Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

22
Jan22

Happy Birthday ❤

Maria

TO ME ♥

20220122_123328.jpg

 

Isto tem passado num piscar de olhos e agora é sempre a subir a este ritmo, é o estar ali a meio pau para os entas e a superar o "no ponto" dos trintas, eu espero.

É continuar a gostar muito de mim. A limar os defeitos, aceitá-los e a corrigir o que dá e a acreditar nas qualidades. A orgulhar-me da pessoa que sou, da filha e irmã que tenho sido, da madrinha e da amiga que sou. A querer sempre ser uma pessoa melhor. E a lutar por isso todos os dias, ainda que com falhas (limar arestas certo?!). A continuar a ser uma #MariaTexuga sem emenda depois de me alertarem que a vida é só uma e tamanhos de roupa há muitos! E o básico de tanta roupa e nada para vestir continuar igual. Sinto-me cada vez mais feminina, mulher de rugas e expressões, sorrisos e experiências que a vida traz. Resolvida. Sinto-me resolvida. Em paz mesmo com um turbilhão sempre a acontecer à volta e eu com o melhor dos sorrisos como outfit diário. Que este nunca me falhe!

Nunca pensei chegar mais uma vez ao meu aniversário e não poder comemorá-lo com pelo menos aqueles que quase sempre foi. Mas a vida agora, neste momento está assim e é aceitar. Aceitar e agradecer por estar tudo bem, agora, comigo e com os meus mais próximos.

Com certeza quando tudo isto passar vamos conseguir juntar-nos à volta da mesa e fazer o que realmente importa nestes dias. Estar juntos. Até lá contamos os dias e que nossa senhora das video-chamadas nos'aguente!

Que este seja um bom ano e que venham muitos mais que eu cá aguento! Muita saúde que o resto vem!

Gosto de fazer anos. Gosto de comemorar estar aqui. Eles passam? Sim. Eu vivo! ❤

De coração cheio e com muitos sorrisos!

Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é como já tenho dito aqui, mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

PARABÉNS para mim! 🎂 e que as minhas pessoinhas me continuem a aturar por muitos piscares de olhos até ao último!

19
Jan22

A poucos dias do meu aniversário...

Maria

IMG_20220119_135417_547.jpg

 

Eu gosto de fazer anos. Não sou nada daquelas pessoas que dizem "ai não gosto nada, é um dia como outro qualquer". Não sinto isso. É o meu dia. E o dia de muitas pessoas. Pode ser o dia de toda a gente. Mas é o meu dia especial. E gosto de estar bem. Rodear-me de vibes boas. Só. Não faço por menos. E nesse dia é a única coisa que exijo. É não me chatearem p'lo amor da santa! Confesso que gosto que se lembrem, porque eu gosto de me lembrar dos aniversários dos outros. E gosto das palavras que me chegam.

Eu já disse que posso parecer pedra dura, mas... sou uma esponja de lamechas e sentimentos que abalroam este coração que parece que também tenho.

Daqui a poucos dias é o meu dia de aniversário. Mas nem vou por balanços que ficava depré em três tempos.

O nosso aniversário é mesmo mais que isso. E além de esperar sempre que seja um dia fantástico, nesta altura, não pensava nisso, mas volto a ter que olhar para o meu aniversário sem o poder comemorar com os meus, mais restritos pelo menos. Por aqueles que por norma, partilham a minha mesa de aniversário em casa. E sinceramente, lá dentro custa-me imenso, mas eu sei que será para adiar aquele jantar que poderá ser feito em tempos mais seguros. E este ano gostava tanto de poder fazer jantarada com amigos que já não se juntam há muito como sempre fiz em anos anteriores ainda antes desta pandemia, só que não :/

Mas continuo a afirmar, aos trintas e tal cada vez mais o que gosto e o que não gosto. Porque não "papo grupos" e não ando cá para fazer favores a ninguém... quem gosta gosta e quem não gosta não sabe o que perde com esse mau gosto :)

Costumo dizer que estou cada vez mais refinada. E não é só no vinho do Porto. A vida afinal de contas, dá-te com a vivência uma mala de ensinamentos dos quais tu guardas o essencial a reter para que a tua caminhada seja mais leve, ainda que recheada, e mais saborosamente feliz. Seja lá o que isso for, mas que sirva para todos os dias agradecer cá estar.

Com isto... continuo a gostar cada vez mais e só de pessoas bem dispostas. Boa onda. De boas energias. Não gosto de pessoas sisudas. Gosto de pessoas de sorrisos. Abertos. São sempre mais bonitas. Não gosto de pessoas negativas (só mesmo em contexto Covid!). Que não vêem a luz ao fundo do túnel e são descrentes.

Continuo a gostar muito de Licor Beirão, de After Eight e do [meu] F.C. Porto. Não gosto de distâncias e sabe Deus as mazelas dos últimos tempos! Cada vez suporto menos a saudade mesmo que a traga todos os dias ao peito. Gosto de pessoas que assumem falhar. Não que venham à partida já para falharem, mas de pessoas que ao magoarem, assumem o que fazem. Continuo a gostar de pessoas que me conhecem às dez da manhã, cinco da tarde e onze da noite. Aqui e acolá. Sozinhas ou acompanhadas. Gosto (muito) de dançar, apesar de dançar cada vez menos que o que gostaria. Amo os meus. Assim de muito Amor mesmo! Gosto dos meus Amigos. Muito. Gosto dos poucos mas bons amigos que tenho. Cada vez irrito-me mais com pessoas mal educadas, mal intencionadas. Não tenho paciência. Gosto de pessoas que se dão, que se importam, que fazem por estar.

Gosto mais de sapatilhas que em todos os "vintes". Os 30 já foram e continuo a gostar muito do meu cabelo comprido sem coragem para o cortar. Começo a ter saudades das minhas aulas de fitness. Babo-me com o sorriso do meu sobrinho, amo-o de coração. Gosto do pôr-do-sol. Da cidade do Porto. Gosto das minhas sobrinhas emprestadas. Das minhas afilhadas mais fofas. Tenho muitas saudades do mano e as distâncias são mesmo uma merd@!

Não gosto de me inspirar quando o meu estado de alma não é dos melhores, mas continuo a admitir que é quando saem os melhores textos.

Gosto das minhas melhores amizades. Gosto do frio na barriga das alturas. Gosto de barba de três dias (não confundam com o buço sim?!). Gosto de ir ao cinema mas nem me lembra quando foi a última vez. Continuo a gostar de rapar a massa de bolos. Não gosto de conduzir em dias de chuva. Gosto de jantaradas. De boas conversas. De gargalhadas. Gosto de gomas. Não gosto de pessoas que falam muito dos outros. Que julgam apenas pelo que ouvem. Gosto do meu blog. De escrever. Muito! De pessoas que me trouxe. Desta partilha. Não gosto que se achem superiores. Não gosto de quem brinca com os sentimentos dos outros. Não gosto de pessoas mal amadas. Continuo a não gostar de nabos e repolho e grelos e…quase tudo o que é verde. Gosto de pessoas felizes. Pessoas felizes não se metem na vida dos outros. Gosto de caipi black - aiii que saudades de beber uma boa caipi black!! Não gosto de andar sozinha. Não gosto de ir às compras sozinha. Não gosto de passear sozinha. Gosto de pessoas que não são impostas. Amo os meus pais. Gosto muito do verão mas também gosto das folhas caídas no chão e das cores do Outono. Não gosto do frio. Não sou do frio. Mas mil vezes frio a chuva e nevoeiro. Gosto de Gin de frutos vermelhos com 7'Up. Gosto de pessoas que trouxe para a minha família mas não gosto de todos que são da minha família. Continuo a gostar muito de ovo estrelado no pão. Gosto quando as pessoas usam comigo a expressão "tão eu". Gosto de lareiras e um copo de vinho tinto maduro. Continuo a não gostar de whisky. Gosto de vestidos e saltos altos, de malas, relógios e anéis. Adoro anéis. Não gosto da minha cor lula deslavada de inverno. Gosto do calor. Sou muito mais do calor. Da minha pele no verão. De unhas pintadas. Continuo a panicar com dentistas e trovoada. Gosto de cães. Continuo a ter trauma por gatos. Gosto de bolo do caco e poncha de maracujá sem gelo. Gosto de camisas brancas e vestidos pretos. Não gosto de despedidas. Gosto muito de fazer brindes (sim eu sou aquela que pede sempre um brinde!). Não gosto de limonada. Continuo a gostar do meu corpo, mesmo com o que o tempo me trouxe, as rugas, a flacidez, a celulite e os quilos a mais. Gosto de futebol, de gelados no inverno e de beijos na boca. Gosto de fotografias a preto e branco. Não gosto de ir à cabeleireira. Gosto de dar sangue. Gosto de Morenos. Gosto das amigas que me ligam às duas da manhã para dizer que conheceram “O” e me fazerem rir de sono à gargalhada. Gosto da #MAriaTexuga que sou. Continuo a gostar muito de comer Amo comer. Daqueles "ajuntamentos" à mesa. Não estou por estar. Não vou por ir. Gosto de pessoas de opinião própria. De pessoas que se conseguem rir delas próprias. Gostar mesmo, gosto de pessoas que se dão num todo para muito tempo. Inteiras. As metades não prestam. Com o tempo acabam por se desfazerem. Desiludem-me. Deixei de fazer fretes (só às vezes porque a mãe pede). De acreditar em quem já desiludiu. De correr atrás de quem não anda para a frente. Gosto de abraços sentidos. Cada vez mais, mesmo sendo eles, cada vez menos. Gosto de quando me apetece. Gosto de ronhonhó. Gosto de seguir a minha vontade. De não ir a favor da corrente. Mas de ir. Com a certeza de que é aquilo que quero.  Gosto de tomar conta das minhas pequenas lá em casa. Gosto de estar em casa, mesmo parecendo que já não conheço outros sítios sem ser casa e trabalho! Gosto de ser reservada. Mas enervo-me tantas vezes por o ser pois nem sempre dá jeito. Não gosto de muros. Gosto da capacidade de me rir de mim própria. Gosto do meu humor. Da criança que alimento em mim. E até do meu mau feitio que vem de um coração mole com pimenta no nariz. Gosto de partilhar. Sorrisos. Gosto da pessoa que sou. Gosto [-me].

Esta sou eu -  é mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

19
Nov21

À [minha] Rainha ❤

Maria

Obrigada.

É sempre o que em primeiro tenho a dizer-te, Mãe.

Agradecer sempre por tudo. Por tudo o que fazes por nós, por tudo que nos ensinas, por tudo o que nos transmites. Por esse coração gigante. Por todos os valores que nos continuas a passar e por sempre tentares que acreditássemos que vida é amor e coração e família e na verdade, é mesmo o que interessa e tudo o resto vem por acréscimo para conseguires , ainda com todas as dificuldades disto e daquilo viveres com um mega sorriso no rosto.

Foi com a minha Mãe que aprendi, que o mundo pode estar a desabar, mas nós conseguimos sempre ter um sorriso para os outros e conseguimos sempre ajudar ainda o outro que esteja a precisar. É assim desde que me lembro. Continua a ser assim. E mesmo quando as coisas não estão bem, os outros ainda merecem a atenção dela.

Continuo a achar que foi dela que herdei o sorriso, o coração gigante, a teimosia mas também esta esponja emocional que sou e que sim, nos trama vezes sem conta.

 Mas é, também por isso, que ela é a melhor pessoa do Mundo, sem filtros, sem "ses".

E eu tenho uma sorte danada por ela ser minha. Minha Mãe. Por ser dos meus. Por me ser tanto. Por me ser sentido.

Que a vida te sorria muito mais. Parabéns e que Deus permita que estejas connosco por muitos mais anos. Com saúde.

Feliz aniversário! 

11
Nov21

Em algum sítio hoje é dia de festa.

Maria

Sabem aquele dia em que queriam muito ligar a alguém para lhe dizer alguma coisa e não dá? Pois... hoje é o dia.

IMG_20211111_143602_001.jpg

 

Aquela merda do cliché não deixes nada por dizer, não esperes pelo amanhã, blá blá blá, é isso mesmo. Um cliché de caca de se dizer, mas na verdade quando chegar o dia em que o queres dizer e não podes vais lembrar-te dessas frases em loop na tua cabeça.

A Ti disse sempre, e pela primeira vez na minha vida que te quero ligar a dar os Parabéns não dá. Faz cinco meses que partiste e o teu número continua ali, assim que vou mandar whatsaap o teu numero ainda é dos primeiros, as mensagens mais hilariantes do meu messenger ainda são as tuas. E eu sei que hoje ao te ligar " aii que já estou todo fodido" ia ser uma frase que ias dizer. Sem dúvida. E ias dar aquelas gargalhadas só tuas. E eu ia rir muito sem quase conseguir falar.

Eu sei, que onde quer que estejas hoje é dia de festa. E se há alguém que a sabe fazer és tu.

Continua a fazer rir quem quer que seja. Hoje o dia é teu.

Parabéns primo. Aquele copo de vinho para nós. Um brinde eterno!

31
Jul21

Feliz aniversário ♡

Maria

Lomogram_2013-08-23_06-17-48-.jpg

 

Tenho saudades daquele abraço que é só teu. De te pegar ao colo. De vibrar com cada gargalhada que dás e que enche as medidas. És tão nós. Tenho-te saudade de dar-te a mão para não caíres. De te melgar com tantos beijos e abraços, de correr contigo, de brincarmos juntos e de ser a palhaça de serviço. 

Como tu estás um crescido. Como a tua voz já mudou, como já deves estar mais alto que eu, porque na última vez que estivemos juntos já estavas quase. Como continuas a ser um menino de tão bom coração,  de bons princípios.  De ser muito amigo dos teus amigos.  De te preocupares com todos à tua volta. Como isso te faz ser tanto na nossa vida e tu nem te dás conta.

Seres um menino do bem é um orgulho e só desejo que esse seja sempre o teu caminho. Que sejas imensamente feliz, que a vida te sorria. Que não percas esse teu sentido de humor e Amor ❤

Mesmo a milhas de distância amo-te milhões.  Mais que ontem e menos que amanhã.  Parabéns meu pikeno. 🎂🎉

13 voltas ao sol 🍀

31 de Julho 

21
Mar21

Do 21 de Março. Deste dia que sempre me é primavera

Maria

És e serás sempre a minha primavera que me começa desde que me conheço a 21 de Março.

Não são as datas. Mas é o teu dia.

Do melhor. Do melhor irmão que a vida me deu. Se não fosse esta pandemia talvez voltasse a estar contigo no teu dia de aniversário coisa que infelizmente não acontece há muito tempo, mas em breve espero que te esborrache num abraço sentido dos nossos ❤

Aqui, ali ou acolá, mas juntos mesmo com esta distância que nos separa.
Desejo-te um dia feliz! Uma vida feliz e mil sorrisos! Mais cedo ou mais tarde estamos juntos.
Parabéns Mano! Amo tu 

11
Fev21

O Blog faz 12 anos!

Maria

Sim, 12 ANOS DE BLOG!

(toda eu ciscos nos olhos)

 

3966 posts. 12562 comentários.  visitas. 1560 reacções.

4161likes no Facebook, 1562 Seguidores no Instagram

Muitos destaques no blogs do sapo que continua a ser uma equipa fantástica 

12 anos de existência 

 

12 anos

 

 

De mim, de vocês, de muitas partilhas, de muitos sorrisos incógnitos, de NÓS! 

 

Quando comecei a fazer contas, a sério 12? É o que mais me ocorre dizer.

Continuo a sentir-me surpreendida pelo blog continuar a fazer parte da minha vida a cada ano que passa. Umas alturas mais presente que outras é certo, mas aqui continua. Há doze anos não imaginei isso nem que lhe sentisse a falta. Deste constante desafio. Deste apego. Desta partilha. De tantos que vieram, dos que ficam. Dos que passam. Deste gosto por escrever. Por partilhar e claro, por ter reacções, partilhas e trocas de opinião.

Lembro-me dos que me fizeram criar este espaço e tenho saudades de muitos que desapareceram, que já não existem mas que me deixaram uma marca. Numa altura em que poucos eram ainda os blogs e que eram muito mais "nós". 

Tenho saudades de pessoas que me seguiam, eu não conhecia pessoalmente e que infelizmente já partiram. Um blog também é isto.

Já conheci gente que veio do blog. Já fui convidada para um programa de televisão. Já fiz desafios para quem me segue, já entrei noutros. Já aprendi muita coisa com o blog nomeadamente que há gente que tem um blog que nem sabe o que isso deveria ser, assim como há gente que vive mesmo isto de ter um blog. Já partilhei imensas histórias e conheço imensas histórias.  Há gente que continuo a seguir do início e não tem como não conhecer tanta coisa.

