Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

22
Mar20

Não há agasalho que nos proteja de pessoas frias. O resto dá-se um jeito

Maria

Às vezes ainda me surpreendo com as pessoas. Não devia.

Enquanto há todo um esforço para não se sair de casa.

Enquanto uns fazem tele-trabalho. E empresas fecham.

Enquanto uns têm que fechar os seus próprios projectos, lojas, empreendimentos, o pão de cada dia.

Enquanto uns fazem isolamento/quarentena voluntária.

Enquanto uns não visitam a família.

Enquanto uns adiam casamentos, batizados, festas comemorativas...

Enquanto uns não festejam o aniversário com a família e amigos. 

Enquanto uns ficam isolados e completamente sozinhos em casa.

Enquanto as escolas fecham e todas as crianças vão para casa.

Enquanto pára o futebol.

Enquanto uns dão concertos a partir de casa para animar a malta.

Enquanto uns dão aulas de fitness, exercício físico, zumba, o que seja - de casa - para nos manter activos de casa.

Enquanto há pessoas que gostavam de ficar com os seus em casa e arriscam todos os dias a ir trabalhar para os restante de nós termos o necessário.

Enquanto uns arriscam a vida para agarrarem a vida de outros - Obrigada!.

Enquanto uns não conseguem fazer a ultima cerimónia merecida a um ente querido.

Enquanto há pessoas que têm família internadas que já não visitam alguns dias...

Enquanto há pessoas que se disponibilizam a ajudarem os mais necessitados e os mais idosos.

Há outros que num dia de sol, vão passear para as marginais, para as praias, para o calçadão, para o raio que as parta porque isso não vale e pode ser evitado sem custo. Sim sem custo, poupem-me - a mim e a todos aqueles que adotaram o #ficaemcasa.

IMG_20200322_223836_770.jpg

 

Em tempos escrevi - Não há agasalho que nos possa proteger de pessoas frias. Distantes. Amargas. De pessoas que não olham para o lado, que não sentem os outros, que não se dão. Pessoas que não sabem sorrir. Ajudar. Ver além do seu mundo.

E é tão isto. Enquadra-se. Não se entende essas pessoas. Não se entende como fazem isto. Não percebo pessoas - destas. Não consigo.

12
Mar20

Tenho medo de pessoas.

No dia em que o coronavírus foi declarado pandemia pela OMS

Maria

 

Ontem partilhei no facebook o que me aconteceu, assim que saí do trabalho e passei por um dos hipermercados que passo todos os dias e que, muito na minha, aproveitei para ir fazer umas compras normais para a semana, como sempre faço.

Sim, Eu sou aquele tipo de pessoa que faz compras uma vez por semana. Razão: passo todos os dias por hipermercados logo não preciso de passar lá só uma vez por mês e atolhar a casa com tudo e mais alguma coisa. Pois que já tinha ouvido falar das "prateleiras vazias". Mas pensei eu que não devia ser bem assim até que, sai do trabalho e como qualquer normal semana e depois de não ter estado no fim-de-semana e não ter feito compras, lá fui eu.
Pois que...não havia verduras, alface, repolho, alho francês, cenouras... nada. Não encontrei massa, nem arroz. Também não tinha óleo. Salsichas tinha uma lata com certeza esquecida. Água minha gente. Nada. Nem garrafões nem garrafas. E óbvio, papel higiénico nem vê-lo. Ora eu ia fazer umas compras porque não costumo abastecer assim até ao teto mas... compreendo que a epidemia da estupidez é qualquer coisa que assiste a quem não sabe viver em sociedade. Em comunidade. Em tentar perceber que o alarmismo e o pânico deixa-nos ainda pior. É inconsciente. Tão inconsciente é quem vai limpar prateleiras como aquele que está em quarentena mas sai para os seus afazeres que engloba terceiros. Adoro pessoas. #sqn

E quando me dizem se tenho medo do vírus, tenho os meus receios, mas tenho medo das pessoas. E acredito cada vez mais naqueles que matam pela ultima lata em países de guerra e acredito que haja gente que tire o comer da boca de outros para comer e acredito, que num país que não está em guerra, num país que está apenas em cautela e de olhos abertos a tentar perceber que temos que ter cuidados e que cada um pode e deve fazê-los para bem de todos, haja gente a correr para o supermercado para atolhar a casa de papel higiénico?! É que eu por exemplo até estava a precisar porque quando compro, compro apenas o essencial até voltar às compras, assim dá para todos. Percebem o - dá para todos?

E já agora, metam lá o rabinho em casa quem está de quarentena ou quem pode evitar não sair à rua. E com isso quero dizer não vão para a padaria tomar o pequeno almoço e façam lá sala de duas horas, nem vão para as esplanadas todas atolhadas em típica época de verão, não precisam apanhar já o sol nas praias onde já quase não têm um espacinho para pôr a toalha. ah e irem todos a correr para o supermercado também não é boa ideia, como para as farmácias tentarem comprar três frascos de álcool quando na verdade até costumam deixar o frasco lá de casa passar a validade porque não usam. E se não têm sintomas, deixem lá as máscaras em paz. Lavem bem as mãos. Muitas vezes. 

Minha gente, menos. Porque a não ser que a estupidez dê caganeira, o vírus - dizem - não dá.

14
Fev20

O Amor é um lugar incrivelmente estranho. Mas bom!

Maria

Amor

 

Fala de Amor.

Desse que sempre nos apanha desprevenidos, com outros planos aos quais vem dar a volta. Desse que se nega no início por não saber bem o que se passa. O que são aquelas borboletas no estômago. O que é rir de cada palavra. O que é olhar para o relógio à espera que alguém chegue. O que é perder-se em mensagens com conversas até de madrugada. O que é querer muito ir e ficar. O que é roubar-nos os pensamentos sem qualquer aviso. Desse que nos faz olhar para uma direcção que nunca esteve no nosso mapa.

Do Amor. Desse que nos encontra ao virar de uma esquina quando estamos completamente distraídos. Quando nem nos perguntamos se é possível. Quando não estamos nem aí. Desse Amor que nos atropela a alma. Que nos faz sentir sentido. Desse Amor que nos faz parar no tempo enquanto ele corre. Desse que nos deixa um sorriso parvo escancarado nos lábios. Que nos faz corar sem motivo ou com todos os motivos possíveis.

Do Amor. Desse que o corpo cede. Que nos acelera a respiração. Que nos faz ser mais, sem deixar de sermos nós. Juntos. Enrolados.

Do Amor. Sim, desse Amor que nos acrescenta. Que nos completa. Que não divide. Que não magoa. Que não gera silêncios desconfortáveis.Desse Amor que nos faz crescer, que nos ensina, que nos faz ponderar e limar arestas. Desse Amor de mãos dadas, com beijos na boca e abraços sentidos, reconfortantes, cheios. De tudo. Sem metades. Por inteiro.

[ ♥ ]

10
Fev20

Coisas que constatei nas redes sociais!

Maria

Redes Sociais.png

 

- Há quem nunca vá gostar do que quer que seja que publiques. Nunca vai pôr um gosto, nunca vai comentar. Nunca te vai dar os parabéns. Resumindo, está lá caso não tenha morrido para a vida, só mesmo para cuscar.

- Há quem vai comentar tudo o que partilhas mas por mensagem privada. Tem sempre algo a dizer, mas longe dos olhos de outros. Só por mensagem privada. Toma atenção, possivelmente é porque não quer que se saiba que trocam qualquer tipo de comunicação. Cheira-me a gato com rabo preso e a gaja ciumenta na área, ou vice-versa.

- Há os que te fazem um pedido de amizade, ou os que te querem seguir no instagram, mas passam por ti no supermercado e deitam os olhos ao chão. Olham para o lado. Ou simplesmente passam sem qualquer tipo de reacção como se nunca te tivessem visto na vida(e o pedido de amizade é para quê, ao certo?!).

- Há sempre quem te vai convidar para dois dedos de conversa e um café, via mensagem privada, assim que publiques uma fotografia nova.

- Há alguém que não vai comentar a tua publicação numa de não estar a par das novidades mas sabe sempre tudo, inclusive com quem anda a tia do namorado da amiga do terceiro esquerdo. Sim essa mesma pessoa que vai comentar com alguém um pormenor da tua fotografia.

- Há quem só lá esteja para te identificar em concursos e passatempos e pedidos para vidas no Candy Crush.

- Há os que mandam um convite de amizade e não aceitas e eles retiram. Em breve voltam à carga com o mesmo processo.

- Há os que vão te mandar msg porque viram uma cusquice nas redes sociais que não querem que tu percas. Ou só mesmo para perguntar se já sabias daquilo.

- Há os que continuam com a mesma fotografia de perfil de 2008 quando aderiram.

- Há os que nunca vão pôr uma fotografia nem no perfil, mas pedem amizade a toda a gente porque somos obrigados a conhecer e a saber quem é aquele Manel Joaquim sem fotografia.

- Vai haver sempre um familiar/conhecido que aderiu aquilo há pouco tempo e vai escrever o que não deve para toda a gente ver porque não sabe como mandar uma mensagem privada.

- Há aqueles que acham que por te conhecerem via profissional tens que os aceitar nas tuas redes sociais e ainda têm a lata de perguntar, não viu o meu pedido de amizade/para seguir? (hummm se calhar vi mas não quero!).

- Há os que vivem a criar grupos de spam para a maioria dos que lá são identificados, mas por muito que faças logo sair do grupo, vão sempre incluir num próximo que já estão a "magicar"!

- Há sempre perfis fakes a serem criados e as pessoas nem se dão ao trabalho de disfarçar, tipo um perfil sem fotos ou com fotos de um qualquer galã de ficar no olho retirada da internet, sem amigos e sem informações que te pede logo a seguir amizade. Porque será?! Bahh.

Identificam-se?

31
Dez19

Feliz Ano Novo!

Maria

2019 não foi de todo um ano fácil. 

Desejo sorrir cada vez mais. Continuar a tentar ser uma pessoa melhor. Mesmo! Baixar barreiras, destruir muros. Olhar um bocadinho mais para mim. Queria que fosse um bocadinho melhor que este ano, no fundo desejo de 2020 um bocadinho mais. Este ano foi difícil,  está a ser difícil de conseguir ter tudo sobre controle e ser positiva.

Quero muito que eu tropece em pessoas boas e que leve os negativos para o raio que os parta sem passar no meu caminho [não confundas, por favor 2020].

Simples assim. Directo e sem engolir sapos. Que possamos sorrir juntos. Desejar mais. Sonhar, ainda que de olhos abertos e pés assentes no chão. Abrir o coração. Abrir o CORAÇÃO! ♡

Ser simpáticos e guardar o mau humor nos lençóis antes mesmo de sair da cama. O Mundo lá fora não tem que levar por tabela dos nossos problemas. Apreciar o arco íris. Falar, conhecer, ir. Não deixar ficar quem só tirou bilhete de passagem. Já basta a passagem do ano. Ter coragem. Enfrentar. Ser forte. Gostar de nós, mais de nós. Primeiro sempre nós. E deixar que gostem de nós... Ser boa onda.

Acreditar. Ter fé.  Ver o lado mais positivo da vida.

Ser feliz! Minimizar más energias. Procurar sorrisos. Agradecer sempre. Cuidar. Cuidar de nós.  Dos nossos. Apaixonar. Dizer gosto de ti. Fechar feridas. Seguir em frente. Seguir em frente é o caminho.

2020

De coração desejo-nos a todos um Feliz 2020 . Que nos seja simples, leve e bom. Saúde. Saudinha da boa! O resto a gente dá o jeito!

OBRIGADA por mais este ano repleto de carinho e partilhas a quem está desse lado! E cá vos espero em 2020. Sem desculpas. E com sorrisos para partilhar!

Beijos, abraços e sorrisos,

 

MARIA

SorrisoIncógnito

 

Sigam-me em:

Facebook: sorrisoincognitoblog
Instagram: https://www.instagram.com/sorrisoincognito/

30
Out19

Sê uma pessoa mais bonita. Por ti.

Maria

96. bonita (1).png

 

Ser sempre positiva. Por mais que a vida por vezes te possa parecer desastrosa com o que te brinda. Ou por mais que aches que os astros por vezes estão desalinhados. Acreditar. Ter fé. Esperança. Nos outros mas muito mais em nós mesmos. Nós podemos ser sempre mais. Podemos tentar ser sempre melhores. Podemos alinhar com as energias boas, olhar para o copo meio cheio. Ver a parte mais bonita da coisa. Compactuar com as lutas em melhorar. Acreditar na paz de espírito. Nos sorrisos. E interiorizar que aquilo que tu sentes, aquilo que te inspira, aquilo que te faz sentir bem é aquilo que tu vais passar aos outros.

Sê uma pessoa boa onda. Sê uma pessoa mais bonita. Por ti. ♡

04
Out19

Apaixonem-se ♡

Maria

IMG_20191004_075335_675.jpg


Pessoas que não estão apaixonadas ficam chatas. De mal com a vida. Deles e dos outros. Não têm paciência para eles mesmos. São pão sem sal. Mal amados e desinteressantes.
Pessoas que não estão apaixonadas por algo ou alguém metem-se na vida dos outros, para ocupar o vazio das delas.
As pessoas apaixonadas são geralmente bem dispostas, não atrapalham a nossa felicidade e ocupam-se com a delas. Andam de bem com a vida e não têm tempo para atazanar a vida dos outros. Apaixonem-se. Apaixonem-se por alguém ou pela vida.
O ser chatinho é meterem-se na vida dos outros, é a felicidade dos outros fazer urticária.

08
Ago19

Como aguentar 12 anos numa empresa?

Maria

Muitas vezes fazem-me essa pergunta quando  se fala da minha empresa. Tantos anos na mesma empresa não é fácil. E acredito que, visto de fora, algumas sejam as dúvidas e as suposições. 

Já aqui falei. E tenho sempre o prazer de o dizer. O que me faz ficar cá tanto tempo são as pessoas. E num emprego, num trabalho diário, numa casa onde passas tanto tempo como na tua, ou mais (pelo menos acordada) são as pessoas que te fazem o ser e o querer estar. Quando pensam que é o dinheiro que move. Não, não é. São "bolos" diferentes. É importante. Mas para o nosso bem estar não é só o dinheiro que conta...

Percebam porquê.

Faleceu ontem o "Manuel". Que sempre apelidei carinhosamente de "meu Manelzinho" aqui na empresa. Quando cá cheguei, ele já cá estava. E foi sempre um querido comigo. Um amigo mais velho trinta anos. Que me aconselhou. Me deu dicas. Que muito desabafou. Que amava a família e babava pelas filhas... 

Trabalhamos juntos cerca de três, quatro anos não sei precisar e acabou por sair. Por seguir outro caminho.

Ás vezes ali aparecia ele no meio da produção a levantar a mão. Vinha cá ver como estávamos, dar um Oi. Contar que estava bem. Do que andava a fazer. Sempre que passava por ele na rua, aquele sorriso e aquele levantar a mão era certo.

Aqui na empresa não somos muitos. Somos família. Desde o início. Fui recebida assim há mais de doze anos. E continua-se a receber assim quem vem por bem.

O "Manelzinho" já cá não trabalhava há alguns anos. Mas foi da família. E ficou.

Hoje a empresa encerra para nos irmos despedir dele pela ultima vez. Todos. 

Mesmo que já não trabalhasse cá na empresa. Foi família. Esta empresa é isto.

Até sempre "Manelzinho"! <3

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D