Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

31
Jan20

Do meu aniversário. Do meu dia.

Maria

Na semana passada, quarta-feira 22, foi um dia especial. É sempre. O dia do nosso aniversário. E eu gosto muito de fazer anos. Adoro O MEU dia e gosto sempre de acordar com o melhor dos sorrisos para o receber tal como partilhei aqui estampado no rosto. E é daqueles dias que não há margem para chatices, para energias más, para pensamentos negativos. Nada disso. Foi o meu dia. Como não ficar feliz com isso?

IMG_20200123_104334_775.jpg

 

Não trabalhei da parte da tarde, como é hábito e aproveitei só para ficar sentada ao almoço até tarde, na conversa com quem me fez companhia. E dar um giro. Ri muito até ouvir de quem estava comigo "porque sempre te ris ao telefone?". Eu sou assim. É um dia que gosto muito e partilho o meu melhor sorriso com quem partilha comigo algo nesse dia. O jantar foi em família com amigos que não são de sangue, mas são igualmente família. Foi tão bom e adoro aquele convívio com os meus amigos, as minhas pequenas e os meus pais. Adormeci de coração carregado, cansada, mas com aquela sensação que aproveitei muito bem o que me deram.

Não consegui partilhar isto antes porque ando cheia de trabalho.

Fotografias é que me perco sempre a absorver o momento e me esqueço de tirar. A única explicação que tenho é que, tudo foi tão preenchido e "saboreado" por mim, por nós, que os telemóveis foram secundários. 

Atendi todos os telefonemas e isso custou-me ser a ultima a jantar, mas poucas foram as mensagens que consegui ler no dia. Não é ser egoísta, mas tinha que aproveitar o dia, a festa e os meus, caso contrário não conseguiria aproveitar nada. Mas depois li todas as mensagens e eram muitas. E muitas foram as que me surpreenderam. E recebi muitas palavras de me deixar ciscos nos olhos.

é certo que não é preciso dias especiais para dizermos certas coisas a outras pessoas, mas fazê-lo nesses dias cutica lá dentro.

E hoje não tenho fotografias mas tenho uma memória fotográfica recheada. Cheia de emoções, um coração a transbordar e ainda parece que ouço o grito dos golos na minha cabeça.  Tenho uma felicidade em mim de ter momentos como este que me fazem ver o que vale realmente a pena. Aproveitar o momento com quem nos acrescenta é sem dúvida um mote para este novo ano meu.

Vocês que por aqui passam e ficam. Uns mais que outros vão fazendo parte.

Obrigada. OBRIGADA de coração às muitas mensagens que recebi. Às palavras que me deixaram, tanto aqui no blog como no mail, facebook e instagram. Obrigada por esses sorrisoincognitos e acima de tudo obrigada por me ajudarem a continuar a sorrir. Beijinho e mil sorrisos!

Venham mais. Sim, mais anos de sorrisos.  Estou feliz! Muito ❤

22
Jan20

Happy Birthday ❤

Maria

Aniversário

 

TO ME ♥

Isto tem passado num piscar de olhos e agora é sempre a subir a este ritmo, é o estar ali a meio pau para os entas e a superar o "no ponto" dos trintas, eu espero.

É continuar a gostar muito de mim. A limar os defeitos e a acreditar nas qualidades. A orgulhar-me da pessoa que sou, da amiga que sou, da madrinha, da irmã e filha que tenho sido. A querer sempre ser uma pessoa melhor. E a lutar por isso todos os dias. A continuar a ser uma #MariaTexuga sem emenda depois de me alertarem que a vida é só uma e tamanhos de roupa há muitos! E o básico de tanta roupa e nada para vestir continuar igual. Sinto-me cada vez mais feminina, mulher de rugas e expressões, sorrisos e experiências que a vida traz. Resolvida. Sinto-me resolvida. Em paz mesmo com um turbilhão sempre a acontecer à volta e eu com o melhor dos sorrisos como outfit diário.

Que este seja um bom ano e que venham muitos mais que eu cá aguento! Muita saúde que o resto vem!

Gosto de fazer anos. Gosto de comemorar estar aqui. Eles passam? Sim. Eu vivo! ❤

De coração cheio e com muitos sorrisos!

Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é como já tenho dito aqui, mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

Parabéns para mim! 🎂

14
Jan20

Aos quase, quase 30 e tal...

Oh yeah! It's me and I'm ok about that! 

Maria

Daqui a cerca de uma semana é o meu dia de aniversário. E eu gosto muito de fazer anos. Não vou por balanços ou ficava depré em três tempos. O nosso aniversário é mais que isso. E além de esperar sempre que seja um dia fantástico, continuo a afirmar, aos trinta e tal cada vez mais o que gosto e o que não gosto.

Porque não "papo grupos" e não ando cá para fazer favores a ninguém... quem gosta gosta e quem não gosta não sabe o que perde com esse mau gosto :)

janeiro aniversario.png

 

Eu cá, continuo a gostar cada vez mais e só de pessoas bem dispostas. Boa onda. De boas energias. Não gosto de pessoas sisudas. Gosto de pessoas de sorrisos. Abertos. São sempre mais bonitas. Não gosto de pessoas negativas. Que não vêem a luz ao fundo do túnel e são descrentes.

Continuo a gostar muito de Licor Beirão, de After Eight e do [meu] F.C. Porto. Não gosto de distâncias. Cada vez suporto menos a saudade mesmo que a traga todos os dias ao peito. Gosto de pessoas que assumem falhar. Não que venham à partida já para falharem, mas de pessoas que ao magoarem, assumem o que fazem. Continuo a gostar de pessoas que me conhecem às dez da manhã, cinco da tarde e onze da noite. Aqui e acolá. Sozinhas ou acompanhadas. Cada vez menos tenho paciência para aturar quem se troca todo das pernas para me cumprimentar quando acompanhados, para quem me manda sms que não interessam e para quem me quer fazer gastar tempo com o que quer que seja. Gosto (muito) de dançar, apesar de dançar cada vez menos que o que gostaria. Amo os meus. Assim de muito Amor mesmo! Gosto dos meus Amigos. Muito. Gosto dos poucos mas bons amigos que tenho. Cada vez irrito-me mais com pessoas mal educadas, mal intencionadas. Não tenho paciência. Não "papo grupos". Gosto de pessoas que se dão, que se importam, que fazem por estar. Gosto cada vez mais de café sem açucar. Gosto de noitadas caseiras com os amigos. Gosto mais de sapatilhas que em todos os "vintes". Os 30 já foram e continuo a gostar muito do meu cabelo comprido sem coragem para o cortar. Gosto cada vez mais de massa fusilli e começo a ter saudades das minhas aulas de fitness. Babo-me com o sorriso do meu sobrinho, amo-o de coração. Gosto do pôr-do-sol. Da cidade do Porto. Gosto das minhas sobrinhas emprestadas. Das minhas afilhadas mais fofas. Tenho muitas saudades do mano e as distâncias são mesmo uma merd@! Não gosto da falta de trabalho. Gosto de sentir a Madeira e tenho-lhe imensas saudades e não vejo a hora de voltar. Não gosto de me inspirar quando o meu estado de alma não é dos melhores, mas continuo a admitir que é quando saem os melhores textos. Gosto das minhas melhores amizades. Gosto do frio na barriga das alturas. Gosto de barba de três dias. Gosto de ir ao cinema apesar de ir cada vez menos, btw nem me lembra quando foi a última vez. Continuo a gostar de rapar a massa de bolos. Continuo a não conseguir comprar uma pizza congelada para uma refeição rápida sem lhe acrescentar algum ingrediente que tenha em casa. Não gosto de conduzir em dias de chuva. Gosto de jantaradas. De boas conversas. De gargalhadas. Gosto de gomas. Não gosto de pessoas que falam muito dos outros. Que julgam apenas pelo que ouvem. Gosto do meu blog. De escrever. Muito! De pessoas que me trouxe. Desta partilha. Não gosto que se achem superiores. Não gosto de quem brinca com os sentimentos dos outros. Não gosto de pessoas mal amadas. Continuo a não gostar de nabos e repolho e grelos e…quase tudo o que é verde. Gosto de pessoas felizes. Pessoas felizes não se metem na vida dos outros. Gosto de caipi black. E de verão nada me sabe melhor para beber. Não gosto de andar sozinha. Não gosto de ir às compras sozinha. Não gosto de passear sozinha. Gosto de pessoas que não são impostas. Quando não dou resposta a alguém não vale a pena insistir. Amo os meus pais e adoro leva-los comigo para todo o lado. Gosto muito do verão mas também gosto das folhas caídas no chão e das cores do Outono. Não gosto do frio. Não sou do frio. Mas mil vezes frio a chuva e nevoeiro. Gosto de Gin com 7'Up. Gosto de pessoas que trouxe para a minha família mas não gosto de todos que são da minha família. Continuo a gostar muito de ovo estrelado no pão. Gosto quando as pessoas usam comigo a expressão "tão eu". Gosto de lareiras e um copo de vinho tinto maduro. Continuo a não gostar de whisky. Gosto de vestidos e saltos altos, de malas, relógios e anéis. Adoro anéis. Não gosto da minha cor lula deslavada de inverno. Gosto do calor. Sou muito mais do calor. Da minha pele no verão. De unhas pintadas. Continuo a panicar com dentistas e trovoada. Gosto de cães. Continuo a ter trauma por gatos. Gosto daquele [meu] lugar à beira rio plantado. Gosto de bolo do caco e poncha regional sem gelo. Gosto de camisas brancas e vestidos pretos. Não gosto de despedidas. Gosto muito de fazer brindes. Não gosto de limonada. Continuo a gostar do meu corpo, mesmo com o que o tempo me trouxe, as rugas, a flacidez, a celulite e os quilos a mais. Gosto de futebol, de gelados no inverno e de beijos na boca. Gosto de fotografias a preto e branco. Não gosto de ir à cabeleireira. Gosto de dar sangue. Gosto de Morenos. Gosto das amigas que me ligam às duas da manhã para dizer que conheceram “O” e me fazerem rir de sono à gargalhada. Gosto da #MAriaTexuga que sou. Continuo a gostar muito de comer. Amo comer. Daqueles "ajuntamentos" à mesa. Não estou por estar. Não vou por ir. Gosto de pessoas de opinião própria. De pessoas que se conseguem rir delas próprias. Gostar mesmo, gosto de pessoas que se dão num todo para muito tempo. Inteiras. As metades não prestam. Com o tempo acabam por se desfazerem. Desiludem-me. Deixei de fazer fretes. De acreditar em quem já desiludiu. De correr atrás de quem não anda para a frente. Gosto de abraços sentidos. Cada vez mais, mesmo sendo eles, cada vez menos. Gosto de quando me apetece. Gosto de ronhonhó. Gosto de seguir a minha vontade. De não ir a favor da corrente. Mas de ir. Com a certeza de que é aquilo que quero.  Gosto de tomar conta das minhas pequenas lá em casa. Gosto de ser reservada. Mas enervo-me tantas vezes por o ser pois nem sempre dá jeito. Não gosto de muros. Gosto da capacidade de me rir de mim própria. Gosto do meu humor. Da criança que alimento em mim. E até do meu mau feitio que vem de um coração mole com pimenta no nariz. Gosto de partilhar. Sorrisos. Gosto da pessoa que sou. Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

01
Fev19

Even in rainy days...*

Maria
[ Foste-me bom.mês meu.meu mês.carregado de boas energias.de desafios de ano novo.e sorrisos.foste-me aquilo que sempre espero de ti.porque te gosto.és o meu mês.carregaste-me de sentimentos bons.resolvida.trouxeste-me aqueles que gosto.que gostam de mim.e eu sou feliz.e agradeço ser feliz.agradeço a quem ao meu lado está.vieram-me estes 35.agarro-os com força, esperança.quero muito que o amanhã dê certo.quero muito mais viver o hoje. também me trouxeste medos. sustos. mas que agarrei de coração aberto cada sobressalto alegrando com os finais felizes. Janeiro é o meu mês.e foste-me bom ♥ ]

IMG_20190130_004350_638.jpg

* So, look always at the bright side of life. Even in rainy days ❤
23
Jan19

35 ❤

Maria

Ontem foi um dia especial. É sempre. O dia do nosso aniversário. E é daqueles dias que não há margem para chatices, para energias más, para pensamentos negativos. Nada disso. Ontem foi tudo "up". E com aquele sorriso que partilhei aqui estampado no rosto. Foi o meu dia. Como não ficar feliz com isso?

Não trabalhei da parte da tarde, como é hábito e aproveitei só para ficar sentada ao almoço até tarde, na conversa com quem me fez companhia. E dar um giro. Ri muito até ouvir de quem estava comigo "porque sempre te ris ao telefone?". Eu sou assim. Principalmente se todas as chamadas que recebi foram para me dar ainda mais sorrisos! O jantar foi com pessoas que me são importantes além dos meus pais. Foi tão agradável, uma surpresa a ver o meu FCP e a sua vitória, na conversa e na gargalhada com os amigos.

Quando me deitei, antes mesmo de me preparar para ver todas as mensagens que recebi (e ainda não consegui ver porque são imensas - mas já li algumas deliciosas) procurei uma fotografia da festa para partilhar. Não tinha. Não tenho fotografias da minha pequena festa de aniversário ontem (vá tenho uma do bolo e não tenho uma única fotografia com eles todos para recordar).

Só tive tempo de dar conta que não tinha fotografias como quase sempre acontece quando estou tão de coração com as companhias e nem sequer consegui ler mais mensagens - Aterrei. Adormeci de coração carregado, cansada, mas com aquela sensação que aproveitei muito bem o que me deram.

Consegui juntar dos meus amigos mais importantes com os meus pais, infelizmente e também por ser durante a semana não deu para juntar mais, e não tenho uma fotografia que seja. Nem com a minha afilhada. Nenhuma do jantar. Nem de cantar os Parabéns, nem dos brindes. Nem das gargalhadas. Das partilhas.

A única explicação que tenho é que, tudo foi tão preenchido e "saboreado" por mim, por nós, que os telemóveis foram secundários. A minha comadre deve ter uma ou outra foto minha com as pequenas a apagar as velas e só.

Às vezes parece impossível, mas o facto de acontecer é que estamos a viver o momento. Ontem era o meu e eu vivi. Aproveitei-o. E apesar de atender as chamadas, as mensagens já não consegui tomar conta. Não fui egoísta, mas tinha que aproveitar a festa e os meus, caso contrário não conseguiria aproveitar nada.

E hoje não tenho fotografias mas tenho uma memória fotográfica recheada. Cheia de emoções, um coração a transbordar e ainda parece que ouço o grito dos golos na minha cabeça.  Tenho uma felicidade em mim de ter momentos como este que me fazem ver o que vale realmente a pena. Aproveitar o momento com quem nos acrescenta é sem dúvida um mote para este novo ano meu.

Vocês que por aqui passam e ficam. Uns mais que outros vão fazendo parte.

20190122_220241.jpg

Obrigada. OBRIGADA de coração às muitas mensagens que recebi. Às palavras que me deixaram, tanto aqui no blog como no mail, facebook e instagram. Obrigada por esses sorrisoincognitos e acima de tudo obrigada por me ajudarem a continuar a sorrir. Beijinho e mil sorrisos!

Venham mais. Sim são 35 anos de sorrisos.  Estou feliz! Muito ❤

22
Jan19

Happy Birthday ❤

Maria

aniversario

 

TO ME ♥

Os 30, ali no ponto (dizem!),já passaram. O trinte e um em que me meti também já. Os 32 acho que nem dei conta. Os 33 passaram a correr mas fizeram-me sentir, apesar dos pesares, muito bem comigo mesma. Os 34 trouxeram o estar resolvida com a vida. Agora é sempre a subir, é o estar ali a meio pau para os entas e a superar (o "no ponto") eu espero.

É continuar a gostar muito de mim. A aceitar os defeitos e a acreditar nas qualidades. A orgulhar-me da pessoa que sou, da amiga que sou, da irmã e filha que tenho sido. A querer sempre ser uma pessoa melhor. E a lutar por isso todos os dias. A continuar a ser uma #MariaTexuga sem emenda depois de me alertarem que a vida é só uma e tamanhos de roupa há muitos! E o básico de tanta roupa e nada para vestir continuar igual. Sinto-me cada vez mais feminina, mulher de rugas expressões, sorrisos e experiências que a vida traz. Resolvida.

Que este seja um bom ano e que venham muitos mais que eu cá aguento!

Gosto de fazer anos. Gosto de comemorar estar aqui. Eles passam? Sim. Eu vivo! ❤

De coração cheio e com muitos sorrisos!

Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é como já tenho dito aqui, mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

Parabéns a mim! 🎂🤞

21
Jan19

Novidades um bocadinho abaixo do Pólo Norte.

Maria

Na sexta-feira a meio da tarde tive que sair à pressa do trabalho e correr até a um hospital próximo porque me ligaram a dizer que o meu Pai estava lá. Depois de lá passamos para outro onde deu entrada às cinco da tarde e de onde saímos já depois das três da manhã.

Hoje ainda estou abandalhada com o susto (e graças a deus foi só um susto espero) primeiro pelas horas que parecem dias de espera num serviço de urgência. Depois principalmente nesta altura que aquilo é um verdadeiro caos. Depois as informações que sempre são escassas e quase nem se tem a quem perguntar que andam todos a mil, e vá, o que eu tenho mesmo a reclamar são as condições de quem espera. Aquilo podia ter uns sofazinhos para uma pessoa esticar as pernas. Assim foi experimentar toda e qualquer posição de uma cadeira para outras na esperança de conseguir passar as mais de dez horas de espera. Assisti a tanta coisa. Mas não me quero nem lembrar de outra. 

Já depois de me deitar passava das quatro e tal da manhã e às nove estava a pé porque tinha marcado na oficina para passar lá com o carro.

Foi um fim-de-semana caótico a nível de sono que só hoje de manhã, claro, me custou imenso sair da cama depois de me debater com a preguiça de ainda não ter reposto o sono em falta e ter que pegar na mangueira com água gelada para tirar o gelo do carro debaixo de um nevoeiro intenso e os termómetros a marcar 1ºC.

Assim se está por aqui, um bocadinho abaixo do Pólo Norte, mas na esperança que esta semana seja melhor que o fim-de-semana.

Ou pelo menos que aqueça como aqueceu a temperatura ontem à noite a ver a dança do Teixeirinha no "Dança com as estrelas" - as mulheres percebem!

Boa semana!

09
Jan19

Aos quase, quase 30 e tal...

Maria

janeiro aniversario.png

 

Não posso deixar de sorrir. Na verdade sou uma trintona e estou muito bem assim. A idade é apenas uma questão de números quando o teu espírito é que te faz o ser.

Aos quase "30 e tal..." continuo a afirmar cada vez mais o que gosto e o que não gosto. 

E continuo a gostar bem mais de pessoas bem dispostas, cada vez mais e só. Não gosto de pessoas sisudas. Gosto de pessoas de sorrisos. São sempre mais bonitas. Não gosto de pessoas negativas. Continuo a gostar muito de Licor Beirão, de After Eight e do [meu] F.C. Porto. Não gosto de distâncias. Cada vez suporto menos a saudade mesmo que a traga todos os dias ao peito. Gosto de pessoas que assumem falhar. Não que venham à partida já para falharem, mas de pessoas que ao magoarem, assumem o que fazem. Continuo a gostar de pessoas que me conhecem às dez da manhã, cinco da tarde e onze da noite. Aqui e acolá. Sozinhas ou acompanhadas. Cada vez menos tenho paciência para aturar quem se troca todo das pernas para me cumprimentar quando acompanhados, para quem me manda sms que não interessam e para quem me quer fazer gastar tempo com o que quer que seja. Gosto (muito) de dançar. Amo os meus. Gosto dos meus Amigos. Muito. Cada vez irrito-me mais com pessoas mal educadas, mal intencionadas. Não tenho paciência. Não "papo grupos". Gosto de pessoas que se dão, que se importam, que fazem por estar. Gosto de noitadas caseiras com os amigos. Gosto mais de sapatilhas que em todos os "vintes". Os 30 já foram e continuo a gostar muito do meu cabelo comprido sem coragem para o cortar. Gosto cada vez mais de massa fusilli e começo a ter saudades das minhas aulas de fitness. Babo-me com o sorriso do meu sobrinho, amo-o de coração. Gosto do pôr-do-sol. Da cidade do Porto. Gosto das minhas sobrinhas emprestadas. Das minhas afilhadas mais fofas. Não gosto da falta de trabalho. Gosto de sentir a Madeira e tenho-lhe imensas saudades e não vejo a hora de voltar. Não gosto de me inspirar quando o meu estado de alma não é dos melhores, mas continuo a admitir que é quando saem os melhores textos. Gosto das minhas melhores amizades. Gosto do frio na barriga das alturas. Gosto de barba de três dias. Gosto de ir ao cinema apesar de ir cada vez menos. Continuo a gostar de rapar a massa de bolos. Continuo a não conseguir comprar uma pizza congelada para uma refeição rápida sem lhe acrescentar algum ingrediente que tenha em casa. Não gosto de conduzir em dias de chuva. Gosto de jantaradas. De boas conversas. De gargalhadas. Gosto de gomas. Não gosto de pessoas que falam muito dos outros. Que julgam apenas pelo que ouvem. Gosto do meu blog. De escrever. Muito! De pessoas que me trouxe. Desta partilha. Não gosto que se achem superiores. Não gosto de quem brinca com os sentimentos dos outros. Não gosto de pessoas mal amadas. Continuo a não gostar de nabos e repolho e grelos e…quase tudo o que é verde. Gosto de pessoas felizes. Pessoas felizes não se metem na vida dos outros. Gosto de caipi black. Não gosto de andar sozinha. Gosto de pessoas que não são impostas. Quando não dou resposta a alguém não vale a pena insistir. Amo os meus pais e adoro leva-los comigo para todo o lado. Gosto muito do verão mas também gosto das folhas caídas no chão e das cores do Outono. Não gosto do frio. Mas mil vezes frio a chuva e nevoeiro. Gosto de pessoas que trouxe para a minha família mas não gosto de todos que são da minha família. Continuo a gostar muito de ovo estrelado no pão. Gosto quando as pessoas usam comigo a expressão "tão eu". Gosto de lareiras e um copo de vinho tinto maduro. Continuo a não gostar de whisky. Gosto de vestidos e saltos altos, de malas, relógios e anéis. Adoro anéis. Não gosto da minha cor lula deslavada de inverno. Gosto do calor. Sou muito mais do calor. Da minha pele no verão. De unhas pintadas. Continuo a panicar com dentistas e trovoada. Gosto de cães. Continuo a ter trauma por gatos. Gosto daquele [meu] lugar à beira rio plantado. Gosto de bolo do caco e poncha regional sem gelo. Gosto de camisas brancas e vestidos pretos. Não gosto de despedidas. Não gosto de limonada. Continuo a gostar do meu corpo, mesmo com oque o tempo me trouxe, as rugas, a flacidez, a celulite e os quilos a mais. Gosto de futebol, de gelados no inverno e de beijos na boca. Gosto de fotografias a preto e branco. Não gosto de ir à cabeleireira. Gosto de dar sangue. Gosto de Morenos. Gosto das amigas que me ligam às duas da manhã para dizer que conheceram “O” e me fazerem rir de sono à gargalhada. Gosto da #MAriaTexuga que sou. Continuo a gostar muito de comer. Daqueles "ajuntamentos" à mesa. Não estou por estar. Não vou por ir. Gosto de pessoas de opinião própria. De pessoas que se conseguem rir delas próprias. Gostar mesmo, gosto de pessoas que se dão num todo para muito tempo. Inteiras. As metades não prestam. Com o tempo acabam por se desfazerem. Desiludem-me. Deixei de fazer fretes. De acreditar em quem já desiludiu. De correr atrás de quem não anda para a frente. Gosto de abraços sentidos. Cada vez mais, mesmo sendo eles, cada vez menos. Gosto de quando me apetece. Gosto de ronhonhó. Gosto de seguir a minha vontade. De não ir a favor da corrente. Mas de ir. Com a certeza de que é aquilo que quero.  Gosto de tomar conta das minhas pequenas lá em casa. Gosto de ser reservada. Mas nem sempre dá jeito. Não gosto de muros. Gosto da capacidade de me rir de mim própria. Gosto do meu humor. Da criança que alimento em mim. E até do meu mau feitio. Gosto de partilhar. Sorrisos. Gosto da pessoa que sou. Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D