo numa equipa que nunca joga com os mesmos elementos e tão só por isso eles não se habituam a esse jogo, quanto mais joga-lo bem. Não vês? Não vês que o Adrián, o "teu menino espanhol" não jogou um chaveto e parece-me que não se encaixa muito bem nesta equipa. Agora assim como se estivéssemos cara a cara, Lopetegui, queres fazer o favor de fazer alguma coisa de jeito ou espero sinceramente que alguém que honre o FCPorto te ponha na linha ou longe dela. Percebes português? Não queiras que eu te fale à Porto.

Agora podia falar de outras tantas falhas, não me apetece. Estamos fora da Taça de Portugal. Ponto final.

FCPorto 1 x 3 Sporting

27
Set14

Dos empates, ou dos (quase) clássicos (empates)!

Maria

O jogo de ontem, o primeiro clássico desta temporada deu-me um nó cá dentro. Primeiro o dilema de uma mulher que gosta de futebol, às 20:30 pontapé de saída para o Sporting x Porto, às 20:30 marcação na esteticista. A coisa correu bem e pouco perdi do jogo, aliás perdi o essencial para quase ter um malzinho quando olhei para a tv. 1-0 Meu Porto a perder e meu coração a sofrer. E pronto depois foi uma primeira parte que o Sporting teve mérito de ser o melhor, foi superior ao Porto que perdeu confiança, medrosos nos passes e uma atitude frontal do inimigo que deu passos largos para atacar. Na segunda parte, no geral um bom jogo de futebol, as duas equipas esforçaram-se, melhores momentos e boas iniciativas. Não gostei de a meia hora do final da partida termos esgotado as substituições. Não é, não foi de todo, na minha opinião uma atitude inteligente, mas... no decorrer do jogo, lembrei-me deste meu post em relação ao início desta época, feito logo após a um jogo que deu empate. Ontem foi o nosso terceiro empate seguido no campeonato e não gostei. Não gosto desta sensação de não é bom nem é mau. Fico sem perceber. Mais que isso, faz-me lembrar que continuamos com uma falha enorme, finalização. As bolas perdem-se ali a meio, não há muito jogo (bom) à distância e aqueles passinhos do "quem vai ao meio" estica-me os nervos. Quero mais, do meu Porto, quero muito mais. Terça estamos juntos.

17
Mar14

Helton,

Maria

Ainda do jogo de ontem uma palavra de apreço aos adeptos do Sporting que se levantaram e aplaudiram o Helton (isto sim vale a pena no futebol) quando este saiu em maca devido a uma lesão grave durante o jogo. Lesão essa que lhe pode valer não jogar mais esta época e ficar por aqui a sua entrega ao Dragão quiçá ao futebol. Espero que não, é um grande guarda-redes. Obrigada Helton sempre por tudo e rápidas melhoras.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D