Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

31
Ago17

31 de Agosto. Diana. 20 anos depois.

Maria

O 31 de Agosto é sempre um dia especial. Uma das minhas pessoas especiais faz anos e que me lembre raro foi o dia que não conseguimos passar juntos. É das melhores pessoas que conheço e é das minhas. Com muito orgulho. O aniversário sempre serve para reunir a família à volta da mesa. Sempre. Umas vezes com uns outras vezes com outros. Infelizmente alguns já não estão. Outros chegam. Às vezes é a despedida dos nossos que vão para o país que os acolhe e transforma sempre este dia com boas lembranças. Tenho imensas. O 31 de Agosto também ficou marcado à vinte anos (já?!) pela morte da Princesa Diana - a Princesa do povo. É impossível não lembrar, porque foi em mais uma festa que começamos a receber as imagens desta trágica notícia. Desde então, não há um aniversário que não se lembrem. Como é óbvio mais logo quando estivermos todos juntos alguém vai comentar "olha faz hoje uns anos que morreu a Diana". Típico. Mas na verdade marcou mesmo.

A Princesa Diana traz-nos memórias de uma princesa que tentou sempre passar a imagem da proximidade da realeza com o povo. Ela era uma impulsionadora da solidariedade mundial e projectava um sorriso que parece que nos chegava a todos. E aconchegava. Na verdade não esqueço aquele sorriso (ainda mais intenso com os filhos) que a caracterizava e o vestido azul bebe que lhe assentava como uma luva e realçava aqueles olhos claros - lindos - mas perdidos com uma certa tristeza de quem tinha um mundo comprometido e que tinha sonhos altos para além desse mundo que lhe queriam.

A Princesa Diana fazia capa de revistas diárias a nível mundial. Ainda hoje continua a fazer. A sua morte foi e continua cheia de mistérios e envolvida a vender e a dar a ganhar a esses jornalistas que vivem com a sede de se intometerem na vida destas pessoas como sanguessugas. Infelizmente é a parte "podre" do jornalismo. Que nem gosto de chamar jornalistas a este tipo de paparazzi. Esta gente é o típico cusco, vive para ganhar alguma coisa em prol de nada da vida de outras pessoas. Acredito que essa foi a causa da morte. E acredito mais ainda que, pessoas famosas perdem vida todos os dias, devido à existência desta gente.

29
Fev16

Óscares 2016*

Maria

A noite mais glamorosa de Hollywood foi esta última e é sempre um martírio para uma pessoa deste lado do mundo conseguir ver aquilo tudinho, desde a passadeira vermelha à entrega dos Óscares. Bem que tentei, mas já quase por volta das duas e meia da manhã e com apenas três ou quatro (já nem me lembro bem) estatuetas entregues, o lembrar-me que às nove já tinha que estar no duro venceu-me.

Vou falar do que vi na passadeira vermelha e não tive ainda hipótese de ver muito mais, só mesmo a constatação do Óscar de melhor actor a Leonardo Dicaprio, que enfim ganhou um Óscar, mas nem posso opinar porque ainda não vi o filme.

Adiante: A RedCarpet já não é o que era. Tenho para mim que eu e o meu grupo de amigas quando nos juntamos numa festa que pede vestidos mais in fazemos melhor figuras, modéstia à parte (e sei que muitas pensaram o mesmo) sem precisar de um fashion adviser e sem dar balúrdios por um vestido de nome.

Do que vi, que mais uma vez digo, foi pouco...

Liz Hernandez - Gostei deste vestido, do decote e do formato. Gostei do preto. E gostei do cabelo.

Olivia Wilde em Valentino. Foi talvez o vestido que mais gostei - a par da Charlize em Christian Dior -, apesar de ali a parte da frente não é aquele "must" mas as costas a-d-o-r-o!

charlize.jpg

 [mais aqui]

A Charlize Theron levava um vestido "uaauu" que adoro, mas o decote é demasiado umbigo. Menos um bocadinho e seria perfeito. O vermelho ficava-lhe muito bem e o penteado bem escolhido.

rachel.JPG

Rachel McAdams resume-se numa palavra - elegante. Da melhor fotografia que gostei de um vestido.

Não sei o que leva uma mulher tão bonita como a Heidi Klum a aparecer quase sempre em mau nestas galas. Desta vez até a Lady Gaga lhe deu quinze a zero. A Lady Gaga surpreendeu pela positiva.

A imagem da noite. Estes dois juntos. E como o tempo passa. Lembro-me de ir ver o Titanic ao cinema e como eles eram tão novinhos.

Estou uma crescida!

* Não sou e nunca serei uma fashion blogger muito menos em moda.

13
Out15

José Carlos Pereira em Alta Definição!

Maria

 

Admiro sempre quem tem a coragem de falar do seu eu negativo. De quem assume. De quem tenta mudar. O julgamento humano é a coisa mais fácil de acontecer, porque sempre criticamos o próximo até ao dia de estarmos na pele ou alguém dos nossos e que nos leva a entender o problema. Mas nem toda a gente tem a coragem de falar disso. Dos erros, das frustrações, dos dias maus, das desculpas que têm que se pedir. Acima de tudo, poucos são os que têm a coragem de admitir que em algum momento não gostamos de nós próprios. Do que vimos quando olhamos ao espelho além do fisicamente visível. E quando perdemos o amor próprio perdemos tudo. Ter a coragem de querer voltar a gostar é uma tarefa difícil que só se sujeita quem quer. Quem quer mesmo! Tendo em conta terminar ali um caminho e pôr todas as forças num outro completamente novo. Não quer dizer que se consiga, mas é no tentar que vêm as hipóteses. "Viver. Escolher viver."

06
Jul15

Somos nós que fazemos o vestido, ou o vestido é que nos faz?*

Maria

Eu nunca tive o sonho de casar. Sei lá, desde que me lembro nunca me imaginei propriamente casada. O que nada tem a ver com o facto de num futuro viver ou não com alguém, mas isso são outros quinhentos. Adiante. Eu nunca tive o sonho de casar, mas já me imaginei a escolher um vestido de noiva. Gosto do simples. E sim branco.

Raquel Strada casou este fim de semana e partilhou, ela e convidados algumas fotografias do antes, do durante e também já do depois. Gostei do vestido. É daqueles que me gostaria de ver (aquele laço à frente na zona da cintura é que não sei não). Chamam a atenção sem passar para segundo plano aquilo que o vestido tem que acentuar, a felicidade estampada no rosto.

O sorriso, o amor no olhar supera tudo. O vestido ajuda.

 

 

 [ Fotografias : Miguel Ângelo ]

 

Jamais esqueço a Charlene do Mónaco no dia do deu casamento. Poderia levar o vestido mais caro do mundo ou o mais bonito, nem me lembro, mas não esqueço a cara de tristeza que (pelo menos) demonstrava e uns sorrisos forçados. 

* "Veste-te mal e notarão o vestido. Veste-te bem e notarão a mulher"

23
Fev15

Óscares 2015

Maria

Quer cá parecer-me que até eu, num daqueles vestidos baratinhos comprados numa loja por esse Portugal fora fazia melhor figura que algumas que ousaram passear-se pela passadeira vermelha. Sim, para os amantes da moda dos óscares, a minha opinião longe de ser uma fashion blogger e que dormiu na paz dos diabinhos sem ver nadinha da emissão, é que cada vez se veste pior por lá.

E depois o conjunto. A cor do vestido, o penteado, o sapatinho. Por exemplo eu sou daquelas pessoas que ou estou com um bronze de fazer inveja ou, nem que o “nude” seja a cor na moda não o posso usar, porque não é a cor que me assenta melhor. E ali perdem-se. Há vestidos giros, mas que não ficam bem em todos os tons de pele e em todos os corpos.

E depois há os gostos pessoais. E aí está tudo.

Vestidos que mais gostei. O da Cate Blanchett, apesar de não conseguir ver bem os pormenores do vestido, é um preto e simples e eu gosto desse género. O da Nancy O'Dell com um ou outro ajuste ali no espalhafato no braço, mas o modelo do vestido gosto. O da Anna Kendrick se bem que noutro tom devia-lhe ficar melhor.

Btw todas as fotos que vi da Nicole Kidman ela parece um boneco de cera já sem falar no vestido pavoroso, mas nas poses, na expressão, no rosto, tal e qual boneco de cera. Mas que se passa com esta gente? E não tendo eu deitado por lá os olhinhos, não há lá muito famoso que deu de frosques e não deu o ar da sua graça?

12
Ago14

R.I.P. Robin Williams

Maria
“I used to think the worst thing in life was to end up all alone. It’s not. The worst thing in life, is to end up with people who make you feel all alone.”
Robin Williams

Acho sempre que parece mais fácil nos fazer chorar que fazer rir. Este senhor fazia isto muito bem. Mesmo. Ficamos a perder umas boas gargalhadas e um homem que fez todo um Mundo em algum momento sorrir.

Descansa em paz Robin!

"What's wrong with death sir? What are we so mortally afraid of? Why can't we treat death with a certain amount of humanity and dignity, and decency, and God forbid, maybe even humor. Death is not the enemy gentlemen. If we're going to fight a disease, let's fight one of the most terrible diseases of all, indifference."

14
Mai13

Quantas mulheres teriam coragem para o fazer?

Maria

Angelina Jolie anunciou ter-se submetido a uma mastectomia dupla (tirou os dois peitos) para reduzir o risco que corria de desenvolver o cancro da mama. Angelina tem 37 anos e explica que tinha 87% de risco de ter cancro e resolveu submeter-se a este procedimento a fim de reduzir o risco o máximo que podia.

 

Essa é a pergunta que me faço. Que vos faço. Quantas? Quem teria a Coragem? O peito é um dos símbolos femininos e na condição de mulher digo que acima de muita coisa está o olhar para nós mesmas e sentirmo-nos bem com aquilo que temos com cada centímetro do nosso corpo e isso passa por gostarmos do nosso peito e o peito numa mulher tem tanta importância que talvez a cirurgia estética a que as mulheres mais se submetem é a de implantação de silicone no peito.

Muitas mulheres com pouco peito, não se sentem realizadas, não é isso que nos deixa mais ou menos mulheres, ou que nos faz perder a feminilidade, mas mexe com ela e com a líbido, o desejo de nos sentir-mos desejadas. Depois há a condição materna. Condição essa que ela conseguiu sobrepor à condição de mulher. Angelina Jolie diz que procura garantir aos filhos não perderem a mãe pela mesma doença que ela perdeu a dela. Angelina é conhecida em todo o Mundo e o seu corpo esbelto nunca passou ao lado de ninguém. Casada com o Brad Pitt e mãe de seis filhos, aos 37 anos terá sido das decisões mais difíceis que tomou na vida.

"Life comes with many challenges. The ones that should not scare us are the ones we can take on and take control of."

Uma mulher a ser admirada, incompreendida por muitos acredito, mas de uma solidariedade e coragem sem igual.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D