Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

18
Mai15

Porque é que vou menos ao estádio do que realmente gostava?*

Maria

Eu gostava de ir ao estádio muito mais que aquilo que vou. Quem me conhece sabe, que isto de ir ver futebol tem muito a ver comigo. E apesar de já ter ido algumas vezes, são os jogos para competições estrangeiras que mais me fazem ir, isto porque a segurança é muito maior. Já anteriormente queria ter assistido a um clássico, Porto-Benfica estava bem, mas nunca fui e já tive convites mas nunca me apeteceu. Porque nestes jogos não me sinto segura. Eu sei que se der merd@ dá para quem aparecer à frente e nós sabemos que isto quando dá, fica feio, salve-se quem puder. E para mim o futebol está longe disso, o que se tem a resolver é dentro das quatro linhas fora é peace and love. E é essa a parte que para mim, adepta acima de tudo de futebol me custa e entristece. Foi já este ano a primeira vez que assisti a um clássico, Porto-Sporting, contudo posso dizer que muito por o bilhete ser para a bancada Vip longe das confusões.

Da festa, dos festejos, da desgraça de uns e de outros, dos exageros de ontem fica a triste situação que já todos viram da polícia a agredir uns adeptos do benfica em Guimarães (agredir o pai à beira dos filhos menores, que tristeza), como também ficam as imagens da destruição no campo do Guimarães pelos adeptos do Benfica (que tristeza de gente).

Não se trata de ser quem são, trata-se de repudiar qualquer acto de violência, de monstruosidade, de agressão para com o outro ou outros. Sejam eles quem forem. Nada, mas NADA mesmo justifica violência e destruição. E isto tira qualquer brilho do futebol por muito que se goste. E quem gosta disto, não me venha com tretas, não gosta de futebol.

* E tão só por isso que acho que as famílias, não fosse esta violência que este desporto carrega, também se deslocariam mais ao futebol.

4 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D