Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

09
Jan16

O que dizer de pessoas que te mostram a luz ao fundo do túnel?

Maria

Gosto de pessoas que se dão. Que gostam muito. Que sabem gostar muito, não para os quatro ventos, para quem gostam. Gosto de pessoas que extravasam os sentimentos. Que tentam, que se deixam ir. Desiludem-me as pessoas que gostam muito por pouco tempo. De toda a gente. Que soltam ao vento hoje e amanhã escondem o que a aragem lhes traz do eco que se ouviu dizer. Desiludem-me as pessoas que gostam muito só hoje. Gosto de pessoas positivas. Que dizem sim. Que te empurram. Que te abraçam. Sim. Gosto muito de pessoas que abraçam. Gosto de pessoas que te sentem sem dizeres o que sentes. De pessoas que te chamam quando sabem que não estás na onda. Gosto de pessoas que não te esquecem quando têm outras pessoas. Que não viram costas. Gosto de pessoas que partilham. De quem convida para beber um vinho tinto e quer conversar. Gosto de pessoas que ouvem verdades, porque sabes que delas também as podes ouvir. Gosto de pessoas que choram contigo, é sinal que essas já partilharam muitas gargalhadas. Mas gostar... Gosto muito de pessoas que sorriem. O mundo pode estar a desabar, mas se te sorrirem e conseguires sorrir é como se visses a luz ao fundo do túnel. E o que dizer de pessoas que te mostram a luz ao fundo do túnel? Gosto.

[ ♥ ]

22
Set15

Do alto dos 31.

Maria

Nós pensamos sempre que vamos ser recompensados pela pessoa que somos. Pensamos sempre que estarmos lá para os nossos amigos nos momentos bons e maus deles vai fazer com que, numa altura em que tenhas tu bons ou maus momentos eles vão estar lá. Mentira. Nada é garantido e viveres a pensar nisso é acreditares durante muito tempo em conto de fadas para lá dos livros. Está mal. Alguns vão estar, talvez se calhar aqueles que menos apostarias que estivessem, mas a vida é uma incógnita. E não tentes perceber, vai apenas dar-te trabalho. Sê o que tu quiseres ser, mas não esperes nada em troca. Seres boa pessoa não te traz garantias nenhumas. Serás na mesma falada, porque sabemos há sempre quem não aguente que tu sejas assim, na boa. E tão só por isso vai achar que deve fazer alguma coisa, quanto mais não seja, falar. E nós sabemos quem quer falar, fala do que sabe, do que não sabe, do que imagina e do que quer que as outras pessoas falem mesmo sabendo que isso possa estar longe da realidade. Seres a namorada top do teu namorado, sendo-lhe tudo aquilo que um amor traz. A amiga, a mais que tudo, a companheira, a fiel, a ouvinte, a amante, a verdadeira... também não te garante que ele não possa ser o maior estupor à face da terra, mesmo que tu só venhas a descobrir isso um bom tempo lá à frente ou até mesmo apenas quando a relação acaba mesmo durando uns anos (e vice-versa, vale para as mulheres também). Há pessoas que passam toda uma vida com uma máscara, acham mesmo que não há homens/mulheres/amigos que o consigam fazer durante alguns tempos? Se até na própria família o há... É a vida. Nada é garantido. É só um bocadinho estúpido chegar a esta idade e ver que ainda acreditam que a vida recompensa-te por teres esse coração enorme e estares sempre aí pronta a ajudar o outro. Acreditando que quando as coisas correm um bocadinho ao lado, são apenas dias maus na vida dos outros. Não. A vida não é assim tão linear. As pessoas não são assim tão simpáticas. E a linha que separa tudo isto passa apenas por acreditares ou não no pai natal. Quase. Também passa pela excepções e caramba essas tinham logo que ser tão raras.

09
Jul15

O amor é um lugar estranho.

Maria

Quero sempre acreditar que as quedas fazem parte assim como o levantar mais ou menos devagar após cada queda. Acredito que em todas aprendemos a ponto de nos apercebermos numa outra vez que podemos cair mas que mais à frente voltamos a erguer-nos. Continuo a acreditar que somos feitos de feridas que marcam aprendizagens e que o bom é saber curar essas feridas, dar-lhes o tempo certo para que sarem. Tapar à pressa para escondê-las é um erro. Acredito. Acredito mais que, mesmo ficando a cicatriz a notar-se, recupera-se. Sempre.

Acredito que há quem queira voltar a tentar porque também acredita. E que mesmo que não volte a tentar, não olhe com cepticismo porque houve falhas. Acredito em pessoas que não têm pudor de viver o que lhes vai lá dentro. Que entendem e não fazem do processo de negação uma vivência. Quero sempre acreditar que este levantar faz bem a nós próprios mas muito aos que nos rodeiam. Continuo a querer sempre encontrar alguém que não tenha medo de gostar, de dizer também. Mas de gostar. Sem medos. Sem intenções. Sem pressas. Sem querer ser mais aos olhos de outros. Continuo a ter fé que saber gostar não é para todos mas que, há em muitos um saber gostar do jeitinho que deve ser. Gostando.

[ ♥ ]

26
Jun14

Missão Impossível 5 - Protocolo, Mundial Brasil 2014

Maria

 

Cada um tem o seu Deus, o seu sei lá bem o quê que acredita. A sua fé. Aquilo que nos faz acreditar, ter esperança. E na hora do aperta não venham com tretas reza-se e pede-se pelas alminhas até ao diabo. Milagres acontecem, e se não acreditássemos nisso, íamos desta para melhor sem pestanejar e sem, um dia ou outro, ter acreditado que tudo pode acontecer, até o impossível. A missão de hoje é digna de um novo filme de Tom Cruise - Missão Impossível in Brasil. E podem vir os mauzões, podem vir cada um com as suas armas, podem vir as mazelas, os joelhos esfolados e as bolhas nos pés, podem vir efeitos especiais, o que seja, interessa é um resultado bem rechonchudo de golos da nossa parte e a Alemanha fazer o obséquio de ganhar, a bom ganhar aos States. Nada que seja do outro mundo.

Aqui às 16:45h fecham as portas da empresa, vamos todos fazer um esforcinho, pode ser? Estamos juntos? {#emotions_dlg.portugal}

19
Jun14

I Can!

Maria

Não entendo quem não acredita. Quem não conhece o que é ter esperança. Duvido de quem duvida sempre, ou desiste antes mesmo de tentar. Acreditar é dar forças, é pensar positivo, é saber que há possibilidades, que o lutar deve ser uma palavra diária, que até à meta o caminho pode ser tão cheio de curvas que não vale a pena adivinhar o trajecto ou desistir a meio, que as probabilidades são sempre duas e que até ao fim (e no fim pressupõe-se muito tempo) tudo pode acontecer. Não entendo quem vive a pensar apenas que não dá, não vale a pena, não se chega lá, bate-se no ceguinho e “não” é a palavra de ordem. Não entendo quem apenas dá valor às lágrimas sem perceber que elas são essenciais para fazer o sorriso brilhar ainda mais quando existe. Não entendo quem insiste em lembrar só os exemplos maus com finais menos bons. Não entendo quem sempre vê a porta fechada, o aloquete no portão, o pneu furado, os sapatos molhados ou a roupa que não favorece. Não entendo o ser sempre pessimista com desculpas que mais vale pensar no pior para ser surpreendido com o melhor. O bom mesmo é pensar nas duas possibilidades que sempre há e depois… bem depois, seja o que vier, que venha por bem, o que tiver que ser será.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D