Não sou a Maria de há 12 anos, mas inevitavelmente quando vou reler alguns pots vejo-me ali tal e qual o momento que partilhei. Isto é tão bom, porque este cantinho sou mesmo eu. E levei sempre em frente as minhas convicções, o intuito para o qual o criei e a tentativa de partilhar o meu lema de ver sempre o melhor lado das coisas, sorrindo.

Há doze anos atrás criei o blog para partilhar sorrisos de tudo e de nada, para falar do que me apetece, quando me apetece. O propósito continua o mesmo. Deixar-me partilhar a minha inspiração na escrita. E continuo a ter partilhas boas disto. Continuo a conhecer outras tantas partilhas que gosto. Continua a trazer-me gente de sorrisos que me ajuda. Energia positiva. Sempre. Já espalhei muitos sorrisos, já recebi muitos sorrisos. Já partilhei lágrimas, e recebi ainda mais sorrisos. Já escrevi coisas tão minhas que me vão na alma. Já foi completamente anónimo. Já serviu tanta vez de diário, de um ombro para desabafar. Trouxe-me pessoas novas. Trouxe-me histórias partilhadas. Trouxe-me PPC’s e continua a trazer-me Pais Natal secretos. Trouxe-me miminhos de blogs com gente dentro. Trouxe-me partilhas que não mais vou esquecer... isto é uma aventura. Todos os dias. OBRIGADA a todos os que fazem parte dela e que continuam desse lado.

Enquanto continuar a fazer sentido, cá estamos. E eu gosto de cá estar (incluindo com a equipa blogs do sapo). Acreditem. E agradeço a quem está também. Muito! Porque isto faz sentido também com vocês desse lado.

(12 anos carago!)

E ao pessoal do Facebook e do Instagram 

OBRIGADA ♥

Cá beijinho  e sorrisos mil!

[ Para quem fica, o que vos faz ficar? ]

22
Jan21

Happy Birthday ❤

Maria

Aniversário

 

TO ME ♥

Isto tem passado num piscar de olhos e agora é sempre a subir a este ritmo, é o estar ali a meio pau para os entas e a superar o "no ponto" dos trintas, eu espero.

É continuar a gostar muito de mim. A limar os defeitos, aceitá-los e a corrigir o que dá e a acreditar nas qualidades. A orgulhar-me da pessoa que sou, da filha e irmã que tenho sido, da madrinha e da amiga que sou. A querer sempre ser uma pessoa melhor. E a lutar por isso todos os dias. A continuar a ser uma #MariaTexuga sem emenda depois de me alertarem que a vida é só uma e tamanhos de roupa há muitos! E o básico de tanta roupa e nada para vestir continuar igual. Sinto-me cada vez mais feminina, mulher de rugas e expressões, sorrisos e experiências que a vida traz. Resolvida. Sinto-me resolvida. Em paz mesmo com um turbilhão sempre a acontecer à volta e eu com o melhor dos sorrisos como outfit diário.

Nunca pensei chegar ao meu aniversário e não poder comemorá-lo com pelo menos aqueles que quase sempre foi. Mas a vida agora, neste momento está assim e é aceitar. Aceitar e agradecer por estar tudo bem, agora, comigo e com os meus mais próximos.

Com certeza quando tudo isto passar vamos conseguir juntar-nos à volta da mesa e fazer o que realmente importa nestes dias. Estar juntos. Até lá contamos os dias.

Que este seja um bom ano e que venham muitos mais que eu cá aguento! Muita saúde que o resto vem!

Gosto de fazer anos. Gosto de comemorar estar aqui. Eles passam? Sim. Eu vivo! ❤

De coração cheio e com muitos sorrisos!

Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é como já tenho dito aqui, mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

Parabéns para mim! 🎂

20
Jan21

Quase, quase a fazer anos...

