Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

15
Jan21

O melhor de 2020

Maria

Eu sei que 2020 já lá vai, mas não posso deixar de escrever este post, até porque não o consegui escrever antes, mas... já há uns anos, ainda do tempo do "inspira-me" dos Blogs do Sapo, que este post também é um hábito.

No ano de 2020, é inevitável não ter sido afectado de forma negativa pelo vírus, mas, e logo eu, tento ver sempre o melhor de... e é isso que vou partilhar. Destaco o melhor de 2020 com pequenos ajustes a pontos que destaquei em anos anteriores:

 

  1. Um momento:

No dia em que a minha Mãe foi operada. Correu tudo bem. Mas esta pandemia meteu tudo do avesso e foram tempos difíceis. Dias no hospital com poucas informações, sem visitas e notícias diárias que te abalroam sobre o vírus em plena vaga de inúmeros casos e mortes.

 

  1. Um lugar:

A Madeira.

Voltei num ano que pensei não ser possível e numa decisão rápida e sem pensar muito para dez dias espectaculares!

IMG_20200825_235616_646.jpg

 

  1. Um mês:

Agosto -  Agosto continua a ser uma loucura! Absorvi-o. É a família. As férias.  Os encontros e reencontros, ainda que tenha sido tudo muito em segurança. E graças a Deus correu tudo bem.

 

  1. As férias:

IMG_20200922_214211_127.jpg

Madeira claro. Com teste Covid-19 feito e negativo. Foram dez dias bem aproveitados. Voltei a sítios que já costumo ir. Visitei novos e voltei a sítios cuja primeira vez já tinham passado mais ou menos doze anos. Fiz a minha primeira levada - Levada do Risco e Levada das 25 fontes. Fui ver os golfinhos. Assisti ao Pôr-do-sol no Areeiro. Aproveitei bem a minha Poncha, comi bolo do Caco! Foram umas óptimas férias. Já com obrigatoriedade de uso de máscara na rua, bem diferente no continente.

 

  1. O post mais lido de 2020:

Expressões à Porto.png

 

Expressões à moda das "tripas" do Porto!

É o post mais lido de sempre e sempre. Um post já de 2013, mas que apaguei sem querer e voltei a publicar em 2016, em actualização, que está todos os meses no top dos mais lidos. Por consequência o post mais lido de todos os anos. Este ano não foi excepção assim como constatei no relatório anual enviado pela equipa do sapo blogs.

 

     6. O post de terceiros que veio parar aos favoritos:

"Nascer em tempos de Covid" pel'A Mami. 

 

     7. O trabalho:

Ter completado 13 anos de trabalho na empresa. Não foi fácil, continua a não ser fácil, mas estamos cá para seguir caminho, até onde der.  Até onde eu me conseguir sentir bem apesar dos esforços, dos dias não e dos que nos fazem saltar a tampa. Porque há muitos dias sim, há bons colegas de trabalho e há bom ambiente. Há boas equipas de trabalho e nós somos uma delas e este ano apesar dos pesares e de ser um ano quase geral menos bom, houve muito empenho, sacrifício mas também de conquista e de vitórias. Estou orgulhosa do que conseguimos aguentar. E não posso esquecer que estive duas vezes em teletrabalho coisa que nunca pensei na vida fazer! 

 

 8. O BLOG:

Este cantinho fez em Fevereiro 11 anos. 11 anos! O que quer dizer que está quase a fazer mais um :)

OBRIGADA ❤

31
Dez20

Feliz Ano Novo!

Maria

2020 não foi de todo um ano fácil. Para ninguém.

Desejo sorrir cada vez mais, é uma meta contínua... Continuar a tentar ser uma pessoa melhor. Mesmo! Baixar barreiras, destruir muros. Olhar um bocadinho mais para mim. 

Quero muito que eu tropece em pessoas boas e que leve os negativos para o raio que os parta sem passar no meu caminho [não confundas, por favor 2021].

Simples assim. Directo e sem engolir sapos. Que possamos sorrir juntos. Desejar mais. Sonhar, ainda que de olhos abertos e pés assentes no chão. Abrir o coração. Abrir o CORAÇÃO! ♡

Apaziguar medos e voltar a abraçar. Ser simpáticos e guardar o mau humor nos lençóis antes mesmo de sair da cama. O Mundo lá fora não tem que levar por tabela dos nossos problemas. Não deixar ficar quem só tirou bilhete de passagem. Já basta a passagem do ano. Ter coragem. Enfrentar. Ser forte. Gostar de nós, mais de nós. Primeiro sempre nós. E deixar que gostem de nós... Ser boa onda.

Acreditar. Ter fé.  Ver o lado mais positivo da vida.

Ser feliz! Minimizar más energias. Procurar sorrisos. Agradecer sempre. Cuidar. Cuidar de nós.  Dos nossos. Apaixonar. Dizer gosto de ti. Fechar feridas. Seguir em frente. Seguir em frente é o caminho.

Feliz 2021

 

 

De coração desejo-nos a todos um Feliz 2021 . Que nos seja simples, leve e bom. Saúde. Saudinha da boa! O resto (como aprendemos muito este ano) a gente dá o jeito!

OBRIGADA por mais este ano repleto de carinho e partilhas a quem está desse lado! E cá vos espero em 2021. Sem desculpas. E com sorrisos para partilhar!

Beijos, abraços e sorrisos,

MARIA

SorrisoIncógnito

 

Sigam-me em:

Facebook: sorrisoincognitoblog
Instagram: https://www.instagram.com/sorrisoincognito/

24
Dez20

Feliz Natal!

Maria

0001-14777868546_20201224_012826_0000.png

 

Nestes tempos mais controversos em que até podemos achar que isto está do avesso... Desejo a todos um Feliz Natal, com o melhor possível, com muita saúde, alegria e com um sapatinho repleto de sorrisos. E muito AM♡R!

Obrigada por estarem por aqui e pelo carinho que sempre me dão. 

Esta é a altura ideal para estarem com quem vos faz feliz. Mais ou menos fisicamente presentes com todos os cuidados necessários a que nos temos habituado, mas sejam presentes. Liguem muito. E que nossa senhora das videochamadas nos aguente!!

Desembrulhem o vosso coração mais que qualquer presente. E estejam presentes! É mesmo o que é importante. 

Tenham sempre o coração no devido lugar dando valor ao que realmente é de valor. ♡

Boas festas! 🎅🎄

Sigam-me em:

Facebook: SorrisoIncógnito l Blog
Instagram: https://www.instagram.com/sorrisoincognito

21
Dez20

Há impossíveis, nós sabemos que os há. E "está tudo bem"

Maria

IMG_20201221_101818_060.jpg

 

Nós sabemos que é um cliché dizer "não há impossíveis " porque na verdade Nós sabemos que os há ( e "está tudo bem"), mas queremos de alguma maneira acreditar sempre que conseguimos ultrapassa-los e sermos mais que isso. Que havemos de conseguir contornar a coisa. Que temos esperança nem que seja em última instância num milagre. E eles acontecem. Às vezes. Nas vezes que não acontecem... temos mesmo que fazer valer a pena sem esses impossíveis que não conseguimos inverter.
Na verdade podemos não conseguir que as coisas sejam feitas como amamos fazer, mas... temos que as amar da maneira que são feitas. Mesmo que o nosso coração não esteja em pleno, que seja em pleno que consigamos arranjar o melhor sorriso para estes dias ❤

27
Out20

Dois suspiros bem fundos por dia, não sabe o bem que lhe fazia...

Maria

Suspiros

 

Não tenho escrito como gostaria.

Não me lembra escrever tão pouco.

Não gosto de dizer que não tenho tempo. Que até falta mas, na verdade a inspiração anda pela rua da amargura.

Acho que quem me segue por aqui já se apercebeu disso há muito. Muitos deixaram de vir e eu percebo - está tudo certo.

Como já disse anteriormente vou actualizando mais as redes sociais por uma questão de ser mais prático. Mas espero sinceramente mudar isso e começar a partilhar mais por aqui como tanto gosto.

Eu sabia que Outubro seria assim. Um mês de correria. De força coragem e luta diária. Mas às vezes sinto que não pensei que seria tanto. Mas está tudo certo.

Há duas semanas vi-me acordar todos os dias às sete da manhã para antes de ir para um dia de trabalho deixar tudo feito em casa. Incluindo máquinas de roupa lavada e estendida. Eu. Quem diria. Não que não fizesse nada em casa, mas levantar-me cedo para o fazer nunca o tinha feito. De há duas semanas para cá nunca me dediquei tanto também à cozinha, mas continua tudo na mesma, gosto bem mais de comer que de cozinhar.

Na semana passada trabalhei em part-time porque não deu para mais e mesmo assim desdobrei-me o mais que pude. Sinto-me com vontade de fazer muito mais, mas cansada. 

No dia em que vos pedi energias positivas a minha Mãe estava a ser operada. Obrigada, está tudo a ficar certo, espero.

E então tudo ficou para segundo plano. Incluindo a escrita. Porque ora estou bem ocupada, ora estou cansada com sono e com vontade de dormir até 2021.

Acho que nunca tive os meus níveis de stress tão desorientados. Não me lembra de me desligar tanto de tanto. Não me lembra de psicologicamente me sentir tão cansada.

E depois ainda temos o mundo lá fora. Em plena pandemia. E ainda custa mais ver o meu norte com pouco norte. E claro nesta altura da pandemia todos conhecemos alguém que já foi apanhado pelo bicho.

Quero acreditar que tudo vai mesmo ficar bem. Mesmo sendo a expressão mais usada em 2020 quero continuar a acreditar nela com a mesma convicção que a pronunciei pela primeira vez.

Tenho cada vez mais saudades de certos abraços. De certos colos. De certos ombros. De chorar para acalmar. E está tudo certo.

Há alturas que tudo só vem para te fazer perceber ainda mais o que interessa. E quem.

Espero que desse lado esteja tudo bem, dentro do "bem normal" destes dias.

Sorrisos  

14
Ago20

Hoje é Aquela sexta-feira do ano!

Maria

A mais esperada.

São sempre, confesso. As sextas feiras por norma deixam-me - ainda - mais bem disposta. Mesmo que sejam por norma, aqui na empresa, os dias em que o trabalho é mesmo no stop. Mas o fim-de-semana está à porta e faz o balanço.

Mas hoje é aquela sexta-feira em que aqui a Maria entra de férias. E são as férias "grandes". Duas semaninhas seguidas que sabem pela vida.

Este ano foi um ano atípico, para todos. Para uns melhor, para outros pior e eu não me posso queixar de todo. Até porque, para muitos foi ano de dificuldades e para mim, estes oito meses foram de superação, aceitação, muito trabalho, mas que senti que foi recompensado ao olhar para trás e para o lado.

E eu sou grata. 

Eu sei que temos sempre "ses" "prós e contas" mas eu sou das que olha para o lado positivo e luta por esse lado.

Sou grata por ter trabalho. Preciso imenso de férias. E tenho a sorte de as poder gozar, nem que seja para fazer nenhum, mas o meu trabalho pede-me isso. E o meu psicológico mais ainda. O telemóvel do trabalho não vai ser atendido e eu não vou olhar para milhares de números para atrofiar ainda mais a cabeça, não vou olhar para burocracias e papelada que todos os dias cresce na secretária. Não vou lidar com os problemas dos outros, aqui. Não vou ter que lidar com burocracias do estrangeiro e durante quinze dias não vou ouvir falar alemão (ahah) ou vou. Nada disso, vou entrar de férias hoje e espero que consiga mesmo restaurar energias.

A t-shirt que decidi usar hoje é o reflexo do modo em que estou hoje.

 

Não tenho estado muito activa, porque o trabalho tem mesmo sugado muito tempo. Espero que isto a partir de Setembro mude qualquer coisa...

Até lá, vou ver se dou notícias, mas nas redes sociais estou sempre mais activa.

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito 》

Boas férias para mim e para quem está, ou também vai!

Até lá muitos sorrisos para vocês!

16
Jul20

CAMPEÕES 💙

Maria

A duas jornadas do final do campeonato, a jogar em casa o clássico com o Sporting, ganhamos o jogo por 2-0 e somos Campeões.

Foi um campeonato difícil. Estranho. Atípico. Demorado. Muitos altos e baixos. Desconcertante. Emocionante.

A emoção que move o FCP esteve sempre lá. Neles em campo e em nós adeptos. Seja no início do campeonato em que se enchia o estádio, seja do lado de fora, em casa e com o estádio vazio de presença física, o nosso amor esteve sempre lá.

Neste retorno do campeonato em que atipicamente e jamais visto o estádio nunca se encheu de adeptos, não foi a mesma coisa. Faltou muito a presença. Os cânticos. O sentimento do sangue a fervilhar. A emoção em cada golo marcado.

Mas ninguém desistiu. Nem nós. Nem os que deram o suor em campo.

Obrigada. Obrigada Sérgio. Parabéns a todos. 

[ver o Telles ontem a chorar assim que saiu, trouxe-me ciscos aos olhos. Portistas entenderão]

Nós somos um deles, eles são um de nós. PORTO.

IMG_20200715_234135_298.jpg

O meu coração é Azul e Branco. 💙💙💙

01
Jul20

Julho!

Maria

JULHO.png

 

Começamos hoje o primeiro dia da segunda parte do ano. A primeira metade do ano está feita. E que ano!

Ninguém, de todo, nem pouco nem mais ou menos imaginaria este ano assim. Podemos ter perspectivas melhores, ou menos boas de um ano, mas isto que aconteceu estaria longe do plano imaginário de qualquer um. E afectou-nos a todos. Cada um à sua maneira. Mas esta foi uma situação à qual ninguém passou ao lado, a ninguém foi indiferente. Estamos todos na mesma tempestade, mas não estamos no mesmo barco. Ponto.

Este ano não escrevi resoluções. Não escrevi planos. Nesta nova década quis entrar a querer que isto resultasse de alguma maneira, apostando dia a dia em ser feliz, sem pressões de querer isto e aquilo.

Ainda em Dezembro passado, no ultimo dia do ano, escrevi que para 2020:

(...) Ser simpáticos e guardar o mau humor nos lençóis antes mesmo de sair da cama. O Mundo lá fora não tem que levar por tabela dos nossos problemas. Apreciar o arco íris. (...)

longe de mim, mesmo muito longe, estava pensar que nunca na vida apreciei tanto o arco íris como neste 2020 associado ao símbolo "vai ficar tudo bem".

No primeiro dia do ano escrevi:

Recomeço. Janeiro é sim de recomeço. Este 2020, uma nova década. 366 novas oportunidades de ser mais e melhor. Boa sorte nisso. Janeiro sê bom ♡

renovem energias, transbordem o coração de esperança, aproveitem cada nova oportunidade,estejam com quem vos acrescenta, sintam as coisas, vivam de maneira a que o vosso coração seja o maior.

Para este novo meio ano, não mudo uma palavra. Que Julho seja outro recomeço. Que não esmoreça em nós a gratidão do árduo trabalho que tem sido feito até agora. Que não seja altura de baixar a guarda por completo, temos que o fazer com precaução. Mas que todo este novo processo de adaptação, dia a dia, seja feito com a maior coragem e esperança em dias melhores. Em acreditar que vai tudo ficar melhor. E a tentar sermos mesmo melhores pessoas. Cada um tem que fazer a sua parte.

Eu gostava de dizer que, em plena pandemia pensei mesmo que voltaríamos pessoas mais capazes, resilientes e melhores. Alguns voltaram é certo. Mas nem todos. Há ainda um grande processo a ser feito em pessoas que têm um umbigo proporcional ao mundo. Mas esquecem que o importante era ter um coração proporcional ao melhor deste Mundo.

Sejam felizes. Mas cuidem-se. 

05
Mar20

Esta empresa hoje está de Parabéns!

Há 13 anos a ter-me como funcionária...

Maria

Work

 

Sim, basicamente hoje falo do lado oposto. Normalmente começaria por comemorar os 13 anos sem pertencer aos "quadros" do desemprego... mas hoje falo da sorte que esta empresa tem, em me manter cá há treze anos (ahah). E isto é uma típica relação normal. Altos e baixos. Quase desistências. E dias muito bons. Luta dia após dia. Dias com menos fé e dias que só se olha para o futuro. Juntos.

Continuo a dizer que não me acreditava neste dia se mo tivessem dito lá no início. Mesmo após as primeiras semanas. Que foram bem difíceis e onde fui, literalmente deitada aos lobos. Assim mesmo sem ninguém ali com paninhos para enxaguar tanta lágrima que deitei e acalmar os nervos que aquilo me deu. Foi ali que comecei a ganhar cabelos brancos. Acreditem. Não foi nada fácil. Não é. Por muito que eu faça parte da mobília e isto seja já muito "Eu" há dias não.

Afirmo novamente:

Atentem numa coisa, isto é um abre olhos para aqueles que começam num trabalho novo e é difícil, às vezes as coisas depois descomplicam um pouco. Às vezes vale a pena não ir pelo caminho mais fácil - desistir. 

Continuo a lembrar-me como se fosse hoje a primeira vez que pisei esta empresa. Lembro-me tanto das primeiras peripécias. Lembro-me de cá chegar e chorar a dizer que não aguentava uma semana. Uma semana que passei quase sempre a panicar com os nervos, o stress e as peripécias. Quem diria. Aqui estou Eu!

Continuo a ter mil e duas peripécias para contar desta empresa que já me trouxe tanta coisa boa e algumas menos boas, o que é perfeitamente natural. Quem me segue há mais tempo conhece bem algumas peripécias que vos conto porque na sua maioria são mesmo de arrancar risadas.  Isto realmente, tem dias que é de loucos.

Já chorei, mas já dei tanta risada boa, tanto com os funcionários, como com o boss, com os clientes (esta foi óptima), com os fornecedores ou mesmo com outros indivíduos que me aparecem à frente. Estou mais que atrofiada é certo. Fazer o quê?!

Mas isto é família.

E eu continuo a agradecer por nos dias que correm, nestas crises que fui ultrapassando, ter trabalho. Continuo a agradecer as oportunidades que me vão sendo dadas. Continuo a resmungar todos os dias para sair da cama pela manhã, queixo-me pela cabeça massacrada com que chego muitas vezes ao fim do dia, bato o pé pelas vezes que ganho um cabelo branco por aturar gente que me tira do sério, dias há em que me revolto por ter tanta coisa nos meus ombros que às vezes me tira o sono, mas caramba, se ficasse em casa, se não tivesse trabalho, se fizesse parte da enorme lista de desempregados do país, aí sim o atrofio seria muito maior.

São 13 anos de trabalho na mesma empresa. Como isto passa tão rápido, tão rápido mesmo, como isto é tão importante! Mas a empresa também está de Parabéns por me ter porque sempre tento ser uma funcionária exemplar. Sei que me tratam como parte importante, como sendo da família e sei que sou mimada também, porque me respeitam e sabem o quanto dou de mim a esta empresa - e aqueles croissants que me trazem pela manhã são um exemplo.

Pensei não aguentar uma semana. Passaram treze anos!

É um exemplo de superar expectativas. De não desistir. De não ir pela primeira impressão. De superação.  É realmente, um abre olhos.

Hoje é mais um dia cá. Amanhã também.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub