Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

27
Jun19

Matilde, uma bebé especial

Maria

 

"Olá,

Eu sou a Matilde tenho 2 meses e sou uma bebé especial, tenho um mano o Rodrigo que tem 18 meses e uma mana crescida a Thaís que já tem 11 anos!
Com 1 mês e 2 semanas, foi-me diagnosticada uma doença rara Atrofia Muscular Espinhal - AME Tipo I, a forma mais grave da doença."
 
É assim apresentada na sua página de facebook, a Matilde que precisa o mais urgente possível de um tratamento que existe apenas nos EUA já aprovado mas cujo medicamento ascende ao absurdo valor de dois milhões de euros. É só o medicamento mais caro do mundo, mas com ele podem deixar de ter o destino traçado.
A Matilde é a prova de que as aparências enganam. Aos nossos olhos, uma menina tão bonita, tão expressiva, de olho arregalado tem uma doença muito grave com um destino traçado se não nos juntarmos com o que pudermos. Dois meses de vida caramba!
Já pensaram se todos conseguíssemos dar 1€ que seja? Que tantas vezes desperdiçamos em chicletes, rebuçados, ou naquele doce que corremos a fazer exercício para ele desaparecer do nosso corpo? E é aqui que me torço toda quando me lembro que há arrumadores por exemplo com tão bom corpo para trabalhar e nós lhes damos dinheiro e viramos a cara sem doar um euro que seja a casos como os da Matilde.
O que conseguirem contribuam e passem a palavra. Hoje é a Matilde, amanhã poderá ser por um de nós.
Eu acabei de contribuir com aquilo que posso. O IBAN está acima na imagem e na página dela. E vocês?
Passem a palavra!
Muita Força 
29
Dez18

Dicas de Poupança

Maria

Todos os anos deixo aqui algumas dicas que por experiência acho que são mais fáceis de seguir e depois faço os balanços das mesmas no fim do ano.

Hoje vou partilhar com vocês novamente essas dicas e fazer o balanço deste ano já que estamos na última semana.

  • Eu faço o desafio das 52 semanas. Mas o desafio que eu criei

Quem por aqui anda há algum tempo já conhece esta dica.

plano poupança.JPG

Esta dica surgiu depois de ver alguns desafios de poupança por aí e de ter percebido que para muitas pessoas, famílias, eram impossíveis. Este, como é óbvio não traz um montante tão significativo como outros, mas já é bem bom e para carteiras com menos poder de manobra no orçamento mensal é mais fácil de conseguirem seguir. Muito melhor do que não poupar nada e afinal de contas o ditado “grão a grão enche a galinha o papo” é apropriado. Também podem juntar com outro tipo de poupança que já seguem ou têm por hábito fazer. 

O balanço final é na ultima semana do ano, que teremos (se conseguimos cumprir à risca o desafio) a quantia de 428,00€ no caso do desafio da tabela mais antiga. Ou a quantia de 702,00€ pela tabela que fiz o ano passado, que mostro abaixo. É uma poupança extra que conseguimos para algo que estamos a desejar e às vezes não se consegue. É uma ajuda para aquele presente, ou aquela viagem, ou aquele miminho... é isso, aquele gasto extra.

A nova tabela feita o ano passado é esta:

Poupança 52 semanas

Escolham a que melhor se adapta ao vosso objectivo. Imprimam a tabela que querem, ponham dentro de um frasco ou algo do género e é só ir depositando todas as semanas o valor (contem-me por qual optavam).

Na minha opinião, tudo o que seja tentativa de poupança está óptimo. Porque acho que na realidade o que interessa é termos um objectivo e um caminho traçado e tentarmos ir por ali, caso contrário perdemos o rumo de querer poupar alguma coisa e um dia ou noutro vão-se aqueles trocos que eram para estar de lado.

  • Também no ano passado pela primeira vez, fiz o desafio das moedas de 2€.

Consiste em, durante um ano, ou o período de tempo a que se comprometem, todas as moedas de 2€ que vos passem pela mão, amealha-las. Este ano juntei menos que o ano passado, ficou pelos 88€. Mas é mais uma quantia poupada. Logo positivo. Para voltar a fazer este ano.

  • Para pessoas que estejam a tentar largar um vicio.

Por exemplo deixar de fumar (ou outro vício qualquer - tomar menos café, beberem menos socialmente...), também deixo a dica de tentarem pôr de lado o dinheiro que gastavam em tabaco. Ou uma quantia que estabelecem desse sentido. Quando tentei deixar fiz isso, mas tem que se pôr de lado mesmo, numa caixinha, numa gaveta, noutra conta, em qualquer lado que não passem por lá sempre, que é para deixar de lado literalmente.

  • Há pessoas que também têm um "emprego extra", ou fazem umas horas ao fim-de-semana em algum lado, ou algo do género, é interessante também não misturar esse dinheiro com o do ordenado mensal.
  • Um valor estipulado quando se recebe o ordenado.

Há um hábito bom que adotei. Todos os meses, quando se recebe o ordenado estipular um valor que se pode pôr de lado também. O valor estipulado pode variar consoante as despesas mensais, ou extras que nos aparecem é claro, mas depois dos primeiros meses vão conseguindo ter a noção de um valor que provavelmente conseguem poupar. Nem que sejam dez euros mensais. Tudo é lucro. Mas no início do mês, que é para não terem a ideia de deixar para o fim para ver o que sobra e não sobrar nada. Isso não motiva, certo?

Acreditem as coisas vão aumentando, o pouco que seja. Mas não se esqueçam, a melhor dica é separar essas poupanças, da conta à ordem que vão mexendo regularmente.

Como podem ver, são desafios básicos que cada um se pode propor a fazer, ajustando-o a si, porque isto são apenas exemplos.

Querem tentar ou partilhar como andam os vossos planos de poupança, ou que dicas partilham?

Boas poupanças para 2019!

30
Dez17

Dicas de Poupança

Maria

Todos os anos deixo aqui algumas dicas que por experiência acho que são mais fáceis de seguir e depois faço os balanços das mesmas no fim do ano.

Hoje vou partilhar com vocês novamente essas dicas e fazer o balanço deste ano já que estamos na última semana.

  • Eu faço o desafio das 52 semanas. Mas o desafio que eu criei

Quem por aqui anda há algum tempo já conhece esta dica. Esta dica surgiu depois de ver alguns desafios de poupança por aí e de ter percebido que para muitas pessoas, famílias, eram impossíveis. Este, como é óbvio não traz um montante tão significativo como outros, mas já é bem bom e para carteiras com menos poder de manobra no orçamento mensal é mais fácil de conseguirem seguir. Muito melhor do que não poupar nada e afinal de contas o ditado “grão a grão enche a galinha o papo” é apropriado. Também podem juntar com outro tipo de poupança que já seguem ou têm por hábito fazer. É o quarto ano que faço. 

Chegou a altura do balanço final. E na ultima semana do ano, temos (se conseguimos cumprir à risca o desafio) a quantia de 428,00€. É uma poupança extra que conseguimos para algo que estamos a desejar e às vezes não se consegue. É uma ajuda para aquele presente, ou aquela viagem, ou aquele miminho... é isso, aquele gasto extra.

Este ano vou voltar a fazer mas há uma nova tabela. Com um montante maior que vou tentar angariar.

Poupança 52 semanas

 

 

Escolham a que melhor se adapta ao vosso objectivo. Imprimam a tabela que querem, ponham dentro de um frasco ou algo do género e é só ir depositando todas as semanas o valor.

Na minha opinião, tudo o que seja tentativa de poupança está óptimo. Porque acho que na realidade o que interessa é termos um objectivo e um caminho traçado e tentarmos ir por ali, caso contrário perdemos o rumo de querer poupar alguma coisa e um dia ou noutro vão-se aqueles trocos que eram para estar de lado.

  • Também no ano passado pela primeira vez, fiz o desafio das moedas de 2€.

Consiste em, durante um ano, ou o período de tempo a que se comprometem, todas as moedas de 2€ que vos passem pela mão, amealha-las. Este ano juntei 122€. É mais uma quantia poupada. Logo positivo. Para voltar a fazer este ano.

  • Para pessoas que estejam a tentar largar um vicio.

Por exemplo deixar de fumar (ou outro vício qualquer - tomar menos café, beberem menos socialmente...), também deixo a dica de tentarem pôr de lado o dinheiro que gastavam em tabaco. Ou uma quantia que estabelecem desse sentido. Quando tentei deixar (e estou novamente nesse sentido A fazer isso) fiz isso, mas tem que se pôr de lado mesmo, numa caixinha, numa gaveta, noutra conta, em qualquer lado que não passem por lá sempre, que é para deixar de lado literalmente.

  • Há pessoas que também têm um "emprego extra", ou fazem umas horas ao fim-de-semana em algum lado, ou algo do género, é interessante também não misturar esse dinheiro com o do ordenado mensal.
  • Um valor estipulado quando se recebe o ordenado.

Há um hábito bom que adotei. Todos os meses, quando se recebe o ordenado estipular um valor que se pode pôr de lado também. O valor estipulado pode variar consoante as despesas mensais, ou extras que nos aparecem é claro, mas depois dos primeiros meses vão conseguindo ter a noção de um valor que provavelmente conseguem poupar. Nem que sejam dez euros mensais. Tudo é lucro. Mas no início do mês, que é para não terem a ideia de deixar para o fim para ver o que sobra e não sobrar nada. Isso não motiva, certo?

Acreditem as coisas vão aumentando, o pouco que seja. Mas não se esqueçam, a melhor dica é separar essas poupanças, da conta à ordem que vão mexendo regularmente.

Como podem ver, são desafios básicos que cada um se pode propor a fazer, ajustando-o a si, porque isto são apenas exemplos.

Querem tentar ou partilhar como andam os vossos planos de poupança, ou que dicas?

Boas poupanças!

31
Out17

Dicas de Poupança!

Maria

Diz que hoje é o dia Mundial da Poupança.

Todos os anos deixo aqui algumas dicas que por experiência acho que são mais fáceis de seguir e depois faço os balanços das mesmas no fim do ano.

Hoje vou partilhar com vocês novamente essas dicas.

Eu faço o desafio das 52 semanas. Mas o desafio que eu criei. Já havia um que circulava aí na internet mas que segundo o que ia lendo sobre o mesmo me apercebi que para muitas pessoas, famílias, era impossível. Nesse desafio, nas primeiras semanas parece-me fácil conseguir pôr de lado 1€, 3€, 5€… mas ao fazer contas, por exemplo só no mês de Dezembro (4semanas) tinha que se pôr de lado 202€. Não é fácil. Não dá para todos. É realmente uma grande quantia, quando infelizmente os tempos estão como estão. Uns aprovam outros não. Na minha opinião, tudo o que seja tentativa de poupança está óptimo. Porque acho que na realidade o que interessa é termos um objectivo e um caminho traçado e tentarmos ir por ali, caso contrário perdemos o rumo de querer poupar alguma coisa e um dia ou noutro vão-se aqueles trocos que eram para estar de lado.

 

plano poupança 52 semanas sorrisoincognito

 

 

Daí eu ter criado o meu próprio desafio para as 52 semanas, ajustei-o às possibilidades que achei mais em conta.

Não me adianta tentar entrar num desafio em que o valor seja muito atractivo se depois a meio não o conseguir fazer e me desiludir, isso é o que não pode acontecer, para não nos desmotivar.

Esta dica não custa muito porque apenas se poupa a cada semana de 1€ a 9€ e nas semanas 10/20/30/40/50 é que se poupa o valor das mesmas.

Este, feito por mim, como é óbvio não traz um montante tão significativo como outros, mas já é bem bom e para carteiras com menos poder de manobra no orçamento mensal é mais fácil de conseguirem seguir. Muito melhor do que não poupar nada e afinal de contas o ditado “grão a grão enche a galinha o papo” é apropriado. Este é um desafio mais em conta, no entanto podem juntar a outro tipo de poupança que já seguem ou têm por hábito fazer. 

 

Também no ano passado pela primeira vez, fiz o desafio das moedas de 2€. Consiste em, durante um ano, ou o período de tempo a que se comprometem, todas as moedas de 2€ que vos passem pela mão, amealha-las. No ano passado juntei 94€. Vamos ver este ano.

 

Para pessoas que estejam a tentar deixar de fumar (ou outro vício qualquer - tomar menos café, beberem menos socialmente...), também deixo a dica de tentarem pôr de lado o dinheiro que gastavam em tabaco. Ou uma quantia que estabelecem desse sentido. Quando tentei deixar fiz isso, mas tem que se pôr de lado mesmo, numa caixinha, numa gaveta, noutra conta, em qualquer lado que não passem por lá sempre, que é para deixar de lado literalmente.

Há pessoas que também têm um "emprego extra", ou fazem umas horas ao fim-de-semana em algum lado, ou algo do género, é interessante também não misturar esse dinheiro com o do ordenado mensal.

Há um hábito bom que adotei. Todos os meses, quando se recebe o ordenado estipular um valor que se pode pôr de lado também. O valor estipulado pode variar consoante as despesas mensais, ou extras que nos aparecem é claro, mas depois dos primeiros meses vão conseguindo ter a noção de um valor que provavelmente conseguem poupar. Nem que sejam dez euros mensais. Tudo é lucro. Mas no início do mês, que é para não terem a ideia de deixar para o fim para ver o que sobra e não sobrar nada. Isso não motiva, certo?

Acreditem as coisas vão aumentando, o pouco que seja. Mas não se esqueçam, a melhor dica é separar essas poupanças, da conta à ordem que vão mexendo regularmente.

Como podem ver, são desafios básicos que cada um se pode propor a fazer, ajustando-o a si, porque isto são apenas exemplos.

Querem tentar ou partilhar como andam os vossos planos de poupança, ou que dicas?

Boas poupanças!

06
Set17

Do(s) dinheiro(s) que desaparece(m)...

Maria

Pedrógão grande é só um exemplo, a ser verdade, de "mas onde raio pára o dinheiro angariado"?

Ele não desapareceu como se não existiu. Todos, mas TODOS mesmo temos a consciência que ele está por aí, nas mãos de quem não deve enquanto quem precisa continua a ver "navios".

Quando me pedem dinheiro para alguma coisa, sou um pouco fria. De coração gosto de ajudar, mas gosto de ir aos sítios que precisam da ajuda ou às pessoas em causa. O dinheiro é algo fácil de fazer nosso quando cai em maus fáceis de se esquecerem de valores.

Isto é assim desde que, um dia, ali na zona do liceu onde andava, um miúdo se aproximou de mim, com uns chinelos de sola gasta e uns farrapos a transparecer o corpo magrela e me disse "dá-me um moedinha, estou cheio de fome". Eu dei. Não pensei duas vezes. Dei e apenas disse vai comer qualquer coisa.

Pouco tempo depois ao entrar no café que eu frequentava, o miúdo estava sentado à porta do café eu entrei e lá dentro estava a mãe a comer um hambúrguer.

Aquilo revoltou-me, porque foi fácil de perceber o que ali tinha acontecido.

Pedi um pão com queijo chamei o miúdo e dei-lhe.

Usou o filho para seu proveito.

Ficou-me. Jamais esqueci. Ficou a lição.

 

Toda uma atitude desprovida de valores, afectos, convicções e moralidade.

Não é disso que se trata quando se usam "vítimas" em prol de algo que não seja apenas e só a ajuda a elas?

28
Dez16

Dicas de Poupança.

Maria

plano poupança.JPG

Quem por aqui anda há algum tempo já conhece esta dica. Esta dica surgiu depois de ver alguns desafios de poupança por aí e de ter percebido que para muitas pessoas, famílias, eram impossíveis. Este, como é óbvio não traz um montante tão significativo como outros, mas já é bem bom e para carteiras com menos poder de manobra no orçamento mensal é mais fácil de conseguirem seguir. Muito melhor do que não poupar nada e afinal de contas o ditado “grão a grão enche a galinha o papo” é apropriado. Também podem juntar com outro tipo de poupança que já seguem ou têm por hábito fazer. É o terceiro ano que faço, como é sempre positivo vou continuar a fazer.

Chegou a altura do balanço final. E na ultima semana do ano, temos (se conseguimos cumprir à risca o desafio) a quantia de 428,00€. É uma poupança extra que conseguimos para algo que estamos a desejar e às vezes não se consegue. É uma ajuda para aquele presente, ou aquela viagem, ou aquele miminho... é isso, aquele gasto extra.

Esta dica não custa muito porque apenas se poupa a cada semana de 1€ a 9€ e nas semanas 10/20/30/40/50 é que se poupa o valor das mesmas.

Querem tentar ou partilhar como andam os vossos planos de poupança?

25
Nov16

Black Friday

Maria

Eu sou um zero à esquerda no que toca a moda. Não ando a par das ultimas tendências. Não compro revistas de moda. Não sigo blogs, sites, entrevistas exclusivamente de moda. Nada disso. Não vou em modas. Ainda me estou a tentar refazer depois de no verão ouvir de um amigo "então não compraste um biquini? É a grande moda deste ano". Não. Decididamente nem vou em modas. Vou naquilo que gosto. E gastar rios de dinheiro em coisas que estão supostamente na moda está de todo fora do contexto. É o meu lado pechincha ou chamam-lhe o que quiser a falar mais alto. Adiante.

Não se fala em mais nada a não ser na Black friday. E sim eu sei que isso não é alusivo à moda. Ou só à moda. Mas também passa por aí. Vai de que esta semana os emails sobre este assunto são como ervas daninhas a reproduzirem-se e a atropelarem-se na caixa de entrada. Apraz dizer que, como sabem, não sou e nunca serei uma fashion blogger e talvez isso justifique eu ter ido às compras no fim-de-semana passado quando poderia muito bem ter esperado por este. Mas e lembrar deste acontecimento? Pois...

Convém é alertar, e eu não sou expert em coisa alguma, que tenham em atenção aos descontos. Muitas vezes, infelizmente para os mais distraídos, as marcas aumentam o preço de venda anterior para que o desconto seja mais apelativo. Já encontrei uns casos por aí. E isso é só uma maneira de nos comer por lorpas. Posto isto, boas compras!

21
Out16

Desafio 52 semanas | Semana 35/52

Maria

Semana 35: As minhas piores compras foram...

 

Eu adoro compras é verdade, mas sou uma pechincha e pondero muitas vezes antes de gastar o dinheiro "a torto ou a direito". Mas às vezes sai-nos o tiro pela culatra e as compras não são assim tão boas como pensávamos. Tenho mais "boas compras" a comentar mas vamos lá que me lembre...

Relógio da One - Nem de propósito a falar disso há pouco tempo. Continuo a adorar o relógio mas os problemas com a garantia e a demora a arranjar que me trouxe dá para considerar a pior compra de todo o sempre. Foram 169 Euros. Nunca me tinha acontecido igual com nada.

Botins - Ainda este ano vou tentar arranjar forma de os alargar. Mas parece-me impossível. Comprei-os e usei duas ou três vezes, agora parece que o meu pé não cabe lá dentro. Considero pior compra só porque não lhe estou a dar o uso que gostaria. Com muita pena porque são giros. 

Maquilhagem - Continuo o mesmo desastre de sempre em maquilhagem. Acho que cheguei ao ponto de nem vale a pena comprar. Acabam por não ter uso e estragarem-se. Se bem que ultimamente eu bem que tento.

Vestido - O ano passado por volta de Junho tinha um casamento e lembro-me de comprar um vestido na H&M comprido que gostei. Cheguei a casa e ao pôr um salto alto não consegui gostar daquilo. Foi a primeira vez que pedi devolução do dinheiro e até agora a única, por ter sido uma compra completamente falhada, tive a sorte de conseguir voltar atrás senão provavelmente estaria lá ainda com a etiqueta. Mas já aconteceu comprar mais peças (mais baratas) e depois não conseguir usar aquilo e aí dou.

#52semanas

E piores compras desse lado?

18
Out16

One - as grandes marcas também falham, em grande!

Maria

Já estive para escrever sobre isto mil e quinhentas vezes, mas cada vez que o penso em fazer só me enervo mais um pouco. O post já foi aberto umas quantas e retido em rascunhos e isso só me faz ter a noção de como este assunto anda a ser arrastado há demasiado tempo. Infelizmente.

De uma coisa tenho a certeza, o cliente não tem sempre razão, se assim fosse, as marcas tinham que ser mais responsáveis quando cometem erros.

Em Dezembro do ano passado, após algum tempo em que andei apaixonada pelo relógio da ONE do 3 em 1 na caixa e até pedi ao Pai natal... resolvi oferecer como presente a mim mesma no Natal na cor gold rose. O relógio não foi nada barato, mas estava confiante que era merecido e começaria ali uma longa relação de cumplicidade, sempre juntinhos. Não poderia ter estado mais enganada.

Comprei o relógio no dia antes de Natal. E comecei a usá-lo no Natal.

relógio one

Em Janeiro faço anos e foi-me oferecido um relógio da Miss Sixty muito giro, andava com o da One nem há um mês com a pulseira mais fina e troquei para que quem mo ofereceu também visse que gostei do presente. Este relógio andou comigo cerca de um mês até que decidi usar o da One novamente. Achei qualquer coisa estranha na cor, até porque um e outro tinham o mesmo tom, mas pensei que fosse impressão minha. Passado uns dias a cor do One definitivamente não me parecia nada igual e resolvi passar na ourivesaria que o comprei. Prontamente concordaram comigo e disseram que a cor do relógio tinha modificado, a cor do mostrador e da bracelete estavam diferentes. Avisaram-me "olhe isto vai como garantia e normalmente demora cerca de um mês". Eu apenas pensei, fazer o quê, era o ter que ser. Quase dois meses depois chegou o relógio. A próxima fotografia data de 4/06/2016 provavelmente quando recebi o relógio. Relembrando que o relógio traz mais duas braceletes ao se pôr uma ao lado das outras, mais uma vez a cor não tinha nada a ver, aliás como se percebe perfeitamente na fotografia.

relogio one.jpg

 

Vai de ir tudo novamente para trás, para a garantia, "sabe como é, mais ou menos um mês". Passou um mês, passou dois e nada. Então o relógio perguntei eu. Ligaram e a resposta que tiveram foi que com as férias atrasa sempre um pouco e coisa e tal, mais uns dias. Uns dias depois, já completamente desiludida mas com muita paciência com isto voltei à carga. Então o relógio? Convém aqui dizer que passei todo o verão sem ele (que era a oportunidade de usar aquela bracelete branca que vem na caixa). Ligaram e deram-me a resposta, "olhe afinal vão dar-lhe um relógio novo, na próxima semana dizem que enviam, assim que chegar ligamos consigo". Não consigo precisar o dia em que me ligaram mas foi na semana de 5-9 de Setembro (vejam o tempo que passou!!!). Nesse mesmo dia dirigi-me à loja para ir buscar o relógio. Relógio novo. Tiraram-se as etiquetas e estava com pressa. Vim embora. Na sexta-feira dia 9 de Setembro pego nele para lhe colocar a bracelete branca, que ia a combinar com a roupa que ia usar na festa no dia 10 que tinha. Reparo, as horas não estavam certas, ao pegar no relógio para ajustar as mesmas eis que ao clicar para fora aquele botão de ajuste ele sai completamente. O "pino" (ou lá como se chama) estava solto. Não dava para ajustar nada, porque o "regulador" não estava bem, estava solto. No dia seguinte sábado, dia 10 de Setembro, às nove da manhã lá estava eu a dizer o sucedido e deixei bem claro. Nunca mais. Este serviço da One desiludiu-me por completo. "Vamos manda-lo já para a garantia e dizer para serem urgentes visto que isto já é uma situação bastante demorada".

Hoje é dia 18 de Outubro de 2016. Sabem alguma coisa do meu relógio da One, que não custou 20€, nem 50€, nem 100€, mas precisamente 169€?

Nem eu.

E a bracelete fofinha branca para usar no verão? Só se for do próximo ano. O relógio vem com garantia de dois anos e um já quase passou sem eu praticamente o usar. Ou seja, compro um relógio da nova colecção e quando o for realmente a usar já é da antiga. No mínimo deveria trazer um da nova colecção.

Fico mesmo triste. Eu amei aquele relógio à primeira vista.

Minha querida One, é de ficar satisfeita não é?

#sóquenão

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D