Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

06
Jun14

Amo-te muito!

Maria

Talvez um dia consiga deixar de o sentir. Talvez um dia o meu coração deixe de bater e acelerar por ti dia sim dia sim. Talvez um dia eu tenha a consciência que já chega mesmo e que isto não me leva a lado nenhum. Talvez um dia compreenda que afinal leva mas é tao mau que espero que não chegue o dia. Talvez um dia não ame, me apaixone e tudo volte, com outro alguém. Talvez um dia não te queira tanto, não te imagine tanto, não te beije tanto ainda que, nos meus desejos e sonhos mais profundos. Talvez um dia este Amo-te ganhe novo sentido perdendo este sentido. Talvez um dia não te Ame assim como amo, como nos amo, como nos continuo amar. Talvez um dia tudo fique tranquilo, como a água do mar depois de uma maré agitada. Talvez um dia lá dentro não sinta mais (as borboletas ?!). Talvez um dia. Hoje não.

Amo-te muito!

[ ♥ ]

30
Mai14

Esse diabo que te tenta é o mesmo que te dá cabo da vida. E ele existe.

Maria

Ontem, na minha ida ao Porto para tratar de uns assuntos e depois de assuntos tratados foi hora de passear por aquelas bandas. Descia eu dos Clérigos em direcção à Rua de Sto António para subir até à Rua Sta Catarina. Ali perdida nos meus devaneios, caminhando com calma já que de pressa não tinha nada, quando chego aos Aliados e aguardo a passagem numa das passadeiras. Vem um grupo de cerca de dez homens. Alii entre os vinte e picos, trinta. Bem-dispostos. Franceses. Ou pelo menos a falar francês e como nem sequer pararam na passadeira ultrapassaram-me. Caminhávamos na mesma direcção até que, um pouco mais à frente surgindo não sei bem de onde há um alguém que os tenta abordar. Insistentemente. Ninguém liga. Insistiu mais um pouco e há uma ave rara que se lembra de abrandar e dar-lhe conversa enquanto os outros do grupo gesticulavam para ele se despachar. Ninguém parou se é que me percebem, caminhávamos todos na mesma direcção. Esse alguém falava-lhe quase ao ouvido e com o braço envolto do pescoço do estrangeiro. Como se conhecessem há bué. Logo vi de que se tratava, como quem não tivesse distraído reparou, do que conversavam. Esse alguém tinha para vender. O estrangeiro deu corda à conversa mais distante do seu grupo. Eu assisti aquilo por uns minutos, sempre na minha. Na minha vontade de desfazer esse alguém que surgiu não sei bem de onde e que se calhar achou o certo para desgraçar, desgraçando-se. É tão triste vidas desta. E diabos. Oh se é.

12
Out13

Dúvidas existenciais! #6 - Sobre essa coisa da taxa audiovisual!

Maria

A propósito desta notícia lembrei-me de (mais) uma dúvida minha. Todos nós, consumidores de energia eléctrica pagámos taxa de contribuição audiovisual. Uma treta. Sim. Uma GRANDE treta porque pagámos todos, mesmo os que têm serviço de televisão pago por assinatura. Pagam independentemente até de terem ou não televisão. E nem vou pegar por aí que depois da merda da TDT muitos são os que pagam mesmo os que nem gozam desse serviço - mas adiante que isso é conversa para outro post - A minha dúvida entre muitas é, os cemitérios também pagam?

22
Abr13

Devaneios...

Maria

E pensas mil e uma coisas. Atrapalhas os pensamentos. Mesmo com o cuidado de não dar nó. Tricotas a mente. Tentas ocupar-te para pôr isso de lado. Tentas não ter tempo para te sentires presa nesses pensamentos. Depois ele liga, o teu coração bate com uma força incrível e tudo, mas tudo mesmo se reencaminha, os caminhos estão perfeitamente visíveis e tendes a achar que há momentos psicóticos que não passam disso mesmo. E ris. E sorris quando te chamam maluquinha. E sabes que isso é efeito, não de inseguranças nem ciúmes, mas apenas de um amor cuja distância dá palmadinhas e faz das suas. E há que saber lidar com isto, bem.

05
Jul12

Sms's

Maria

Eu gosto de receber mensagens e perco-me em conversas por mensagens. Nunca o escondi. Adormeço com uma mensagem e Adoro acordar com uma mensagem, com aquele bom dia que me dá logo um sorriso. Gosto das mensagens da manhã em que me fazem rir e começar bem o dia. Gosto de piadas inteligentes e de palavras que sabem o momento. Gosto de ler o que não pedi mas que desejei. E retribuo um sorriso parvo ao telemóvel como se alguém o visse, mas sentem eu sei. Gosto de uma mensagem simples e directa só naquela de eu estou aqui e tu estás ai? Gosto de jogos. Há palavras que encaixam perfeitamente no sentido que queres, que podem ser pensadas, mas que são escritas com o sentido verdadeiro que lhes quer dar. Gosto de mensagens que me façam rir e sorrir e querer receber mais para continuar a sorrir. Admito que sou muito mais de mensagens que de horas e horas ao telefone. E vocês?

29
Mai12

Sou muito mais de coisas simples…

Maria

Eu gosto de ver a melhor parte dentro do pior. Gosto de estalar os dedos e dizer para mim mesma “xô energia negativa!”. Gosto do copo meio cheio. Gosto de rir e de sentidos de humor. Gosto de gargalhadas sentidas. Às vezes acho que escolho sorrisos a pessoas. Sorrisos forçados denunciam-se mais. Gosto de “esplanar” e beber uns finos fresquinhos. Gosto de conversas soltas e perdidas no tempo. Gosto de pôr os phones e cantar bem alto o que estou a ouvir e de seguida rir de mim mesma! Se estou triste escrevo, se estou feliz escrevo também. Não gosto de imposições, gosto que as coisas surjam. Fazer planos dá-me urticária, fico danada quando ficam em águas de bacalhau. Já o oposto, o inesperado, às vezes dá-nos uma injecção de adrenalina que nos faz acordar. Gosto de andar descalça e caminhar. Sou tímida e não gosto de me sentir observada, mas gosto de cruzar olhares. Não me importa (muito) pelo que muitas vezes pensam de mim a vida dessas pessoas gira à volta disso… a minha não!

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D