Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

13
Mai21

O tamanho da nossa Fé!

Maria

Frases acreditar

 

Acho que a Fé é das coisas que mais nos proporciona introspecção.

E o tamanho da nossa Fé é proporcional ao que acreditamos. Umas vezes mais outras vezes menos. Mas isso não tem que ser necessariamente mau. Para quem acredita.

Mas é essa introspecção tantas e tantas vezes necessária que nos faz tentar perceber o que é isso de ter fé. Em quê, ou em quem. 

Não me refiro a isto só de ser crente. Mas toda a gente tem fé em alguma coisa. Mesmo que no seu interior o seu exame pessoal seja tão abstracto que não deixe bem delineadas todas as arestas disto que é ter fé em alguma coisa. Mas que, e talvez muito mais nos dias menos bons que nos dias bons, essas pessoas se apercebam que a fé está lá e que acreditamos assim que "pedimos ajuda", compreensão ou lucidez no dia a dia frente aos obstáculos da vida.

Há sempre dúvidas e há sempre demasiadas perguntas. Muitas sem resposta. É a introspecção.

[ Hoje é um dia especial para quem segue a religião católica e para quem Fátima é especial. E não me refiro a ser só devota de Nossa Senhora de Fátima.

Fátima é maior que isso. E eu não sei explicar. Mas não acredito que o espaço em si seja indiferente a alguém que lá vá. Eu não consigo explicar, porque facilmente nas minhas palavras está a emoção de ser católica.

13 de Maio, que nossa Senhora olhe por nós, pelos meus!

Que me ajude a ser todos os dias melhor. E agradeço tudo. ]

27
Out20

Dois suspiros bem fundos por dia, não sabe o bem que lhe fazia...

Maria

Suspiros

 

Não tenho escrito como gostaria.

Não me lembra escrever tão pouco.

Não gosto de dizer que não tenho tempo. Que até falta mas, na verdade a inspiração anda pela rua da amargura.

Acho que quem me segue por aqui já se apercebeu disso há muito. Muitos deixaram de vir e eu percebo - está tudo certo.

Como já disse anteriormente vou actualizando mais as redes sociais por uma questão de ser mais prático. Mas espero sinceramente mudar isso e começar a partilhar mais por aqui como tanto gosto.

Eu sabia que Outubro seria assim. Um mês de correria. De força coragem e luta diária. Mas às vezes sinto que não pensei que seria tanto. Mas está tudo certo.

Há duas semanas vi-me acordar todos os dias às sete da manhã para antes de ir para um dia de trabalho deixar tudo feito em casa. Incluindo máquinas de roupa lavada e estendida. Eu. Quem diria. Não que não fizesse nada em casa, mas levantar-me cedo para o fazer nunca o tinha feito. De há duas semanas para cá nunca me dediquei tanto também à cozinha, mas continua tudo na mesma, gosto bem mais de comer que de cozinhar.

Na semana passada trabalhei em part-time porque não deu para mais e mesmo assim desdobrei-me o mais que pude. Sinto-me com vontade de fazer muito mais, mas cansada. 

No dia em que vos pedi energias positivas a minha Mãe estava a ser operada. Obrigada, está tudo a ficar certo, espero.

E então tudo ficou para segundo plano. Incluindo a escrita. Porque ora estou bem ocupada, ora estou cansada com sono e com vontade de dormir até 2021.

Acho que nunca tive os meus níveis de stress tão desorientados. Não me lembra de me desligar tanto de tanto. Não me lembra de psicologicamente me sentir tão cansada.

E depois ainda temos o mundo lá fora. Em plena pandemia. E ainda custa mais ver o meu norte com pouco norte. E claro nesta altura da pandemia todos conhecemos alguém que já foi apanhado pelo bicho.

Quero acreditar que tudo vai mesmo ficar bem. Mesmo sendo a expressão mais usada em 2020 quero continuar a acreditar nela com a mesma convicção que a pronunciei pela primeira vez.

Tenho cada vez mais saudades de certos abraços. De certos colos. De certos ombros. De chorar para acalmar. E está tudo certo.

Há alturas que tudo só vem para te fazer perceber ainda mais o que interessa. E quem.

Espero que desse lado esteja tudo bem, dentro do "bem normal" destes dias.

Sorrisos  

13
Out18

Fátima

Maria

20181005_151452.jpg

Sempre que vou a Fátima penso no mesmo, por mais ou menos crentes que sejamos Fátima tem uma energia diferente.

FATIMA

 

Durante muitos anos, em mais nova ia a Fátima quase todos os anos em excursões. Durante muito tempo deixei de ir. E nas ultimas vezes que lá fui foi sempre muito passageiro. Até que resolvi voltar no fim-de-semana passado e visitar o que já não me lembrava de ver. E também porque fui com os meus pais e eles queriam conhecer mais que o Santuário.

Não sou uma católica muito praticante, pelo contrário. Mas desde os compromissos das minhas afilhadas que pondero em sê-lo mais.

Mas Fátima é diferente. Não é só a nossa fé. É a energia. As crenças. A fé, a esperança. Os pedidos. A bênção. As imagens. As histórias. A partilha. O foco. O acreditar. A paz. A meditação. O silêncio perante tanta gente. A reconciliação. O teu Eu. As tuas perguntas. Os teus pecados. O pedires pelos outros. O deitar as velas com o coração.

Há muita energia que se inspira. E ver a fé de outros é absolutamente incrível. Mesmo quando tu dias há que duvidas. Mesmo que se concorde ou não com certas penitencias, que são crenças de outros. Por muito que possa não "concordar" com certas penitencias, respeito a decisão do outro. E não é só cumprir as promessas que se fazem. É o acreditar nessas mesmas promessas. E quem as faz, acredita. Sente. Vive. Vive-as. E é assim que se busca a paz interior. O estar bem consigo. Com aquilo que acredita. Com a fé e o foco que nos faz caminhar a cada dia.

A procissão das velas, confesso, é sempre impressionante e o que me comove mais (incomparável é a da véspera do 13 de Maio). Arrepia.

Há uma curiosidade que vou partilhar com vocês. Dentro do santuário, onde se compram as velas, antigamente tinha lá pessoas a vendê-las. De algum tempo para cá, não tem ninguém lá e então à beira das velas, tem o preço de cada uma e uma ranhura para deitar o dinheiro das velas que pegam. Estamos em Fátima, haverá alguém que tire velas e que não deite o dinheiro delas (sim surgiu-me lá mais uma vez esta dúvida)?! Acho que é algo que cabe à consciência de cada um que ali vá. E quero acreditar que ninguém o faça! 

Fui novamente ao museu de cera, que já conhecia mas de há muitos anos recordava-me vagamente.

E tenho a dizer que apesar do valor do bilhete (7,50€) acho que é de se dar para ver uma vez. As figuras em cera. As passagens. Mas há figuras que são mesmo impressionantes quanto ao parecerem reais.

Para mim a mais impressionante foi sem dúvida a do Papa João Paulo II. Está mesmo muito bem conseguida. E parece mesmo real.

20181005_164607.jpg

 

20181005_164530.jpg

 

A que nos faz deitar um sorriso automaticamente  a ver é a do Papa Francisco. Talvez também pelo seu ar, por aquilo que nos transmite e pelo seu sorriso constante.

20181005_165352.jpg

 

Visitei também os Valinhos, o caminho dos Pastorinhos, a casa de Lúcia (onde ainda falei com uma sobrinha dela), também a casa de Jacinta e Francisco. 

20181006_160308.jpg

 [Calvário]

20181006_165459.jpg

03
Nov16

O amor é um lugar estranho.

Maria

love fé.jpg

 

És-me um chão estranho. Quase que movediço mas que nem assim me poupo em pôr o pé. Contigo não penso nas consequências e raramente algo se sobrepõe ao coração. Há no amor uma infinidade de consequências que não obtiveram resposta para perguntas de forma lógica. Há um não pensar e um acreditar muito. No amor ninguém te consegue baixar os braços se a tua intenção for os braços abertos, com fé.

És-me um sem número de coisas infinitamente boas. O que sinto. Mesmo que momentos haja de incertezas, de dúvidas, de medos. Há em ti um poder de dissipa-los. Há em mim um poder de não lhes dar força.

[ ♥ ]

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub