Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

26
Fev19

Faceweek*

Maria

IMG_20190225_084300.jpg

Aqui ficam alguns looks usados na semana passada. Sendo que tinha ido às compras e tem como peças novas, a saia-calção aos quadrados, que adorei a compra, bem confortável e gira. O blazer vermelho também é novidade, foi talvez a primeira compra da nova colecção em plenos saldos já há uns tempos e adorei, no fim-de-semana já deu para o estrear com o bom tempo que se fez sentir. Assim como a mini-saia em ganga que também faz parte das ultimas compras.

IMG_20190226_095327.jpg

IMG_20190220_143343_672.jpg

Aqui #umbocadinhoabaixodoPóloNorte continua tudo na paz das paisagens.

Manicure

O pormenor da manicure mais gira, usada na semana passada e que adorei mesmo!

Podem sempre acompanhar todas as novidades: 

09
Jan19

Aos quase, quase 30 e tal...

Maria

janeiro aniversario.png

 

Não posso deixar de sorrir. Na verdade sou uma trintona e estou muito bem assim. A idade é apenas uma questão de números quando o teu espírito é que te faz o ser.

Aos quase "30 e tal..." continuo a afirmar cada vez mais o que gosto e o que não gosto. 

E continuo a gostar bem mais de pessoas bem dispostas, cada vez mais e só. Não gosto de pessoas sisudas. Gosto de pessoas de sorrisos. São sempre mais bonitas. Não gosto de pessoas negativas. Continuo a gostar muito de Licor Beirão, de After Eight e do [meu] F.C. Porto. Não gosto de distâncias. Cada vez suporto menos a saudade mesmo que a traga todos os dias ao peito. Gosto de pessoas que assumem falhar. Não que venham à partida já para falharem, mas de pessoas que ao magoarem, assumem o que fazem. Continuo a gostar de pessoas que me conhecem às dez da manhã, cinco da tarde e onze da noite. Aqui e acolá. Sozinhas ou acompanhadas. Cada vez menos tenho paciência para aturar quem se troca todo das pernas para me cumprimentar quando acompanhados, para quem me manda sms que não interessam e para quem me quer fazer gastar tempo com o que quer que seja. Gosto (muito) de dançar. Amo os meus. Gosto dos meus Amigos. Muito. Cada vez irrito-me mais com pessoas mal educadas, mal intencionadas. Não tenho paciência. Não "papo grupos". Gosto de pessoas que se dão, que se importam, que fazem por estar. Gosto de noitadas caseiras com os amigos. Gosto mais de sapatilhas que em todos os "vintes". Os 30 já foram e continuo a gostar muito do meu cabelo comprido sem coragem para o cortar. Gosto cada vez mais de massa fusilli e começo a ter saudades das minhas aulas de fitness. Babo-me com o sorriso do meu sobrinho, amo-o de coração. Gosto do pôr-do-sol. Da cidade do Porto. Gosto das minhas sobrinhas emprestadas. Das minhas afilhadas mais fofas. Não gosto da falta de trabalho. Gosto de sentir a Madeira e tenho-lhe imensas saudades e não vejo a hora de voltar. Não gosto de me inspirar quando o meu estado de alma não é dos melhores, mas continuo a admitir que é quando saem os melhores textos. Gosto das minhas melhores amizades. Gosto do frio na barriga das alturas. Gosto de barba de três dias. Gosto de ir ao cinema apesar de ir cada vez menos. Continuo a gostar de rapar a massa de bolos. Continuo a não conseguir comprar uma pizza congelada para uma refeição rápida sem lhe acrescentar algum ingrediente que tenha em casa. Não gosto de conduzir em dias de chuva. Gosto de jantaradas. De boas conversas. De gargalhadas. Gosto de gomas. Não gosto de pessoas que falam muito dos outros. Que julgam apenas pelo que ouvem. Gosto do meu blog. De escrever. Muito! De pessoas que me trouxe. Desta partilha. Não gosto que se achem superiores. Não gosto de quem brinca com os sentimentos dos outros. Não gosto de pessoas mal amadas. Continuo a não gostar de nabos e repolho e grelos e…quase tudo o que é verde. Gosto de pessoas felizes. Pessoas felizes não se metem na vida dos outros. Gosto de caipi black. Não gosto de andar sozinha. Gosto de pessoas que não são impostas. Quando não dou resposta a alguém não vale a pena insistir. Amo os meus pais e adoro leva-los comigo para todo o lado. Gosto muito do verão mas também gosto das folhas caídas no chão e das cores do Outono. Não gosto do frio. Mas mil vezes frio a chuva e nevoeiro. Gosto de pessoas que trouxe para a minha família mas não gosto de todos que são da minha família. Continuo a gostar muito de ovo estrelado no pão. Gosto quando as pessoas usam comigo a expressão "tão eu". Gosto de lareiras e um copo de vinho tinto maduro. Continuo a não gostar de whisky. Gosto de vestidos e saltos altos, de malas, relógios e anéis. Adoro anéis. Não gosto da minha cor lula deslavada de inverno. Gosto do calor. Sou muito mais do calor. Da minha pele no verão. De unhas pintadas. Continuo a panicar com dentistas e trovoada. Gosto de cães. Continuo a ter trauma por gatos. Gosto daquele [meu] lugar à beira rio plantado. Gosto de bolo do caco e poncha regional sem gelo. Gosto de camisas brancas e vestidos pretos. Não gosto de despedidas. Não gosto de limonada. Continuo a gostar do meu corpo, mesmo com oque o tempo me trouxe, as rugas, a flacidez, a celulite e os quilos a mais. Gosto de futebol, de gelados no inverno e de beijos na boca. Gosto de fotografias a preto e branco. Não gosto de ir à cabeleireira. Gosto de dar sangue. Gosto de Morenos. Gosto das amigas que me ligam às duas da manhã para dizer que conheceram “O” e me fazerem rir de sono à gargalhada. Gosto da #MAriaTexuga que sou. Continuo a gostar muito de comer. Daqueles "ajuntamentos" à mesa. Não estou por estar. Não vou por ir. Gosto de pessoas de opinião própria. De pessoas que se conseguem rir delas próprias. Gostar mesmo, gosto de pessoas que se dão num todo para muito tempo. Inteiras. As metades não prestam. Com o tempo acabam por se desfazerem. Desiludem-me. Deixei de fazer fretes. De acreditar em quem já desiludiu. De correr atrás de quem não anda para a frente. Gosto de abraços sentidos. Cada vez mais, mesmo sendo eles, cada vez menos. Gosto de quando me apetece. Gosto de ronhonhó. Gosto de seguir a minha vontade. De não ir a favor da corrente. Mas de ir. Com a certeza de que é aquilo que quero.  Gosto de tomar conta das minhas pequenas lá em casa. Gosto de ser reservada. Mas nem sempre dá jeito. Não gosto de muros. Gosto da capacidade de me rir de mim própria. Gosto do meu humor. Da criança que alimento em mim. E até do meu mau feitio. Gosto de partilhar. Sorrisos. Gosto da pessoa que sou. Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

05
Jan19

A juba da Maria!

Maria

IMG_20190105_182404_355.jpg

 

Foi domada!

Levou corte e madeixas bem claras até que virei loira.

Tinha ido pela ultima vez à cabeleireira em Maio do ano passado e ela ficou bem admirada como o meu cabelo quase não tinha pontas estragadas. Já não é novidade para ninguém. Eu adoro o meu cabelo. E não gosto propriamente de andar a visitar as cabeleireiras mas isso exige que faça bem os trabalhos de casa para depois chegar a uma cabeleireira e ouvir isto. Dá trabalho. Um cabelo comprido. Ainda para mais com madeixas. Mas é para quem gosta.

Não cortei muito por isso mesmo, mas como podem ver ficou bem mais claro e já há anos não o usava assim loiro. 

Não era para fazer esta mudança mas depois de feita gostei do resultado. Ano novo, mudanças. Aprovam? :)

06
Dez18

Como fazer os olhos de uma mulher brilhar!

Maria

Querido Pai Natal,

Portei-me bem este ano e qualquer um destes ficava bem em mim. Só para que saibas.  Relógios e anéis tem tudo a ver. Comigo.

objectos desejo

 

Os relógios são @One

O anel do mocho é @Swarovski

O anel prata e o anel dourado são @Pandora (mas o que não faltam lá são anéis giros para combinar)

18
Out18

Não sou nem nunca serei uma fashion blogger, muito menos em... #19

Maria

Maquilhagem (como é óbvio)!

Eu posso ter mais alguns batons que há uns tempos tinha, pois que não usava simplesmente. E posso ir do oito ao oitenta adorando usar vermelho, mas... o que continuo a usar mais, que uso quase todos os dias e que continuo a adorar é mesmo o meu batom da Labello rosinha.

Pois é isto. E é por estas e por outras que, como vocês sabem, não sou e nunca serei uma Fashion Blogger.

06
Ago18

Nudismo

Maria

IMG_20180806_095954_444.jpg

 

É quando vejo fotos minhas com marcas como a de hoje que me apetece aderir ao nudismo. Acho que estaria super à vontade para praticar, mas nunca fui a uma praia de nudismo. Digo isto porque não gosto nada de marcas. Porque depois usas roupa em que elas aparecem e eu torço o nariz.

A sério, sou só eu que na operação biquíni me perco a ver biquínis todos cheios de coisas diferente, alças cruzadas, só de uma alça, com folhos, triquínis e fatos de banho  que estão tão em voga e até que bem giros. Mas no fim escolho sempre aqueles biquínis do mais simples que há (tipo tomara que caia ou alças finas que saem rápido), para deixar poucas marcas?

E mesmo assim vivo a reclamar das marcas que eles deixam!

Nudismo, era bem mais fácil. Ou não. 

07
Jun18

To listening... ♥

Maria

 

"Que mais tem de acontecer no mundo Para inverter o teu coração pra mim Que quantidade de lágrimas devo deixar cair Que Flor tem que nascer para ganhar o teu amor Por esse amor meu Deus Eu faço tudo Declamo os poemas mais lindos do universo A ver se te convenço Que a minha alma nasceu para ti Será preciso um milagre Para que o meu coração se alegre Juro não vou desistir Faça chuva faça sol Porque eu preciso de ti para seguir Quem me dera Abraçar-te no outono verão e primavera Quiçá viver além uma quimera Herdar a sorte e ganhar teu coração Será preciso uma tempestade Para perceberes que o meu amor é de verdade Te procuro nos outdoors da cidade, nas luzes dos faróis Nos meros mortais como nós O meu amor é puro é tão grande e resistente como embondeiro Por ti eu vou onde nunca iria Por ti eu sou o que nunca seria Eu preciso de um milagre Para que o meu coração se alegre Juro não vou desistir Faça chuva faça sol Porque eu preciso de ti para viver

Quem me dera

Abraçar-te no outono verão e primavera

Quiçá viver além uma quimera

Herdar a sorte e ganhar teu coração"

 

A nova música da Mariza é linda, linda ❤ e eu adoro ouvi-la.

10
Mai18

A juba da Maria!

Maria

Cabelo

 

Cabelo

 

Foi domada!

Já não é novidade para ninguém. Eu adoro o meu cabelo. E não gosto propriamente de andar a visitar as cabeleireiras (ainda mais, depois do meu karma, das minhas melhores cabeleireiras saírem do país). Isso exige que faça bem os trabalhos de casa para depois chegar a uma cabeleireira e ouvir ela dizer "o teu cabelo está muito bem tratado e nada estragado". Gosto muito. Dá trabalho. Um cabelo comprido. Ainda para mais com madeixas. Mas é para quem gosta. Não toquei na cor (já desde o ano passado) e adoro a tonalidade dele. Fui mesmo só cortar. E em cabelos compridos é sempre o drama «mas tu não costaste nada». Mentira. Cortei cerca de oito centímetros a passar. Já é muito ;)

29
Mar18

Eu e a maquilhagem

Maria

Ultimamente têm me perguntado "começaste a usar maquilhagem?", "namorado novo?" (WTF?!), "já sabes usar maquilhagem?".

Para terem a noção de como grande parte da minha vida a maquilhagem me passou ao lado. Completamente. E quando não passou, sempre foi um desastre. Que continua a ser.

Não percebo nada de maquilhagem. E sou capaz de perceber mais de nomes técnicos de futebol que propriamente acessórios de maquilhagem. Nunca tive problema com isso porque nunca me senti menos mulher por não adorar maquilhagem e nem perceber patavina.

Comecei nos últimos tempos a usar mais maquilhagem e como já tinha dito vou explicar porquê. Eu não ganho muita cor na cara. Uma cena marada de infância... mas na verdade não sou muito de ganhar cor na cara, mesmo quando fico morena a cara está sempre muito mais branca. E a minha cor normal é pálida. Ou melhor como costumo dizer cor lula deslavada. Sim é mesmo. Agora imaginam quando ando adoentada?! Não queiram. Até me costumam dizer "parece que não tens pinta de sangue rapariga" e inclusive já me sugeriram algumas vezes umas pancadinhas na cara a ver se a mesma reage... adiante. Os últimos tempos a coisa não tem facilitado quanto a andar adoentada. E tudo começou no fim do ano passado. E foi exactamente nessa altura, semanas depois de  dias inteiros fechados em casa a definhar e a bajular esta cor de lula deslavada que surgiu a ideia. Da minha mãe "Oh rapariga põe lá uma corzinha nessa cara que ainda te fazem o funeral antes de morreres". Sim confesso, eu sou daquelas pessoas que ficando adoentada a minha cara é notoriamente o meu cartão de visita. E não engana. A não ser que lhe ponhas uns pozinhos é de bradar aos céus a palidez.

Ora que começou por aí. Mesmo quase sem pachorra. Comecei a pôr uma base, mais uma cor. A voltar a pôr rimel, o risco preto nos olhos e basta. Começou por aí, algo que já fazia muito de quando em vez. Batons nada. Até que, comecei a olhar para os mate como aqueles que eram capazes de me encher as medidas. Vai daí a experimentar. Passei da que não gostava de batom para a que talvez gosto mais dos vermelhos. Tal e qual. Não houve melhor altura para experimentar. Porque aquilo foi quase um acto necessário para não me atirar para a cama cada vez que me via ao espelho pela manhã e uma tentativa de não me fugirem a sete pés.

Nem todos os dias o fiz claro, mas confesso que houve dias complicados enquanto estava adoentada e que a maquilhagem disfarçou - houve dias seguidos de quase directas - não era bonito de se ver. Eu não me sentia bem. Confesso. E posso dizer que isso foi uma ajuda.

Fiquei-lhe com um gosto. No entanto não me senti melhor por o fazer. Mas marcou diferença. O que não quer dizer que não continue um desastre, porque continuo. E continuo a não saber usar mil e dois produtos, a não querer saber porque existe trezentos e quarenta e dois pincéis para pintar um rosto. E continuo a usar vermelho quando me apetece. Continuo a sair sem maquilhagem um dia e no outro quero tudo. Não quero exageros. Mas não quero regras. Quero maquilhar-me no dia a dia e não o fazer quando vou sair. Se assim for o meu apetite assim será. Ou vice-versa. Quero usar dois dias seguidos maquilhagem assim como uma semana esqueço que ela existe. Essa sou eu. Continuo a ser.

Não sou uma fashionblogger muito menos em maquilhagem.  E continuo a dizer - Darem-me uma caixa de maquilhagem é como darem uma caixa de marcadores a um puto. Um autêntico desastre portanto... E mesmo que se faça acompanhar de manual de instruções não melhora a coisa...

 

PS1.: Eu até já vi vídeos. Tipo "passo a passo" e mesmo assim, é como eu dizer que vou ao Porto e afinal chego a Lisboa. Completamente o oposto.

PS2.: Por falar em maquilhagem hoje estou a fazer uma experiência com um batom vermelho mate da Maybelline que comprei para  ver o quanto dura e se marca. Sigam nas stories do instagram.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D