Maria

IMG_20210105_154748_661.jpg

 

Daqui a poucos dias é o meu dia de aniversário. E eu gosto muito de fazer anos. Nem vou por balanços que ficava depré em três tempos. O nosso aniversário é mais que isso. E além de esperar sempre que seja um dia fantástico, nesta altura, nunca pensei olhar para o meu aniversário sem o poder comemorar com os meus, mais restritos pelo menos. Por aqueles que por norma, partilham a minha mesa de aniversário em casa. Este ano nem isso será. E sinceramente, lá dentro custa-me imenso, mas eu sei que será para adiar aquele jantar que poderá ser feito em tempos mais seguros. Mas continuo a afirmar, aos trinta e tal cada vez mais o que gosto e o que não gosto. Porque não "papo grupos" e não ando cá para fazer favores a ninguém... quem gosta gosta e quem não gosta não sabe o que perde com esse mau gosto :)

Eu cá, continuo a gostar cada vez mais e só de pessoas bem dispostas. Boa onda. De boas energias. Não gosto de pessoas sisudas. Gosto de pessoas de sorrisos. Abertos. São sempre mais bonitas. Não gosto de pessoas negativas (se bem que nos ultimos meses nunca ouvi tanto o querer estar negativa ao Covid!). Que não vêem a luz ao fundo do túnel e são descrentes.

Continuo a gostar muito de Licor Beirão, de After Eight e do [meu] F.C. Porto. Não gosto de distâncias e sabe Deus o que estou a passar pelo distanciamento social com os que me são mais próximos, mas tem que ser. Cada vez suporto menos a saudade mesmo que a traga todos os dias ao peito. Gosto de pessoas que assumem falhar. Não que venham à partida já para falharem, mas de pessoas que ao magoarem, assumem o que fazem. Continuo a gostar de pessoas que me conhecem às dez da manhã, cinco da tarde e onze da noite. Aqui e acolá. Sozinhas ou acompanhadas. Gosto (muito) de dançar, apesar de dançar cada vez menos que o que gostaria. Amo os meus. Assim de muito Amor mesmo! Gosto dos meus Amigos. Muito. Gosto dos poucos mas bons amigos que tenho. Cada vez irrito-me mais com pessoas mal educadas, mal intencionadas. Não tenho paciência. Gosto de pessoas que se dão, que se importam, que fazem por estar. Gosto cada vez mais de café sem açucar (quem diria). Gosto de noitadas caseiras com os amigos. Gosto mais de sapatilhas que em todos os "vintes". Os 30 já foram e continuo a gostar muito do meu cabelo comprido sem coragem para o cortar. Começo a ter saudades das minhas aulas de fitness. Babo-me com o sorriso do meu sobrinho, amo-o de coração. Gosto do pôr-do-sol. Da cidade do Porto. Gosto das minhas sobrinhas emprestadas. Das minhas afilhadas mais fofas. Tenho muitas saudades do mano e as distâncias são mesmo uma merd@! Não gosto da falta de trabalho. Gosto de sentir a Madeira e tenho-lhe imensas saudades e não vejo a hora de voltar. Não gosto de me inspirar quando o meu estado de alma não é dos melhores, mas continuo a admitir que é quando saem os melhores textos. Gosto das minhas melhores amizades. Gosto do frio na barriga das alturas. Gosto de barba de três dias. Gosto de ir ao cinema mas nem me lembra quando foi a última vez. Continuo a gostar de rapar a massa de bolos. Não gosto de conduzir em dias de chuva. Gosto de jantaradas. De boas conversas. De gargalhadas. Gosto de gomas. Não gosto de pessoas que falam muito dos outros. Que julgam apenas pelo que ouvem. Gosto do meu blog. De escrever. Muito! De pessoas que me trouxe. Desta partilha. Não gosto que se achem superiores. Não gosto de quem brinca com os sentimentos dos outros. Não gosto de pessoas mal amadas. Continuo a não gostar de nabos e repolho e grelos e…quase tudo o que é verde. Gosto de pessoas felizes. Pessoas felizes não se metem na vida dos outros. Gosto de caipi black. E de verão nada me sabe melhor para beber. Não gosto de andar sozinha. Não gosto de ir às compras sozinha. Não gosto de passear sozinha. Gosto de pessoas que não são impostas. Quando não dou resposta a alguém não vale a pena insistir. Amo os meus pais e adoro leva-los comigo para todo o lado. Gosto muito do verão mas também gosto das folhas caídas no chão e das cores do Outono. Não gosto do frio. Não sou do frio. Mas mil vezes frio a chuva e nevoeiro. Gosto de Gin de frutos vermelhos com 7'Up. Gosto de pessoas que trouxe para a minha família mas não gosto de todos que são da minha família. Continuo a gostar muito de ovo estrelado no pão. Gosto quando as pessoas usam comigo a expressão "tão eu". Gosto de lareiras e um copo de vinho tinto maduro. Continuo a não gostar de whisky. Gosto de vestidos e saltos altos, de malas, relógios e anéis. Adoro anéis. Não gosto da minha cor lula deslavada de inverno. Gosto do calor. Sou muito mais do calor. Da minha pele no verão. De unhas pintadas. Continuo a panicar com dentistas e trovoada. Gosto de cães. Continuo a ter trauma por gatos. Gosto daquele [meu] lugar à beira rio plantado. Gosto de bolo do caco e poncha de maracujá sem gelo. Gosto de camisas brancas e vestidos pretos. Não gosto de despedidas. Gosto muito de fazer brindes. Não gosto de limonada. Continuo a gostar do meu corpo, mesmo com o que o tempo me trouxe, as rugas, a flacidez, a celulite e os quilos a mais. Gosto de futebol, de gelados no inverno e de beijos na boca. Gosto de fotografias a preto e branco. Não gosto de ir à cabeleireira. Gosto de dar sangue. Gosto de Morenos. Gosto das amigas que me ligam às duas da manhã para dizer que conheceram “O” e me fazerem rir de sono à gargalhada. Gosto da #MAriaTexuga que sou. Continuo a gostar muito de comer. Amo comer. Daqueles "ajuntamentos" à mesa. Não estou por estar. Não vou por ir. Gosto de pessoas de opinião própria. De pessoas que se conseguem rir delas próprias. Gostar mesmo, gosto de pessoas que se dão num todo para muito tempo. Inteiras. As metades não prestam. Com o tempo acabam por se desfazerem. Desiludem-me. Deixei de fazer fretes. De acreditar em quem já desiludiu. De correr atrás de quem não anda para a frente. Gosto de abraços sentidos. Cada vez mais, mesmo sendo eles, cada vez menos. Gosto de quando me apetece. Gosto de ronhonhó. Gosto de seguir a minha vontade. De não ir a favor da corrente. Mas de ir. Com a certeza de que é aquilo que quero.  Gosto de tomar conta das minhas pequenas lá em casa. Gosto de estar em casa, mesmo parecendo que já não conheço outros sítios sem ser casa e trabalho! Gosto de ser reservada. Mas enervo-me tantas vezes por o ser pois nem sempre dá jeito. Não gosto de muros. Gosto da capacidade de me rir de mim própria. Gosto do meu humor. Da criança que alimento em mim. E até do meu mau feitio que vem de um coração mole com pimenta no nariz. Gosto de partilhar. Sorrisos. Gosto da pessoa que sou. Gosto [-me].

E este ultimo ano não consegui tanto apreciar os meus gostos por um bem maior, a minha saúde e a do próximo, mas isto vai lá.

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

09
Set20

Carta de amor #5

Maria

Desde que fui madrinha, o meu coração nunca mais foi o mesmo. Nem a minha vida. E nem vejo a minha vida já sem ti, isto porque estou contigo quase todos os dias e quando não estou quase sempre falo contigo ao telefone.

E isto é ajudar-te a crescer e acompanhar-te sempre que posso. Ser madrinha é isto, certo?

20200909_173422_0000.png

 

Sentir que também gostas de mim, que gostas de passar tempo comigo, que gostas muito de vir lá para casa, que queres ir à praia comigo, ou mesmo quando me perguntas "vens minha casa hoje?".

Continuo a dar-te colo sempre que pedes. A dar-te a mão para te ajudar a caminhar. A brincar sempre que posso e a ser a tua palhaça de serviço. Tão bom!

Não somos do mesmo sangue, mas isto é família.

Desejo que cresças feliz. Com esse sorriso bom que tens e que não percas esse sentido de nos fazer rir pela marota que és.

Posso não te dar o mundo, mas nunca te faltará amor. Obrigada por seres minha afilhada e por dares cor a esta minha caminhada!

Grata.

Parabéns minha pequena.

Amo-te muito ♥

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub