Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

22
Jan23

Parabéns a mim 🙋‍♀️

Maria

 

20220122_123328.jpg

 

Isto continua a passar num piscar de olhos e agora é sempre a subir a este ritmo, é o estar ali no rés'Bés campo de ourique para os entas e a superar o "no ponto" dos trintas, eu espero.

É continuar no amor próprio. A limar os defeitos, aceitá-los e a corrigir o que dá e a acreditar nas qualidades. A orgulhar-me da pessoa que sou, da filha e irmã que tenho sido, da madrinha e da amiga que sou. A querer sempre ser uma pessoa melhor. E a lutar por isso todos os dias, ainda que com falhas (limar arestas certo?!). A continuar a ser uma #MariaTexuga sem emenda depois de me alertarem que a vida é só uma e tamanhos de roupa há muitos! E o básico de tanta roupa e nada para vestir continuar igual. Sinto-me cada vez mais feminina, mulher de rugas e expressões, sorrisos e experiências que a vida traz. Resolvida. Sinto-me resolvida. Em paz, mesmo com os medos e com um turbilhão sempre a acontecer à volta e eu com o melhor dos sorrisos como outfit diário. Que este nunca me falhe!

Que seja uma boa volta ao sol, que seja um bom ano e que venham muitos mais que eu cá aguento! Muita saúde que o resto vem!

Gosto de fazer anos. Gosto de comemorar estar aqui. Eles passam? Sim. Eu vivo! ❤

De coração cheio e com muitos sorrisos!

Gosto [-me].

Esta sou eu - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é como já tenho dito aqui, mais ou menos isto. Sentido. Em bom! 

PARABÉNS para mim! 🎂 e que as minhas pessoinhas me continuem a aturar por muitos piscares de olhos até ao último!

09
Jan23

O melhor de 2022

Maria

“Desafiada” pelo Inspira-me que já não existe do blogs do sapo, em anos anteriores escrevi - O melhor de 2012,20132014 , 2015 , 2017 , 2018 , 2019 , 2020 , 2021 e agora 2022. Volto a sentir-me desafiada para tal, mas na verdade, assim como já no ano anterior destaco o que merece de 2022 com pequenos ajustes aos pontos que destaquei em anos anteriores. 2022 não foi mau de todo. Foi um misto. Teve coisas boas, teve coisas muito más. Ri e chorei muito.

 

  1. Um momento:

Ter os meus juntos. Eu posso não ter muito na vida, mas se tiver os meus juntos eu sou mesmo muito feliz. Há uns anos que não passávamos o Natal juntos e isso foi sem dúvida o melhor que podia ter acontecido. Mais ainda, conseguimos juntar, também à mesa de Natal com família à qual não passávamos a ceia de Natal juntos há mais de vinte anos e recordamos o que o Natal é verdadeiramente para mim e lembrei de um dos melhores textos que alguma vez escrevi sobre o sentido do natal. Esse é o meu melhor momento deste ano que passou.

  1. Uma viagem:

MADEIRA

A minha linda Madeira.

Sou tão feliz lá. Sempre. Conheci a Madeira a primeira vez há cerca de 15 anos. Foi amor à primeira vista.

A Madeira tem a minha extensão. Os meus. O meu amor. É o lugar que me curou males. Que restabeleci muitas vezes energias. Que desabafei. Que me ajudou. Que me regenera. Tantas vezes. É um balão de oxigénio quando chego. É um aperto no peito quando saio mas com oxigénio renovado e que pelo meio é muito bom. E o feliz que é voltar.

  1. As férias:

 

Consegui e agradeço por isso, este ano fazer novamente férias em dois lugares que adoro. Na Madeira em Junho, como falei antes e voltei ao Algarve com a minha melhor amiga em Agosto, que a pandemia tinha-me tirado. Tento todos os anos tirar uns dias de férias com ela, fazemo-lo há anos, temos uma amizade com mais de vinte anos e o bom que é ter este privilégio na vida. Ela é a irmã que eu não tenho e é a pessoa que nas férias só acrescenta. É team #MariaTexuga e acompanha-me em todas essas aventuras, se é para comer e beber já devíamos ter ido. E nós vamos.

  1. O post mais lido de 2022:

Expressões à Porto.png

 

Expressões à moda das "tripas" do Porto!

É um post já de 2013, mas que apaguei sem querer e voltei a publicar em 2016, em actualização, que está todos os meses no top dos mais lidos. Por consequência o post mais lido de todos os anos. Este ano não foi excepção assim como constato em todos os relatórios mensais enviados pela equipa do sapo blogs. E também como me mostram as estatísticas.

  1. O post que mais gostei de escrever:

É difícil escolher um entre tantos posts escritos num ano. Mas vou dizer um que veio assim à cabeça. Os posts do coração são sempre os meus preferidos. Porque são muito eu. Continuam a ser sentidos, escritos com emoção, com sentimento. Com valor e gratidão. Este post, partilho agora com vocês que o escrevi, num banco do jardim de um lar enquanto esperava para fazer a visita marcada a um familiar. Foi pegar no telemóvel e escrever assim de repente, porque enquanto esperava surgiu-me essa necessidade.

ela é

Este post - Do sermos Amor - foi escrito com amor no coração, com o sentimento de visitar alguém que está longe dos seus com tudo o que isso implica para alguém que sente e que é pouco de coisas materialistas e que busca constantemente abraços sorrisos e amor para ser mais e melhor no que [realmente] vale a pena. ELA sou Eu!

 

  1. O post que mais custou escrever:

A vida é fodida. É um lugar estranho e bom. Mesmo com dias de merda..

Este post, foi difícil de escrever mas necessário. Há em mim uma necessidade em dias de merda e em estados de alma negativos de passar para palavras o que estou a sentir, talvez porque nunca me seja fácil verbalizar a dor, o desabafo falado e sentido, exposto em palavras ajuda-me. Foi dos piores dias deste ano. Foi o post que não gostaria de escrever. Mas é um post que marca, sem dúvida, 2022. E que me marcou desde esse dia.

    7. O Trabalho :

Ter completado 15 anos de trabalho nesta empresa. Não foi fácil, não é fácil, mas estamos cá para seguir caminho, até onde der. Estes dois últimos anos foram de mesmo muito trabalho. Dos melhores anos da empresa apesar dos pesares. E dos anos em que a equipa teve que ser forte porque trabalhamos todos imenso. O trabalho salva-nos muitas vezes e sinto que nestas alturas mais difíceis e controversas entre o querer deitar a toalha ao chão e o querer dar o meu melhor, conseguimos a força necessária para a balança pender para o lado positivo. Muitas vezes há vontade de não sair de casa para ir trabalhar mas em todas dei o melhor de mim. Até naqueles dias que percorri o caminho casa/trabalho e vice versa em lágrimas, descrente do mundo e com uma dor no peito...

Até onde eu me conseguir sentir bem apesar dos esforços, dos dias não e dos que nos fazem saltar a tampa. Porque há muitos dias sim, há bons colegas de trabalho e há bom ambiente. Há boas equipas de trabalho e nós somos uma delas e este ano foi dos melhores a nível de trabalho, de empenho, de sacrifício mas também de conquista e de vitórias. Estou orgulhosa do que se fez por cá. E as férias de fim de ano eram muito precisas.

     8. Redes Sociais:

Em Dezembro no Instagram chegamos aos 50.000 seguidores. Isto não é apenas um número. E as mensagens que recebo sobre as minhas frases e textos são o que me motiva, motivando outras pessoas.

     9. O BLOG:

Este cantinho fez em Fevereiro 13 anos. 13 anos caramba! E está quase quase nos 14! Continuo a gostar deste cantinho como de início e é muito especial para mim. Apesar de cada ez mais os blogs serem substituídos pelas redes sociais, continua a fazer-me sentido mantê-lo activo.

OBRIGADA ❤

03
Jan23

Dicas/Desafio de Poupança 2023

Maria

Este já é aquele post que não pode faltar! Normalmente no fim de cada ano, quando faço o balanço, mas não tive tempo na minha semana de férias. Todos os anos deixo aqui algumas dicas que por experiência acho que são mais fáceis de seguir e depois faço os balanços das mesmas no fim do ano.

Hoje vou partilhar com vocês novamente, porque quem já anda por aqui algum tempo já conhece e tenho bom feedback, essas dicas e fazer o balanço deste ano que terminou, 2022.

  • Eu faço o desafio das 52 semanas. Mas o desafio que eu criei

Quem por aqui anda há algum tempo já conhece esta dica.

TABELA POUPANÇA.png

O balanço final é na ultima semana do ano, que teremos (se conseguimos cumprir à risca o desafio) a quantia de 702,00€ (que foi o que tentei fazer este 2022 mas que nos entretantos fui tirando de lá e acabei por não ter a totalidade agora no final, acumulou cerca de 500€, mas vou levar já para o próximo) Ou a quantia de 428,00€ no caso do desafio da tabela mais antiga (ver abaixo). É uma poupança extra que conseguimos para algo que estamos a desejar e às vezes não se consegue. É uma ajuda para aquele presente, ou aquela viagem, ou aquele miminho... é isso, aquele gasto extra.

A outra tabela é esta:

TABELA POUPANÇA (1).png

 

Esta dica surgiu depois de ver alguns desafios de poupança por aí e de ter percebido que para muitas pessoas, famílias, eram impossíveis.

Este ano não sabemos muito bem o que nos espera, logo em termos de poupanças não será fácil, mas juntos podemos tentar arranjar aqui algumas dicas que nos ajudem.

Este desafio, como é óbvio não traz um montante tão significativo como outros, mas já é bem bom e para carteiras com menor poder de manobra no orçamento mensal é mais fácil de conseguirem seguir. Muito melhor do que não poupar nada e afinal de contas o ditado grão a grão enche a galinha o papo é apropriado. Também podem juntar com outro tipo de poupança que já seguem ou têm por hábito fazer. 

Escolham a que melhor se adapta ao vosso objectivo. Imprimam a tabela que querem, ponham dentro de um frasco ou algo do género e é só ir depositando todas as semanas o valor (contem-me por qual optavam). Espreitem no instagram como eu faço.

Na minha opinião, tudo o que seja tentativa de poupança está óptimo. Porque acho que na realidade o que interessa é termos um objectivo e um caminho traçado e tentarmos ir por ali, caso contrário perdemos o rumo de querer poupar alguma coisa e um dia ou noutro vão-se aqueles trocos que eram para estar de lado. 

  • Também nos últimos anos optei por fazer o desafio das moedas de 2€.

Consiste em, durante um ano, ou o período de tempo a que se comprometem, todas as moedas de 2€ que vos passem pela mão, amealha-las. Dica: podem até pegar num qualquer frasco e ir pondo lá até encher e quando encher, independentemente do tempo, voilá têm um dinheirinho extra para as férias por exemplo!

  • Para pessoas que estejam a tentar largar um vicio.

Por exemplo deixar de fumar, gastar tanto € em raspadinhas (ou outro vício qualquer - tomar menos café, beberem menos socialmente...), também deixo a dica de tentarem pôr de lado o dinheiro que gastavam em tabaco. Ou uma quantia que estabelecem desse sentido. Quando tentei deixar fiz isso, mas tem que se pôr de lado mesmo, numa caixinha, numa gaveta, noutra conta, em qualquer lado que não passem por lá sempre, que é para deixar de lado literalmente.

  • Há pessoas que também têm um "emprego extra", ou fazem umas horas ao fim-de-semana em algum lado, ou algo do género, é interessante também não misturar esse dinheiro com o do ordenado mensal.
  • Um valor estipulado quando se recebe o ordenado.

Há um hábito bom que também podem adotar. Todos os meses, ou pelo menos sempre que seja possível, quando se recebe o ordenado estipular um valor que se pode pôr de lado também. O valor estipulado pode variar consoante as despesas mensais, ou extras que nos aparecem é claro, mas depois dos primeiros meses vão conseguindo ter a noção de um valor que provavelmente conseguem poupar. Nem que sejam dez euros mensais. Tudo é lucro. Mas no início do mês, que é para não terem a ideia de deixar para o fim para ver o que sobra e não sobrar nada. Isso não motiva, certo?

Acreditem as coisas vão aumentando, o pouco que seja. Mas não se esqueçam, a melhor dica é separar essas poupanças, da conta à ordem que vão mexendo regularmente.

Como podem ver, são desafios básicos que cada um se pode propor a fazer, ajustando-o a si, porque isto são apenas exemplos.

Querem tentar ou partilhar como andam os vossos planos de poupança, ou que dicas partilham?

Boas poupanças para 2023!

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito 》

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub