Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

26
Jul19

Vamos tirar (quarenta e)uma fotografia?!

Maria

[imagem aqui]

Sinto-me bombardeada quase todos os dias por aplicações e afins sobre fotografias. Sobre redes sociais. Sobre a mais badalada - Instagram.

Que seca.

Tudo bonitinho. Filtro para aqui e para acolá.

Nada a ver com o meu instagram. Primeira devo ter sido das ultimas pessoas a abrir um instagram, resisti bastante mas depois lá abri, mas é exclusivamente para partilhar como já fazia no facebook, sem grandes elaborações. Fácil de ver. As minhas fotografias são as mais simples, sem filtros xpto utilizando apenas de quando em vez os básicos já pré-definidos, mas não mais além disso. Só uma iluminação aqui ou um contraste maior ali. Aplicações para escolher todas as fotos que publico? Mudar todas as fotos para o mesmo filtro só porque fica mais bonitinho? Ter uma aplicação para melhoramentos de cor, outra de sombras, outra que estica ou elimina não sei o quê. E depois no final o que resta?

Pode não ser bonitinho o meu instagram que não é. Mas também não vivo daquilo. Ainda não arranjei quem patrocinasse os meus snaks, mas já tenho quem me patrocina os pequenos almoços na empresa e é o que temos e é bem bom. Posto isto. Está cada vez mais seca isto do tudo perfeitinho tudo direitinho tudo mexido tudo rectificado.

Não quero com isto criticar quem pense trezentas e cinquenta e sete vezes como publicar uma fotografia com todas as alterações que tem que se lhe fazer, mas depois penso que aquilo é uma seca só de pensar que por exemplo estão de férias mas em vez de aproveitar a piscina perdem tempo a tirar oitenta e sete fotografias com o melhor ângulo só para apanhar a piscina. Depois enquadrar a paisagem, depois o melhor ângulo do sumo a apanhar as panquecas e um pouco do copo da companhia e no meio disto tudo muitas vezes quem apanha por tabela são mesmo as companhias. Ah por isso percebe-se porque tiro tão poucas fotografias ao fim-de-semana. Aquela coisa de aproveitar o momento ainda é o que me move, mais do que fazer os outros ver o momento que eu podia ter aproveitado mas fui desperdiçando em pedaços.

Uma que me acontece muito é no comer, mas só me lemro do final quase sempre que podia ter partilhado, mas já foi e o prato estava vazio. E depois também qual é o interesse de partilhar uma sandes de moelas? Uma bifana? Um arroz malandro? Um pão branco pela manhã com queijo?

Yeah mas a minha vida é assim, meio para o básica em fotos. Quem quer perfeitinho corre atrás dessa perfeição que não existe. Quando existe é trabalho. E a piada não é a mesma.

Continua a ser um bom trabalho. A gostar de ver. E a apaixonar-me por tantas fotografias com filtros, mas depois sem a lente aquilo que lá há é diferente. E não é deixarem de gostar disso e deixarem-se influenciar por isso. Mas é o deixarem de gostar do normal e do real que aborrece.

Aqui há uns tempos vi uma fotografia que falava sobre essa diferença, salvo erro do Manzarra em que a primeira era de um grupo de amigos a tirar uma fotografia todos certinhos e direitinhos e a outra fotografia era deles na boa como provavelmente estavam antes de alguém dizer "vamos tirar uma fotografia"?! Porque essa simples frase muda tudo. O sorriso, a pose, a expressão, o sentimento, a postura, a originalidade e a surpresa.

Quantas pessoas arriscam a tirar uma fotografia e a postar sem ver "defeitos" que tenha?

Longe vão os tempos dos rolos fotográficos...

(e eu fico sempre sem jeito de como tirar fotos, nunca sei onde pôr as mãos e quase sempre vão parar ao mesmo sítio, já pedir a alguém para me tirar fotografias está ainda a séculos de ser algo que me faça sentir à vontade)

De qualquer maneira, é notório. É por estas e por outras que, como vocês sabem, não sou e nunca serei uma Fashion Blogger.

14
Jun18

Aplicações. Exercício. Foco.

Maria

Já aqui falei que gosto de conhecer, ver e experimentar aplicações de telemóvel que acho podem ser úteis. E tenho alguma facilidade em experimentar gostar e apagar caso ache que aquilo me desiludiu e não serve para rigorosamente nada. E já aconteceu com muitas que não sejam só de exercício mas de outra treta qualquer.

Gosto de conjugar aplicações e treinos. Porque acho que temos que ter uma fonte de motivação e uma aplicação pode ser esse ponto de partida. O ano passado contei a experiência que tinha com aplicações que me ajudam nas caminhadas. Foram sem dúvida motivantes e deram-me aquele beliscão que sempre andava à procura para querer fazer mais. Este ano, e porque o tempo não tem sido convidativo muito menos à noite que é quando consigo arranjar algum tempo para isso, ainda não lhes dei muito uso, mas espero começar agora as minhas caminhadas. Mas como não têm tido sucesso. E não voltei aos treinos porque a nossa PT foi embora e porque estive a fazer um tratamento que me era desaconselhado treinar...

Desde o início do mês que pensei aliar à dieta à medida da #MariaTexuga (que está longe de ser um sucesso) treinos. Daqueles que se pode fazer num cantinho lá em casa.

Vai na volta. Fui buscar o tapete que estava em casa de uma amiga para ganhar coragem e saquei uma aplicação de telemóvel qualquer que é de treinos diários.

Ora parece que a coisa está a resultar (menos na balança claro!). Mas a motivação está mesmo lá. Aquilo lembra-me todos os dias que tenho treino a fazer. E só tenho duas opções. Ou acato a ordem, ou fico com o peso na consciência de desligar o "alarme" e ligar o modo preguicite (que também acontece). Não tenho treinado todos os dias. Mas lá me vou arranjando. 

Ontem por exemplo às dez da noite sem vontade de ir para a cama, puxei o tapete liguei a aplicação e "bota e vira". É a parte mais fácil de tudo, porque está à mão de semear sempre que se queira.

A aplicação que uso tem planos de treino diários que dá para repetir as vezes que quiseres. E tem outros planos mais específicos para quem queira fazer, e as repetições de cada plano fica à vontade de cada um.

 

Tens planos de treino de seis minutos. Quinze. Vinte... Para repetir como quiseres e para juntares exercícios que tu própria conheces para dinamizar e fazer mais.

É muito simples. A ver vamos. Mas que incentiva, incentiva. Fica a dica. 

Mas gostava de experimentar mais aplicações do género. Partilham alguma?

07
Abr17

Aplicações de telemóvel

Maria

Eu gosto de conhecer, ver, experimentar e desinstalar se não me interessar. Não gosto de ter o telemóvel cheio de aplicações que não interessam nem ao menino Jesus. Gosto das que são práticas, das que fazem jeito. Que servem para alguma coisa e não para enfeitar ou só porque alguém me disse que é xpto.

Das conversas das caminhadas, ouvi aqui e ali, que há "n" de aplicações que são úteis. Ajudam a teres uma ideia do que andas a fazer. No entanto não pedi nenhuma a ninguém mesmo quando de vez em quando me lembrava logo me esqueci.

Ontem, farta de andar em modo preguicite e de os treinos não estarem a ser compatíveis (fora à segunda feira ser zumba e raramente faltar), à noite apeteceu ir dar uma volta a pé. O facto de não ter perto de casa sítios próprios para se andar a pé. A falta de passeios, as estradas com pouca iluminação etc.. (coisas de aldeia) nem sempre dá para longos passeios à noite. Uma pena. No entanto quero ser mais activa nisso. Já depois de sair de casa, lembrei-me de pegar no telemóvel e instalar uma qualquer aplicação só para ver "números" daquela do "vou ali e já venho" que fui fazer.

Descobri portanto que este tipo de aplicações são motivadoras. porque para além de te darem a noção do que andaste a fazer, dão-te aquele "beliscão" de querer fazer mais.

 

Como podem ver, em cerca de 40 minutos, percorri 3km num total de 4644 passos. As 144 calorias é que não deram nem para as azeitonas que serviram de aperitivo ao jantar. Mas pronto. Ficou aquele bichinho de querer fazer mais. De que para começar já é alguma coisa (mesmo sendo uma miséria para muitos bem sei), mas do que se precisa é ATITUDE (como disse um amigo meu) e que se o fizesse todos os dias era um bom progresso. A ver vamos. Mas que incentiva, incentiva. Fica a dica. Aplicação - Pacer.

Partilham alguma?

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D