Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

22
Fev21

Coisas que aprendi com relações falhadas

Maria

Todos temos relações falhadas. Uns mais que outros. Mas há sempre uma que falhou. De mais ou menos tempo, mas que em algum momento nos foi importante. Aprendemos com elas? Sempre! Mas nem sempre nos apercebemos logo da lição a tirar dali. Seja quem for que tenha falhado e seja quem for que a tenha dado como terminada.

[imagem retirada da internet]

 

  •  Vamos amar sempre muito aquela pessoa até todo o sempre - só que não.

na verdade quando estamos apaixonados, quando estamos numa relação e quando já amamos aquela pessoa, achamos que é para sempre. Às vezes não é, outras tantas mesmo deixando de se estar juntos o amor fica (pelo menos até alguém preencher um cantinho do que ficou).

  •  vai haver um momento, com outro alguém, que nos vai remeter a um outro momento passado no que falhou.

Pode não fazer mossa, mas vai lembrar.

  • Há um som de alerta que tem que estar pronto a tocar a qualquer momento e tu foge!

Sim. Na verdade se esse som soar foge, mas foge mesmo e nem tentes arranjar desculpas para o que quer que seja. Há coisas que não têm desculpa. E se aceitas que te agridam verbalmente, emocionalmente, psicologicamente ou fisicamente estás a cair num fosso que ficará para sempre aberto. Por muito entulho que lhe queiras pôr de forma a esquecer... não dá! Foge.

  • devemos ser minimalistas nesse sentido e deslargar tudo o que nos leva aquela relação.

Ou então arrumar numa "gaveta" em que só tenhamos acesso se realmente quisermos ter acesso e não uma que se anda a esbarrar dia sim, dia sim. Isso não vale. É jogo sujo com nós mesmos.

  • as redes sociais são um dano colateral irreversível.

Isto do irreversível é como quem diz, uma vez na internet para sempre na internet. Há pessoas que partilham tudo e mais alguma coisa que na volta há gente que muda mais vezes de fotografias com alguém que eu a mudar a roupa do armário na troca de estação. E isso não é bonito. É assim, cada qual faz o que quiser com quem quiser, é a minha opinião. Mas.. andar cá a pôr fotos e a tirar é aquela base... mais vale pensar duas vezes antes de partilhar.

  • "Vou-te excluir do meu orkut" já dizia a música e na verdade é o melhor.

vamos sempre espreitar, "ficar à espera" de novidades, vamos reagir internamente ao que vamos dar de caras e isso, isso é passado e passado é lá trás. Ninguém quer ler palavras soltas ao vento para outro alguém que antes eram para nós, certo? Mas se a amizade boa ficou, onde se consegue separar as águas... isso são outros quinhentos.

  • acreditamos que não vamos voltar a ser felizes no Amor.

na verdade pode muito bem acontecer, é a vida. Mas as probabilidades de voltar a acontecer são do tamanho do nosso optimismo e no "deixa andar" estando abertos a... por isso o luto é necessário. E vamos andar a chafurdar na lama... Mas nada de encarnar a escuridão nos dias. Longe disso porque energias negativas atraem energias negativas (xô xô).

  • nunca voltar aos sítios onde já fomos felizes - o tanas.

devemos voltar sim onde quisermos se o lugar for mesmo importante para nós. Porque podemos voltar a ser felizes ali, sozinhos ou acompanhados. Há lugares que podem fazer-nos lembrar alguém, mas.. isso é só um pormenor, que não deve ser maior que a vontade de ir algum lugar que gostamos mesmo.

  • aprendemos com os erros.

e isso quer dizer que não voltamos a errar? Não, muito pelo contrário. Mas de certeza que alguma coisa aprendemos com aquela cabeçada.

  • dois olhares sobre a mesma coisa não vão sentir o mesmo nem tampouco tirar a mesma conclusão.

é a vida, se até no futebol conseguimos olhar para o mesmo lance e interpreta-lo cada um à sua maneira, muitas vezes claro está, puxando a brasa para a sua sardinha, num relacionamento a coisa não é assim tão diferente quando são duas pessoas, com diferentes pontos de vista, diferentes emoções, valores e atitudes. O bom é encontrar alguém que te ajude a suportar essa diferença e a contorná-la. Mas é por isso que às vezes as coisas falham ali mesmo em frente a um qualquer obstáculo.

  • O problema não és tu, sou eu!

Balebas. Balelas.

 

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito 》

29
Jan19

Manias que ficaram de um ex

Maria

Nós temos manias, ou hábitos que ganhamos com a convivência com outras pessoas. Nomeadamente com os ex. Com amigos. Com colegas de trabalho.

Que manias ficaram de um vosso/a ex (ou de um amigo/a) que vos irrite só na parte de se lembrarem de como ganharam esse hábito/mania?

Por aqui foi o ir ao Mac e comer nuggets mergulhados em molho barbecue.

Oh delícia! O pior é que eu adoro aquilo. Fazer o quê?!

02
Jan18

Se algum dia pensaram que o vosso karma é maior que... atentem.

Maria

Eu já gostei muito de curtir passagens de ano por aí.

Eu já gostei ainda mais de curtir passagens de ano em casa de amigos.

Eu gosto de curtir as passagens de ano em casa.

A grande diferença das outras para a primeira é que, consegues contar com quem vais passar a passagem de ano, com quem vais partilhar aqueles momentos. Com quem vais fazer um brinde. Quem te vai dar o champanhe e quem te vai ver dançar. 

A ultima passagem de ano que passei fora,  foi pouco depois do fim de um  relacionamento. Nem era para ser, mas naquele ano tudo o que eu queria era espairecer. Ver caras novas. Dançar até de manhã divertir-me com os meus amigos mas também com pessoas novas.

Ora o meu karma que é fiel presenteou-me com, a meio de uma dança onde tudo contagiava o meu sorriso aparecesse aquela figura. A ultima que eu queria ver naquela noite. Naquele lugar que eu tinha escolhido para "não lembrar". Sim, exactamente, era ele mesmo, ali bem na "primeira fila da plateia" a sorrir.

Não saí a correr por ali fora, embora no primeiro momento tenha pensado que fosse o melhor. Mas não.  Ignorei e dancei ainda mais. Não liguei a sorrisos, a olhares e nem mesmo às mensagens. Ali mesmo tudo foi normal. Até que cheguei a casa e achei aquela noite um desperdício. Não a aproveitei como queria, não consegui. Fugi e encontrei coisas que me estragaram a noite, no fundo.

Às  vezes lembro-ME  porque comecei a gostar bem mais de outro tipo de passagens com acessos mais restritos e com a certeza que as pessoas que vão estar  ali ao lado no inicio de mais um ano são as minhas pessoas.

Este ano a passagem de ano foi em casa e depois dei um salto a casa de amigos. Foi boa. Passei com quem me diz muito.

Por momentos consigo quase pensar "hummm eu consigo criar uma espécie de bolha e juntar só os bons", mas depois...

Depois no primeiro dia do ano quem se lembra de me desejar bom ano? Pois...

Karma, certo?!

16
Abr16

Deixa-me...

Maria

insta_deixa-me.jpg

 

De uma vez por todas deixa-me. Preciso disso. Que te esqueças de mim. Que não me vejas. Deixa-me. Não voltes a mexer em mim. Em cuticar-me o coração. Não voltes a abalroar-me por aí. Chega. Nunca fui de te pedir muito, mas agora peço-te tudo, deixa-me.

Deixa-me viver apenas a minha vida. Não me fales. Não me procures. Não me respondas. Apaga. Apaga em ti o eu para então eu apagar em mim o tu. Antes não consigo, sei que vai voltar. Ou vais. Mas não quero isso. Deixa-me. Parece que estou no caminho certo.

Deixa-me para então eu te deixar.

[ ♥ ]

23
Mar16

"As mulheres podem tornar-se facilmente amigas de um homem; mas, para manter essa amizade, torna-se indispensável o concurso de uma pequena antipatia física. "

Maria

Aquele momento em que o teu ex-namorado pede a uma funcionária da loja para te chamar aos provadores enquanto tu passeias a assobiar pela loja como se não fosse nada contigo.

Por momentos lembrei de um Eu já... nos provadores

17
Abr14

Segredo*

Maria

Há uns anos, no fim de uma noite de copos virei-me para o meu, na altura namorado, e pedi-lhe que me deixasse fumar um charro. Ele prontíssimo respondeu, "tudo bem mas pede-me quando estiveres sóbria!". Talvez por isso (e agradeço a ele) nunca na vida toquei num. Ele era um namorado espectacular e nunca ninguém percebeu porque acabei com ele. A verdade é que acabei no dia em que olhei para ele com pena porque não tinha de mim o amor que merecia. Ainda hoje tenho pena de mim por ter desistido do homem que me disse “nunca vais ter ninguém que te ame como eu” e que acredito.

*desafio do Shiuuuu

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub