Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

31
Dez17

Feliz Ano Novo!

Maria

Desejo sorrir cada vez mais. Mesmo! Baixar barreiras, destruir muros. Queria que se não fosse melhor que este ano que fosse igual, mas no fundo desejo de 2018 um bocadinho mais. Que eu tropece em pessoas boas e que leve os negativos para o raio que os parta [não confundas, por favor]. Simples assim. Directo e sem engolir sapos. Que possamos sorrir juntos. Desejar mais. Sonhar, ainda que de olhos abertos e pés assentes no chão. Abrir o coração. Ser simpáticos e guardar o mau humor nos lençóis antes mesmo de sair da cama. Apreciar o arco íris. Falar, conhecer, ir. Não deixar ficar quem só tirou bilhete de passagem. Já basta a passagem do ano. Ter coragem. Enfrentar. Ser forte. Gostar de nós, mais de nós. Primeiro sempre nós.

Ser feliz! Minimizar más energias. Procurar sorrisos. Agradecer sempre. Cuidar. Cuidar de nós. Apaixonar. Dizer gosto de ti. Fechar feridas. Seguir em frente.

 

2018

  

De coração desejo-nos a todos um Feliz 2018 . Que nos seja simples e bom. Saúde.

Beijos, abraços e sorrisos,

 

Maria

SorrisoIncógnito

 

Sigam-me em:

Facebook: sorrisoincognitoblog
Instagram: https://www.instagram.com/sorrisoincognito/

30
Dez17

Dicas de Poupança

Maria

Todos os anos deixo aqui algumas dicas que por experiência acho que são mais fáceis de seguir e depois faço os balanços das mesmas no fim do ano.

Hoje vou partilhar com vocês novamente essas dicas e fazer o balanço deste ano já que estamos na última semana.

  • Eu faço o desafio das 52 semanas. Mas o desafio que eu criei

Quem por aqui anda há algum tempo já conhece esta dica. Esta dica surgiu depois de ver alguns desafios de poupança por aí e de ter percebido que para muitas pessoas, famílias, eram impossíveis. Este, como é óbvio não traz um montante tão significativo como outros, mas já é bem bom e para carteiras com menos poder de manobra no orçamento mensal é mais fácil de conseguirem seguir. Muito melhor do que não poupar nada e afinal de contas o ditado “grão a grão enche a galinha o papo” é apropriado. Também podem juntar com outro tipo de poupança que já seguem ou têm por hábito fazer. É o quarto ano que faço. 

Chegou a altura do balanço final. E na ultima semana do ano, temos (se conseguimos cumprir à risca o desafio) a quantia de 428,00€. É uma poupança extra que conseguimos para algo que estamos a desejar e às vezes não se consegue. É uma ajuda para aquele presente, ou aquela viagem, ou aquele miminho... é isso, aquele gasto extra.

Este ano vou voltar a fazer mas há uma nova tabela. Com um montante maior que vou tentar angariar.

Poupança 52 semanas

 

 

Escolham a que melhor se adapta ao vosso objectivo. Imprimam a tabela que querem, ponham dentro de um frasco ou algo do género e é só ir depositando todas as semanas o valor.

Na minha opinião, tudo o que seja tentativa de poupança está óptimo. Porque acho que na realidade o que interessa é termos um objectivo e um caminho traçado e tentarmos ir por ali, caso contrário perdemos o rumo de querer poupar alguma coisa e um dia ou noutro vão-se aqueles trocos que eram para estar de lado.

  • Também no ano passado pela primeira vez, fiz o desafio das moedas de 2€.

Consiste em, durante um ano, ou o período de tempo a que se comprometem, todas as moedas de 2€ que vos passem pela mão, amealha-las. Este ano juntei 122€. É mais uma quantia poupada. Logo positivo. Para voltar a fazer este ano.

  • Para pessoas que estejam a tentar largar um vicio.

Por exemplo deixar de fumar (ou outro vício qualquer - tomar menos café, beberem menos socialmente...), também deixo a dica de tentarem pôr de lado o dinheiro que gastavam em tabaco. Ou uma quantia que estabelecem desse sentido. Quando tentei deixar (e estou novamente nesse sentido A fazer isso) fiz isso, mas tem que se pôr de lado mesmo, numa caixinha, numa gaveta, noutra conta, em qualquer lado que não passem por lá sempre, que é para deixar de lado literalmente.

  • Há pessoas que também têm um "emprego extra", ou fazem umas horas ao fim-de-semana em algum lado, ou algo do género, é interessante também não misturar esse dinheiro com o do ordenado mensal.
  • Um valor estipulado quando se recebe o ordenado.

Há um hábito bom que adotei. Todos os meses, quando se recebe o ordenado estipular um valor que se pode pôr de lado também. O valor estipulado pode variar consoante as despesas mensais, ou extras que nos aparecem é claro, mas depois dos primeiros meses vão conseguindo ter a noção de um valor que provavelmente conseguem poupar. Nem que sejam dez euros mensais. Tudo é lucro. Mas no início do mês, que é para não terem a ideia de deixar para o fim para ver o que sobra e não sobrar nada. Isso não motiva, certo?

Acreditem as coisas vão aumentando, o pouco que seja. Mas não se esqueçam, a melhor dica é separar essas poupanças, da conta à ordem que vão mexendo regularmente.

Como podem ver, são desafios básicos que cada um se pode propor a fazer, ajustando-o a si, porque isto são apenas exemplos.

Querem tentar ou partilhar como andam os vossos planos de poupança, ou que dicas?

Boas poupanças!

29
Dez17

O melhor de 2017

Maria

“Desafiada” pelo Inspira-me que já não existe do blogs do sapo, em anos anteriores escrevi - O melhor de 2012, 20132014 e 2015. Agora volto a sentir-me desafiada para tal. Destaco o que merece de 2017 com uns pequenos ajustes aos pontos que destaquei em anos anteriores.

  1. Um momento:

Aquele fim de semana em que na igreja, perante Deus aceitei ser madrinha de Baptismo  da filha de uns amigos, um dia depois de nascer outra menina, filha de outros amigos os quais me convidaram a ser também madrinha. Foi um fim de semana carregado de emoções por acreditar que há amizades que valem muito a pena e eu sou uma sortuda por as ter.

  1. Uma viagem:

Voltei à Madeira e o quanto amo lá voltar. Sempre que aterro naquele pedaço de terra no meio do Atlântico o coração parece que me vai saltar pela boca.

Madeira

 

Madeira

  1. Um mês:

Agosto -  Agosto foi uma loucura! Absorvi-o.

  1. As férias:

IMG_20170925_135431.jpg

 

Algarve. Voltei ao Algarve com a melhor amiga e as nossas férias são sempre uma aventura. O verão foi-me bom. O verão  sempre é bom. Fiquei com três quilos a mais dignos de uma #MariaTexuga que adora uma mesa cheia de petiscos para saborear.  

 

  1. O post mais lido de 2017:

Expressões à moda das "tripas" do Porto!

É um post já de 2013 em actualização que está todos os meses no top dos mais lidos. Por consequência o post mais lido de todos os anos. Este ano não foi excepção assim como constatei no relatório anual enviado pela equipa do sapo blogs.

 

  1. O post que mais gostei de escrever:

Os posts do coração são sempre os meus preferidos. Porque são muito eu. Continuam a ser muitas vezes inspirações de sentimentos que não consigo deitar cá para fora. Outras vezes anseios.

O amor é um lugar incrivelmente estranho. E bom. E fodido

 Às vezes só não queremos ter um "repeat" de algo que nos magoe depois de acharmos que estamos a ganhar asas de borboletas no estômago.  Às vezes é só mesmo isso. Simples assim.

Outros dois posts que quero partilhar e que foram impulsionadores de uma vontade de querer continuar e agarrar forças venham elas de onde vier. E porque acho que servem para qualquer pessoa que esteja a passar por um recomeço. :

26..jpg

 

37. Recomeçar.jpg

 

     7. O post que mais custou escrever:

Os posts do coração são sempre os meus preferidos, como já disse. Este foi escrito de coração e de ciscos nos olhos. Não foi algo de melhor que aconteceu, mas foi algo importante que merece ser lembrado. O Rex. O meu adeus ao Rex que continuo a lembrar tantas vezes com uma saudade que não se explica. É um alguém cá de casa que nos foi mas que nos é muito.

 

     8. O post de terceiros que veio parar aos favoritos:

"Dizer amo-te" por Leonismos. 

“Dizer amo-te, saíndo bem lá do fundo, é cirúrgico.”

 

     9. O trabalho:

Ter completado 10 anos de trabalho na empresa. Não foi fácil, não tem sido fácil, mas estamos cá para seguir caminho, até onde der.  Até onde eu me conseguir sentir bem apesar dos esforços, dos dias não e dos que nos fazem saltar a tampa.

 

     10. 2 meses e troca o passo sem fumar:

De tentativas está o meu "cadastro" cheio, mas como me disse o meu primo, médico,  cada vez que deixas, mais ou menos tempo, é tempo que não fumas e isso? Isso sempre é positivo.

26
Dez17

O melhor Natal 'ever!

Maria

Resumindo:

As expectativas já não eram as melhores desde que soube que os meus não vinham cá passar o natal, mas daí a pensar que o cenário seria este estava longe de imaginar. Na véspera de natal faleceu um familiar. Na noite de consoada tudo muito bem dentro dos possíveis até ao pai natal chegar mas depois bem... foi uma noite para esquecer. Estava em casa dos primos e comecei a ficar mal disposta. Vim embora e só agora estou a recuperar. Não consegui sequer responder a msgs de natal porque nem conseguia olhar para o tlm ontem.

Reparem, ontem esta #MariaTexuga não conseguiu sequer provar o assado. Nem o anho, nem as batatas, nem o arroz. Não comi uma rabanada. Não me aventurei a fazer sonhos. Não comi frutos secos. Não provei o bolo rei. Não comi um chocolate que seja. A comadre foi para o hospital doente e só soube hoje porque me desliguei completamente do telemóvel. Ontem até tive médico particular e valeu pelos mimos. E tive amigos a vir cá a casa que acabaram a tomar café com os pais na sala e eu no quarto. Hoje ainda não falei com quase  ninguém que não está ou esteve adoentada. A prima, a tio, o primo, a vizinha, a tia, a amiga, o amigo. Dasss. Santa Claus que por estes lados andaste a fazer das tuas. Ainda eu não te pedi nada, imagino se pedisse.

Ah por fim voltei a receber a fava do bolo rei - não não foram as meias da tia que por acaso também recebi mas sim - Ferrero Rocher.

Não me lembro realmente de um Natal assim.

Lá fora chove bem e venta, diz que é a tempestade e não lhe podiam dar melhor nome "Bruno". E eu na cama. Férias. Diz que estou de férias 😂😂😂

24
Dez17

Feliz Natal! Merry Christmas!

Maria

 

Natal.jpg

 

Desejo a todos um Feliz Natal, com o melhor possível, com muita saúde, alegria e com um sapatinho repleto de sorrisos. Amor. Na vida há pequenos pormenores que nos aquecem a alma, um sorriso é um desses pequenos grandes pormenor. Tenham sempre muitos.

Tenham sempre o coração no devido lugar dando valor ao que realmente é de valor.

Boas festas! 

Sigam-me em:

Facebook: SorrisoIncógnito l Blog
Instagram: https://www.instagram.com/sorrisoincognito/

22
Dez17

A um mês dos 30 e tal...

Maria

"É inevitável não pensar. É pá estou quase nos 30. Não estou triste. nada disso. Dizem que é estar no ponto. Mas acho que é uma passagem. É inevitável não pensar nas coisas se elas tivessem sido diferentes. Se as escolhas tivessem sido outras. Será que estava mais feliz? Ou não? Será que ainda aqui morava ou teria mudado de terrinha, de país quem sabe? Será que o meu trabalho era o mesmo ou que estava desempregada como infelizmente tantos? É inevitável não me lembrar de conversas de há anos atrás em que imaginávamos um futuro, em que os 30 estavam lá longe (muito longe!), lá na idade adulta, de responsabilidades, de outras vidas, de famílias, de caminhos traçados. Não me venham com tretas, dizer que tenho 29 anos não é a mesma coisa que dizer que tenho 30. O Karma é bem diferente. Não digo que seja pior ou melhor, diferente apenas. Até porque me sinto bem conforme estou. Agora nos quase 30 é pá dá saudade de muita coisa que ficou para trás ao mesmo tempo que tantas outras parece que pertencem a um passado longínquo. Agora nos quase 30 penso que há objectivos que não vou conseguir cumprir que gostava de ter feito e outros há que cumpri que não idealizei. Tenho a noção que depois dos 18 isto passou mesmo a correr. Mesmo. Não encontrei o príncipe encantado, não construi a minha própria família, ainda não fui mãe. Não estou monetariamente estável,  não entrei numa igreja vestida de branco e saí de aliança na mão. Há coisas que nunca sonhei e me passam ao lado, logo não me fazem falta mas outras há que aos quase 30 me fazem falta. Aos quase 30 noto mais a idade que os que amo têm, inevitavelmente mais velhos e isso sim, começa a ganhar peso."

Daqui

O melhor de ter esta capacidade de me rir de mim própria é lembrar-me vezes sem conta de conversas, expressões, de ideias, ideais, de quando andava bem longe dos trinta's e saber que agora que aqui estou tudo é tão diferente. Tudo é tão sentido de maneira diferente e que independentemente de tudo, não há um peso. Aos trinta e tal mudam os anos a mais. Mas essência destas palavras que escrevi antes de entrar nos trinta, está lá. Tal e qual.

  - "olha-me aquela trintona". Oh yeah! It's me and I'm ok about that! - é mais ou menos isto. Sentido. Em bom!

21
Dez17

Peripécias... *22*

Maria

Saio mais cedo do trabalho, chego ao posto médico para consulta.

-Maria tens consulta hoje? Não vi aqui o teu nome.

- Tenho sim. Pelo menos acho que sim.

...

...

- Maria tens consulta quinta-feira sim, mas não é hoje. É dia 28!!

...

...

Estou ou não estou a precisar de ir ao Médico?!

19
Dez17

To listening... ♥

Maria

Sabem aquelas músicas carregadas de sentido em cada palavra?

É isto:

 

"Era uma vez O dia em que todo dia era bom Delicioso gosto e o bom gosto das nuvens Serem feitas de algodão Dava pra ser herói no mesmo dia Em que escolhia ser vilão E acabava tudo em lanche Um banho quente e talvez um arranhão Dava pra ver, a ingenuidade a inocência Cantando no tom Milhões de mundos e os universos tão reais Quanto a nossa imaginação Bastava um colo, um carinho E o remédio era beijo e proteção Tudo voltava a ser novo no outro dia Sem muita preocupação

É que a gente quer crescer E quando cresce quer voltar do início Porque um joelho ralado Dói bem menos que um coração partido É que a gente quer crescer E quando cresce quer voltar do início Porque um joelho ralado Dói bem menos que um coração partido

Dá pra viver Mesmo depois de descobrir que o mundo ficou mau É só não permitir que a maldade do mundo Te pareça normal Pra não perder a magia de acreditar na felicidade real E entender que ela mora no caminho e não no final

É que a gente quer crescer E quando cresce quer voltar do início Porque um joelho ralado Dói bem menos que um coração partido É que a gente quer crescer E quando cresce quer voltar do início Porque um joelho ralado Dói bem menos que um coração partido

Era uma vez"

Pág. 1/3

Sobre mim

foto do autor

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Espreitem Como eu Blog

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D