Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

22
Out21

Separados à nascença? #8

Maria

png_20211022_103821_0000.png

Assim que vi o Peter Gadiot (o meu mais recente crush famoso) na série que vi nos últimos tempos e que adorei "Rainha do Sul" fez-me lembrar alguém. Aquela sensação de "esta cara não me é estranha" mas não estava a ver logo com quem o achava parecido. João Paulo Sousa. Tem algumas parecenças. Alguns ângulos ainda mais. Algumas expressões. Lá está agora faz-me sentido. Pelo menos a mim faz.

Da rúbrica - Separados à nascença

04
Out21

Estilo para enfrentar este Outono!

Maria

Não há cá volta a dar. Por muito que seja muito mais verão e que não encontre outono em mim o tempo é o que é. Chegou o Outono e o verão ficou mesmo para trás, logo pezinhos à mostra até para o ano.

Por isso temos que começar a olhar para a nova coleção de calçado de Outono.

0001-8894519417_20210929_103517_0000.png

Já estão equipados? Eu não. Mas ando de olho.

Não gosto muito de mudanças radicais, mas nós sabemos que esta estação é um pouco por aí. Ora faz sol, ora faz chuva. A minha primeira opção, para tempo seco e fresco são as sapatilhas. Sempre super versáteis, em grande estilo e confortáveis.

A Popa é uma marca mais recente na @Escapeshoes mas veio para ficar. As sapatilhas de cano são lindas e uma óptima escolha para esta época. As cores das sapatilhas da Gant conquistaram-me para fazerem bonitos outfits com cores neutras. E a Pepe Jeans com este modelo mais irreverente fez uma boa aposta.

0001-8892676022_20210929_095739_0000.png

Contudo também são os botins que me tiram a atenção para os dias mais escuros. E há uma vasta escolha entre grandes marcas como a Cubanas, a Carmela ou mesmo a Fly London com estilos diferentes mas sem dúvida um must have para estes dias.

Nesta altura que de manhã é outono, à tarde parece primavera e as noites voltam ao outono qual o calçado que não prescindem de ter lá por casa?

 

Espreitem, não só as minhas sugestões, mas há muitas novidades da nova coleção para este Outono/Inverno.

Recebem a vossa encomenda em um dia útil em Portugal ContinentalTêm 30 dias para troca gratuita e não pagam portes acima dos 50€. Sigam a página deles no Facebook e não percam as novidades todos os dias!

Boas compras!

[pub]

30
Set21

A Rainha do Sul

Maria

Primeiro importa dizer que, se não gostam de séries viciantes esqueçam este post. A série vicia. Cola-nos ali ao ecrã. Faz-nos perder a noção do tempo. Bem, quer dizer, isso é comigo se quiserem arriscar têm mesmo muitos motivos para ver!

Um drama, com muito suspense à mistura, inteligência, sangue e amor.

 

Acabei de ver a ultima temporada da Casa de Papel e estava ali deprè (sem spoilers entendedores entenderão) e eis que me disseram vê "Queen of the South" é muito fixe. Quando é assim, não gosto de ver trailers, vou logo ali ao primeiro episódio para ver se gosto ou não. Primeiro pensei já tem quatro temporadas na Netflix já é muito para ver, mas... assim que comecei a ver devorei-a. Não consegui ver só um episódio, foram logo ali uns quantos. E em menos de duas semanas, vi as quatro temporadas com treze episódios cada. Foi uma maratona, mas que não custou nada, nada. 

 

Adorei a série. O enredo. As personagens. A Teresita, o Pote e claro o James (aquele suspiro). Entre as principais, mas até a Camila faz um papelão ou mesmo o Epifânio (Joaquim de Almeida) que não é o único português, pois também entra o Pêpê Rapazote (El Gordo) mas este só lá mais para a frente.

 

"Rainha do Sul conta a história da poderosa Teresa Mendoza que após o assassinato inesperado do seu namorado traficante no México é obrigada a fugir para a América. Já na América junta-se a uma figura improvável do seu passado para deitar abaixo o cartel de droga que a obrigou a fugir. Durante o processo acaba por aprender os segredos do oficio e posicionar-se estrategicamente para se tornar a líder do cartel."

 

Eu vi a série na Netflix, mas a quinta temporada está a dar na Fox Life, à quarta-feira.

Já viram a série? Gostaram? Ou se ficaram curiosos e vão ver partilhem depois a vossa opinião.

PS.: Ainda sonho com o James...

 

Sigam-me no Instagram @sorrisoincognito e no Facebook aqui. 》

24
Set21

Do Outono que não há em mim!

Maria

Eu sempre disse que sou muito mais verão! Logo, continuo a não gostar nada da ideia de acabar o verão. 

E de uma visão geral as pessoas são mais bonitas de verão. São mais sorridentes, mais bem dispostas, mais luminosas. Mais leves cheias de boa onda. A música é mais animada. Os lugares mais bonitos. Isso ou sou eu que me sinto muito mais assim e revejo nos outros...

Não gosto de ter que me despedir do verão e dito assim, deve ser defeito de despedidas que são coisas que me custam a aprender.

Não gosto da descida das temperaturas. Os dias mais pequenos, mais castanhos e frios. Não gosto do acordar de manhã sem saber o que vestir porque o tempo anda maluco, ora faz sol, ora frio. De manhã e noite está mesmo fresco e durante o dia um calor bom e aquilo não dá para alinhar o sistema cá dentro e muito menos a vestimenta. Ora saio de sapatos e apanho um calor que me coze os pés, ora saio de sandálias e congela-me tudo e mais alguma coisa. Sair de perna ao léu é aquele risco, mas por amor da santa nem pensar em usar já meia-calça!

Não gosto de ter que mudar novamente o armário para as roupas pesadas (basicamente não gosto de ter que arrumar o armário, quando mais tiro parece que mais cheio fica e na indecisão não me apetece tirar nada). E aquilo com os brancos e os coloridos fica tão mais giro que com os tons escuros bálhamaDeus.

Não quero nem ouvir falar na mudança de horário porque detesto o horário de inverno! Sim eu sei que estamos a falar do outono, mas na verdade daqui a um mês começa o horário de inverno com um anoitecer às seis da tarde isto se não chover porque senão temos daquelas tardes que às três já estamos no lusco fusco. Oh não sou mesmo nada disso. Fico deprè, chatinha e morrinhenta.

Gosto tão mais de andar de chinelo no pé, de roupa leve, ombros à mostra, de não ter que secar o cabelo - nunca uso secador de verão! De sair de casa com óculos de sol. De não precisar de casacos. Da pele menos cor de lula deslavada. De rosa choque nas unhas. De finos e tremoços. De não precisar de guarda-chuva. De ficar ali sentada na varanda a ver o lusco-fusco. De parecer que saimos do trabalho e ainda temos um dia para gozar. 

Não fico deliciada com as primeiras chuvas e mais uma vez aviso, se me lerem "já estava farta do verão" cortem-me os pulsos porque certezinha algo não vai nada bem. Nada mesmo.

Nunca fui "castanhos" por mais que a moda nos empurre para lá. Nem cinzentos. Não gosto dos pés gelados. Voltar aos jeans e aos casacos é inevitável (olá ao look do dia de hoje). E eu sou tão feliz de calções, havaianas e ombros ao léu. Oh se sou!

Sorrisoincognito

Sorrisoincognito

Eu sou tão, mas tão mais verão! 

E este verão foi bom. Muito bom. E venha lá o que tiver que ser, mas continuo a ser muito mais verão e a não encontrar outono em mim 

E vocês, são mais verão, ou mais outono?

16
Set21

Estou só mais um bocadinho apaixonada pelo Diogo Costa

Maria

Como portista, de coração azul e branco, como não estar?

[Fotografia: AFP]

Ontem à noite, entrou em campo o nosso FCPorto para o primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Vou resumir só que, sabendo nós que estamos num dos piores grupos e respeitando cada adversário, ontem não fiquei contente porque claro queria ganhar, mas fiquei orgulhosa da minha equipa. O trabalho do Sérgio Conceição em psicologicamente torna-los fortes é meio caminho andado para a nossa presença na Champions League ser de garra, coragem, foco e fé. Humildes. Sempre. 

"O FCPorto não tem medo de ninguém" disse Diogo Costa e eu estou só mais um bocadinho apaixonada por ele, pelo que tem vindo a dar ao nosso FCPorto. Focado e dedicado é um miúdo de 21 anos que ontem, assim como tem demonstrado já algum tempo, defende com garras e dentes o emblema que trás ao peito na melhor posição para o fazer. Mostra confiança. Não leiam excesso. Dá-nos borboletas na barriga de o ter.

Sem aparentes medos, directo, jovem tem sido fundamental e ontem fez outra boa exibição perante um grande Atlético de Madrid.

Vamos continuar no foco, coesos, concentrados, sem medos mas a respeitar sempre o adversário! 

Estamos juntos.

Atlético de Madrid 0 x 0 F.C. Porto (1º jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões )

13
Set21

Maria, o que trouxeste das férias?

Maria

[ A mochila com mais bagagem ]

Já estou a trabalhar há duas semanas e parece que as férias já nem lembram. Queremos voltar com as energias renovadas e em alta mas confesso, mais uma vez até porque tenho a sensação que é muitas vezes assim, voltei cansada e com o ritmo tão acelerado que este ano o trabalho está, nem tenho tido tempo parar respirar em condições. Tanto que um dia destes na minha hora de almoço adormeci. Quando isso me aconteceu? Nunca que me lembre.

IMG-20210829-WA0002.jpg

 

Voltar cansada no meu caso é porque aproveitei ao máximo o que tinha para aproveitar naqueles quinze dias. E o melhor? Aproveitei os meus. Voltamos a estar juntos. No verão, coisa que não acontecia há imenso tempo e foi só óptimo. Passeamos todos juntos. Juntamos ainda mais família. Houve reencontros que há anos e anos não aconteciam. Fomos a sítios que nunca fomos juntos. Rimos muito, abraçamos, visitamos. Comemos melhor. Ficamos até tarde a conversar. Fizemos zero em alguns dias. Mas estivemos juntos. Nada, mesmo nada mais importa. E só por isso foi maravilhoso. 

Estivemos em sítios prometidos (Fátima). Fomos a lugares que não visitávamos há muitos anos mesmo, como São Leonardo da Galafura. Voltamos a lugares de infância como as Pias!

Consegui antes disso, tirar uns dias com amigos. O melhor também? Consegui juntar duas das minhas melhores amigas de infância/escola em férias. Partilhamos casa, rotinas, gargalhadas, jantaradas e conversas. Continuo a dizer que, melhor que fazer novas amizades é conseguir juntar as antigas. Conseguimos. Correu bem. E foram uns dias bem passados.

Conseguir ter amigos que façam parte da nossa bagagem em tantos anos que vamos escrevendo história é raro e muito bom mesmo. Traz-nos a sensação que estamos a fazer alguma coisa bem. Que o que transmitimos tem eco sentido.

Como acho que sempre dei a entender, se tiver os meus perto, sejam família ou amigos que viram família está tudo bem. É o que realmente importa. É o que levamos desta vida. É o melhor que podemos ter, pessoas do bem connosco. No matter what. Eu tenho sorte. Eu sei. E agradeço.

Claro está, também trouxe quilos a mais. Sim dois quilos e meio a mais das férias que vão agora demorar tempos infinitos a desaparecerem, se d-e-s-a-p-a-r-e-c-e-r-e-m!

E não comi a bola de berlim na praia. Juro. E fiz praia, pouca é certo, mas fiz. Mas comi muita coisa boa a compensar! Nem falo da melhor comida do mundo, esmerada por estarmos todos juntos, mas foi cabidela, muito arroz do forno, batatas assadas e carne, muita carne. Postas de bacalhau de nos atirar pro lado. Assados na brasa. Vinho caseiro. Vinho maduro tinto, vinho rosé. Francesinhas. Pizza da boa. Cavacas. Bolo do alto amarelo. Doces (fatias) do Freixo. Ovos moles. Bolos variados. E foi muito isto. Há falta de bola de berlim na praia uma pessoa não fez por menos (que o diga a balança!).

Valeu pelo passeio que foi tão bom quanto os momentos em que estivemos sentados todos na varanda a não fazer nenhum na conversa. Não se esqueçam - o melhor da vida é estar junto. Junto dos que se amam. E está tudo bem e certo ❤🍀

E as vossas férias foram boas?

 

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito 》

10
Ago21

Um bocadinho abaixo do Pólo Norte

Maria

Parece que Agosto começou há uns dias e eu nem tempo tive para um único post. E Agosto é o meu mês de sorrisos, de renovar energias. De férias. De família. De coisas boas. E partindo do principio que até me esqueci de fazer o desafio #quenuncanosfaltemsorrisos que já costumo fazer... está muito dito!

20210810_142317.jpg

 

Não me lembro de um ano com tanto trabalho. Com tantos percalços pelo caminho, psicologicamente cansada tanto a nível profissional como pessoal. Desgastante. Chego a Agosto com um grito interno de férias como não me lembro. Férias sempre são bem vindas, mas este ano sinto que é a bomba que preciso para respirar mesmo melhor.

Este ano queria mesmo ter mais tempo para este cantinho. Foi um objectivo quase aqui escrito, mas não o cheguei a fazer e mesmo assim, o meu psicológico fica um pouco desiludido por não estar a conseguir cumprir. No entanto não estou a conseguir fazê-lo de maneira espontânea, logo não escrever é o que me faz sentido. Não vou escrever por escrever. No entanto sei que tinha muito para fazer e conseguia vir aqui buscar aquilo que sinto que estou a precisar - como sempre - o equilíbrio na escrita e na partilha das palavras que me traz.

Acho que a falha tem sido também minha. Além do trabalho estar a absorver muito de mim e não estar a conseguir ser capaz de me libertar assim que saio dele, não estou a conseguir impor "barreiras" na minha luta diária.

Cá dentro já tive muito melhores dias. Anda ainda tudo muito revolto. Sem conseguir amenizar as energias e alinhar os chacras. Não estou a conseguir separar águas. E sei que essa falha é só minha. E espero que os dias de férias que ansiosamente estão quase a chegar me ajudem a respirar melhor. Estou sempre a pensar em mil e duas coisas. E no final, sinto que troco e faço emaranhados de situações.

Sei que não consigo chegar a todo o lado. Sei que não tenho que ficar triste por não estar a conseguir resolver coisas que não dependem só de mim. Tenho consciência que tenho tentado dar o meu melhor em todas as situações. No entanto continuo com a pergunta será que o meu melhor é o suficiente?

É nestas alturas, talvez uma fase menos boa, que agradeço por ser uma pessoa positiva que apesar das dúvidas inevitáveis tenta ver o copo meio cheio, a luz ao fundo do túnel e acreditar fazendo figas que tudo se vai resolver e alinhar. 🤞

[Ontem foi dia 9, dois meses sem o meu primo. Que continua a ser a pessoa que me aparece nos primeiros lugares assim que abro o messenger para enviar uma mensagem. Ou assim que abro o facebook. Que me continua a aparecer nas memórias do face. E que assim que recebo um vídeo de humor de alguém me apetece ir enviar-lhe. Eu não estava fisicamente com ele há algum tempo, merdas da pandemia, mas trocávamos fotografias, mensagens, vídeos, imagens de rir quase todos os dias. E esses dois minutos entre o receber a mensagem e soltar uma valente gargalhada davam-me anos de vida. Ainda custa acreditar.]

Não sei bem dizer se houve ali um momento específico que me fez deixar cair quase a toalha ao chão. Mas sei que ela ficou um pouco pesada nos últimos tempos. E sei que, por muito que seja a ultima pessoa a transparecer isso, a não deixar de sorrir sempre, não consigo ser a mesma.

O lado bom disto tudo é que faltam três dias e umas horas para estar de férias e a coisa está quase a ir ao sítio (só energias positivas desse lado vá 🙏) espero notícias positivas. Boas conversas. Reencontros. Biquini all day. Petiscos bons porque são a cura para muitos males e Caipi blacks fortes com força porque convenhamos ajuda. E os meus juntos. Os meus juntos! E isto é só o que mais quero - ali um bocadinho abaixo do Pólo Norte já que não apanhei a promoção ou a agência de viagens que "todos" apanharam para ir para as Maldivas!

Está tudo a ficar certo ♡🍀 (eu espero!)

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub