Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

06
Jul20

O amor é um lugar estranho. E fodido.

Maria

IMG_20200706_140143_219.jpg

 

É importante perceber os sinais. É importante ter o discernimento necessário para enxergar se está mesmo tudo bem, ou se os sentimentos toldam a realidade. É importante haver um nós. Mas sem deixar de haver um "Eu" e um "Tu".

Pior que não nos amarmos, é viver uma relação tóxica. E deixar ir.
Estamos sempre a tempo para o NÃO. "NÃO quero mais isso na minha vida" terá que ser imperativo antes de deixar ir. 🖤

[se estão numa relação tóxica saiam enquanto há tempo. se conhecem alguém que esteja ajudem a sair]

26
Mai20

O Amor é um lugar incrivelmente estranho. Mas bom!

Maria

IMG_20200526_102734_388.jpg

Às vezes já não é a pessoa que te faz falta. Se conseguires olhar com o coração em sentido vais perceber que, é aquele sentimento que te faz falta. São "as borboletas" na barriga, são o respirar fundo e sentir aquela paz, é o acreditar naquele sentimento que ali se construiu. É sentir falta de se sentir feliz só porque sim, de querer fazer aquilo mas com alguém do lado, é querer partilhar até as coisas mais parvas... e por falar em parvoíce, é sê-lo com aquela insanidade típica de dois seres em um só.

Às vezes já não é daquela pessoa que tu sentes falta, é do que ela te fez sentir, mas que tens que lembrar que o poderás voltar a sentir. Aquele sentimento mas com outro alguém  ♥

10
Fev20

Coisas que constatei nas redes sociais!

Maria

Redes Sociais.png

 

- Há quem nunca vá gostar do que quer que seja que publiques. Nunca vai pôr um gosto, nunca vai comentar. Nunca te vai dar os parabéns. Resumindo, está lá caso não tenha morrido para a vida, só mesmo para cuscar.

- Há quem vai comentar tudo o que partilhas mas por mensagem privada. Tem sempre algo a dizer, mas longe dos olhos de outros. Só por mensagem privada. Toma atenção, possivelmente é porque não quer que se saiba que trocam qualquer tipo de comunicação. Cheira-me a gato com rabo preso e a gaja ciumenta na área, ou vice-versa.

- Há os que te fazem um pedido de amizade, ou os que te querem seguir no instagram, mas passam por ti no supermercado e deitam os olhos ao chão. Olham para o lado. Ou simplesmente passam sem qualquer tipo de reacção como se nunca te tivessem visto na vida(e o pedido de amizade é para quê, ao certo?!).

- Há sempre quem te vai convidar para dois dedos de conversa e um café, via mensagem privada, assim que publiques uma fotografia nova.

- Há alguém que não vai comentar a tua publicação numa de não estar a par das novidades mas sabe sempre tudo, inclusive com quem anda a tia do namorado da amiga do terceiro esquerdo. Sim essa mesma pessoa que vai comentar com alguém um pormenor da tua fotografia.

- Há quem só lá esteja para te identificar em concursos e passatempos e pedidos para vidas no Candy Crush.

- Há os que mandam um convite de amizade e não aceitas e eles retiram. Em breve voltam à carga com o mesmo processo.

- Há os que vão te mandar msg porque viram uma cusquice nas redes sociais que não querem que tu percas. Ou só mesmo para perguntar se já sabias daquilo.

- Há os que continuam com a mesma fotografia de perfil de 2008 quando aderiram.

- Há os que nunca vão pôr uma fotografia nem no perfil, mas pedem amizade a toda a gente porque somos obrigados a conhecer e a saber quem é aquele Manel Joaquim sem fotografia.

- Vai haver sempre um familiar/conhecido que aderiu aquilo há pouco tempo e vai escrever o que não deve para toda a gente ver porque não sabe como mandar uma mensagem privada.

- Há aqueles que acham que por te conhecerem via profissional tens que os aceitar nas tuas redes sociais e ainda têm a lata de perguntar, não viu o meu pedido de amizade/para seguir? (hummm se calhar vi mas não quero!).

- Há os que vivem a criar grupos de spam para a maioria dos que lá são identificados, mas por muito que faças logo sair do grupo, vão sempre incluir num próximo que já estão a "magicar"!

- Há sempre perfis fakes a serem criados e as pessoas nem se dão ao trabalho de disfarçar, tipo um perfil sem fotos ou com fotos de um qualquer galã de ficar no olho retirada da internet, sem amigos e sem informações que te pede logo a seguir amizade. Porque será?! Bahh.

Identificam-se?

23
Mai19

Há pessoas para ficar, há pessoas para ir!

Maria

87.  amizades.png

Sabemos sempre que com outras pessoas somos mais felizes. Somos ainda mais felizes que sozinhos. E dessas pessoas, as que nos acrescentam, somos parte. E fazem-nos mais felizes assim como nós também fazemos parte da felicidade deles. São aqueles a quem chamamos "os nossos". A quem queremos perto. Com quem partilhamos os melhores sorrisos e a quem socorremos para nos segurarem as lágrimas.

São essas pessoas que nunca podemos esquecer. E da mesma proporção que há pessoas que nos fazem ainda mais felizes. Há também aquelas que nos sugam a felicidade e muitas vezes nem damos conta disso.

Pessoas que já só estão "ali", sabe-se lá onde, mas que nunca estão mesmo "aqui". E que nem chegam a estar. Não se chegam a dar. Logo não chegam a ser das que acrescentam. Que dizem que são amigas mas que na realidade, ao olhares, não vês nada que o demonstre. Só estão ali a insistir que o são. Às vezes já podem ter sido muito, mas depois simplesmente deixam de o ser. 

[ Às vezes podemos ter uma peça que seja muito importante numa altura da nossa vida ficamos com ela porque na verdade faz parte. O tempo passa. E ela apenas fez parte naquela altura. Lá trás. Ficar com ela, dar-lhe um lugar de destaque só para lembrar que um dia foi importante é não dar valor a todos as outras que fazem o dia de hoje mais bonito. ]

Há pessoas que devemos deixar ir. Que o deixar ficar só estão a ocupar ideais falsos. Quando menos esperas vai haver uma atitude que te vai fazer perceber isso tão bem que te vai magoar.

Pessoas que magoam não fazem parte dos teus que estão lá para te fazer feliz. Se não estão, é deixar ir. Há tanta coisa que ao deixares ir te faz feliz que vais perceber que há pessoas que também são assim.

Não vão deixar de existir. Só não podes contar que estejam lá. Porque na verdade elas também não contam. Quanto mais cedo te libertares, mais cedo vais perceber o que te faz falta, o que realmente interessa e o que não! E que ninguém vive de metades de pessoas que querem estar em todo o lado mas na verdade não estão, principalmente do teu lado. ♡

28
Fev19

Coisas a não fazer num primeiro date!

Maria

[imagem retirada da internet]

 

  • Chegar atrasado

É assim, depois são favas contadas. Mas logo no primeiro encontro atrasos, é aquela primeira cena que cai logo mal.

  • Dar mais atenção ao telemóvel

Convenhamos, se estamos ali numa primeira impressão e se a pessoa que está connosco não para de olhar para o telemóvel, mexer no telemóvel ou na loucura ver redes sociais enquanto falamos, aquilo não tem pernas para andar. Juntos.

  • Mexer nas miudezas

Nada a dizer, que o já dito fala por si, mas não mexam sff.

  • Falar na/o ex.

Seja a mal ou a bem. Não é preciso falar nos falecidos que já devem estar enterrados. Porque se ainda há aí alguma coisa em relação ao falecido pode vir à tona. Se for bem, vamos falar bem demais. Se for mal. A nossa raiva vai vir ao de cima e isso não é bonito. 

  • Olhar insistentemente para o relógio

Estar sempre a olhar para o relógio é a prova de que, a cabeça está noutro lugar. E num primeiro encontro queremos é que se esteja ali, de corpo e alma. E até podem nem estar. Mas se não querem realmente fugir dali a correr. Não estejam sempre a olhar para o relógio porque é assim coiso.

  • Sou o bicho papão

Yap. Não comecem logo no primeiro encontro a falar que papam tudo o que mexe. Inclusive não demonstrem que não estão à espera de outra coisa, nesse mesmo encontro.

  • Comer de boca aberta

Fica esquisito sempre. Mas num primeiro encontro, comer de boca aberta e falar sempre com a boca cheia, além de não ficar bonito de se ver, não se vai perceber patavina.

  • Exagerar no perfume

Não ponho em causa o banho, porque já se sabe que o banho deixa qualquer pessoa fresca (e fofa) e deve-se tomar banho claro, mas não de perfume. Tudo o que é exagero é demais o e o que é demais vai sobrar.

  • Estar sempre à procura do espelho mais perto

É que não vai com nada estar ali na conversa com alguém que está sempre a tentar olhar para o espelho naquela de tentar perceber o melhor ângulo.

  • Ser forçado

a serem quem não são só para agradar. A mentir só porque querem que a outra pessoa goste do que está a ouvir. Isso não vai funcionar.

10
Jan19

Viver na aldeia, dizem, é chato!

Maria

Dizem.

Eu dou mais um exemplo de que, se calhar, não é bem assim.

Ontem durante a tarde mandaram-me um recado aqui na empresa, que ao fim da tarde, o dono de uma empresa vizinha fazia anos e ia fazer patuscada para passar lá.

Eu, quando acabei de trabalhar, e toda ranhosa que estava só queria ir embora. Meti-me no carro e ala que se faz tarde. Mas, ao passar em frente à empresa onde estavam todos fizeram-me paragem e nem pensar em ir embora sem petiscar nada. E foi assim que comi duas sandes com carne de espeto quentinha a fazer na hora e um copo de tinto. Até fui embora mais aconchegada.

Isto nas cidades não existe. E também não existe em todos os lados. Mas ainda existem vizinhos dos bons. Eu moro na melhor rua do mundo, mas às vezes também me convenço que trabalho num dos melhores sítios. Vizinhos bons e boas pessoas não vêm declaradas. E sabem tão bem.

11
Out18

O amor é um lugar estranho. E fodido.

Maria

o amor

 

Se eu fechar os olhos com o intuito de te lembrar. É fácil demais.

É assim que se diz de quando se fala de algo que se ama. Ou amou.

Lembramo-nos de cada traço. Dos cheiros. Das sensações que sentimos. E até, se mantermos os olhos fechados conseguimos lembrar daquele sussurrar de respiração comum a toda a gente, mas que conseguimos diferenciar "daquela".

O amor faz-nos ver pormenores tantas vezes esquecidos. Banais até. Comuns a tantos. Mas particularmente diferentes a todos.

Lembrar faz parte. Não da dor do passado. Mas da história que cada um tem. Da sua história e de quem dela faz parte.

Se eu fechar os olhos com o intuito de lembrar. É mesmo fácil.

Assim como foi fácil apaixonar-me. E assim como as rugas ganham espaço. Assim como os traços das mãos ficam mais evidentes. Assim como as feridas ficam por mais curadas e resolvidas que estejam. Lembrar é fácil quando foi realmente importante fazer parte.

Um coração divide momentos. Mas não esquece amor. Quem ama fica lá. Mesmo que num dos imensos compartimentos que o nosso coração consegue ter. Mesmo que numa gaveta bem fechada da qual a chave já nem reza história. Mas a nossa lembrança não nos escapa a esse amor guardado. Talvez um dia mais tarde. Talvez um dia já não consiga diferenciar tanto quando fechar os olhos, aquele cheiro, aqueles traços outrora vincados, mas o amor... o amor estará lá. Porque somos feitos de amor e se nos falha o amor. Mesmo aqueles guardados naquela cabaninha chamada memória falta-nos vida. E por mais que seja já quase de outra vida, é da nossa história. Mais ou menos boa de se lembrar. Mais ou menos sofrida. Mas da nossa história. Que cada um tem a sua. E nos nossos olhos consegue ver-se essa história. E se nos falta história, nada somos. E eu sei, que se quiser e fechar os olhos. Lembro-me.

Foi amor. É amor.  [ ❤ ]

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D