Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

31
Out22

Dia Mundial da Poupança

Poupar! Poupar! Poupar!

Maria

Todos os anos deixo aqui algumas dicas que por experiência acho que são mais fáceis de seguir e depois faço os balanços das mesmas no fim do ano. Mas estamos sempre a tempo de começar novos métodos de Poupança, porque o que importa mesmo é começar! E partilhar, óbvio!

Vou partilhar o meu desafio anual por aqui, porque hoje é o Dia Mundial da Poupança.

  • Eu faço o desafio das 52 semanas. Há muitos por aí, mas eu faço o desafio que eu criei

Quem por aqui anda há algum tempo já conhece esta dica.

TABELA POUPANÇA.png

O balanço final é na ultima semana do ano, que teremos (se conseguirmos cumprir à risca o desafio) a quantia de 702,00€ (que foi o que tenho feito no ultimo ano) Ou a quantia de 428,00€ no caso do desafio da tabela mais antiga (ver abaixo). Esta dica abaixo surgiu depois de ver alguns desafios de poupança por aí e de ter percebido que para muitas pessoas, famílias, eram impossíveis. Este, como é óbvio não traz um montante tão significativo como outros, mas já é bem bom e para carteiras com menos poder de manobra no orçamento mensal é mais fácil de conseguirem seguir.  É uma poupança extra que conseguimos para algo que estamos a desejar e às vezes não se consegue. É uma ajuda para aquele presente, ou aquela viagem, ou aquele miminho... é isso, aquele gasto extra.

A outra tabela é esta:

TABELA POUPANÇA (1).png

 

Escolham a que melhor se adapta ao vosso objectivo e que seja de acordo com o vosso orçamento mensal. Não façam nada exagerado porque depois o não conseguirem só vos vai desmotivar. A ideia não é de todo essa! Imprimam a tabela que querem, ponham dentro de um frasco ou algo do género e é só ir depositando todas as semanas o valor (contem-me por qual optavam). Espreitem no instagram como eu faço.

Na minha opinião, tudo o que seja tentativa de poupança está óptimo. Principalmente nos dias que correm que andamos todos à procurar de como conseguir poupar alguma coisa! Porque acho que na realidade o que interessa é termos um objectivo e um caminho traçado e tentarmos ir por ali, caso contrário perdemos o rumo de querer poupar alguma coisa e um dia ou noutro vão-se aqueles trocos que eram para estar de lado. 

  • Também nos últimos anos optei por fazer o desafio das moedas de 2€.

Consiste em, durante o ano, ou o período de tempo a que se comprometem, todas as moedas de 2€ que vos passem pela mão, amealha-las. É mais uma quantia poupada. Logo positivo.

  • Para pessoas que estejam a tentar largar um vício/hábito.

Por exemplo deixar de fumar, gastar tanto € em raspadinhas (ou outro vício qualquer - tomar menos café, beberem menos socialmente...), também deixo a dica de tentarem pôr de lado o dinheiro que gastavam nesse vício/hábito. Ou uma quantia que estabelecem desse sentido. Quando tentei deixar fiz isso, mas tem que se pôr de lado mesmo, numa caixinha, numa gaveta, noutra conta, em qualquer lado que não passem por lá sempre, que é para deixar de lado literalmente.

  • Há pessoas que também têm um "emprego extra", ou fazem umas horas ao fim-de-semana em algum lado, ou algo do género, é interessante também não misturar esse dinheiro com o do ordenado mensal.
  • Um valor estipulado quando se recebe o ordenado.

É um hábito que se devia adotar. Todos os meses, ou pelo menos sempre que seja possível, quando se recebe o ordenado estipular um valor que se pode pôr de lado também. O valor estipulado pode variar consoante as despesas mensais, ou extras que nos aparecem é claro, mas depois dos primeiros meses vão conseguindo ter a noção de um valor que provavelmente conseguem poupar. Nem que sejam dez euros mensais. Tudo é lucro. Mas no início do mês, que é para não terem a ideia de deixar para o fim para ver o que sobra e não sobrar nada. Isso não motiva, certo?

Acreditem as coisas vão aumentando, o pouco que seja. Mas não se esqueçam, a melhor dica é separar essas poupanças, da conta à ordem que vão mexendo regularmente.

Como podem ver, são desafios básicos que cada um se pode propor a fazer, ajustando-o a si, porque isto são apenas exemplos.

Querem tentar ou partilhar como andam os vossos planos de poupança, ou que dicas partilham?

Boas poupanças e guardem já os desafios para 2023!

23
Out22

A vida é fodida. É um lugar estranho e bom. Mesmo com dias de merda.

Maria

Este ultimo post, publicado anteontem, 21 de Outubro, esteve em rascunhos alguns dias.

Escrevi-o de rompante. Li-o várias vezes.

anteontem publiquei-o.

Gostei logo dele. Bonito, intenso mas triste. 

[coincidência] Passado uns minutos recebi uma chamada que parece que me tirou o chão. Primeiro tremi. Não acreditei. E o dia ficou mais triste que as minhas palavras nem expressam perto.

Perdi um Amigo, alguém com quem cresci, que convivi anos e anos. Vizinhos. Melhores amigos. Histórias em conjunto. Namorados na juventude. Bons amigos. Alguém que me ensinou o que era amar mesmo uma pessoa. Que me ensinou que a vida é para curtir. Que devemos estar disponíveis sempre para os nossos amigos. Com quem aprendi a cair e levantar. Com quem fui feliz. Com quem chorei muito e ri ainda mais. Que era fácil a fazer novas amizades. Com quem falhei e sempre fui a primeira a pedir desculpa e ele a melhor pessoa a perdoar. Com quem pude sempre contar. Com quem passei aqueles maravilhosos anos da parvoíce que todos temos. Com quem joguei ao berlinde, às escondidas, à sueca, que andei de bicicleta, que joguei à bola, com quem bebi as primeiras bejecas, que me deixou conduzir o carro quando tirei a carta. Que me deu amigos. E com quem também aprendi que sorrir é o melhor a vestir todos os dias. Que me deu mil e duas histórias para contar um dia. Os bons amigos são esses. Que mesmo mais ou menos separados cresceram juntos e têm histórias em comum.

Desejei-lhe sempre o melhor. Ele sabe. Ele merecia muito mais da vida. Isto é tão injusto. É um dos bons que parte cedo demais.

É mesmo boa pessoa. Tem um bom coração. É das melhores pessoas que tive a sorte de conhecer na vida.

A minha rua não é melhor que a tua, porque é a mesma e não mais será igual.

Estou só triste. Anteontem ficou um dia triste. Continua só triste. 🤍💫

E eu só quero que estejas em paz ❤️

 

E o texto que escrevi ganhou todo o sentido:

Há na ferida um ardor constante abafado

a superação inegável do querer anestesiar a dor

um corroer de alma, galopante e fugaz.

inebriado pela luz de um sorriso escasso.

uma réstia de esperança à qual se agarra como de um poço se quisesse sair

quantos dos teus sorrisos trazem lágrimas incolores?

invisíveis aos olhos dos que rodeiam

a insana dormência de um corpo talvez são, talvez não.

21
Out22

o silêncio de um corpo falante

Maria

Há na ferida um ardor constante abafado

a superação inegável do querer anestesiar a dor

um corroer de alma, galopante e fugaz.

inebriado pela luz de um sorriso escasso.

uma réstia de esperança à qual se agarra como de um poço se quisesse sair

quantos dos teus sorrisos trazem lágrimas incolores?

invisíveis aos olhos dos que rodeiam

a insana dormência de um corpo talvez são, talvez não.

04
Out22

o corpo da Mulher

Maria

IMG_20221004_134135_300.jpg

 

[ No silicone 🍑 ]

Esta mania de rotular o corpo da mulher faz-me revirar os olhos e esticar o dedo mindinho do pé.

A juba é toda minha. Sem extensões.
O rabo é fruto de uma #MariaTexuga bem resolvida.
As estrias e a celulite também.
Os quilos a mais tem dias!
Ponto.

Deslarguem o corpo de uma mulher de críticas desconstrutivas. É mesquinho. E não sabem o poder psicológico que tem no outro. Parem de olhar para a mulher a seu belo prazer. Sejam mais que isso! ❤️

E as mensagens a acharem a mulher disponível são do século passado. Com abordagens íntimas desnecessárias e desapropriadas a ultrapassar o limite do outro. Não façam isso.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub