Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

29
Jan19

Manias que ficaram de um ex

Maria

Nós temos manias, ou hábitos que ganhamos com a convivência com outras pessoas. Nomeadamente com os ex. Com amigos. Com colegas de trabalho.

Que manias ficaram de um vosso/a ex (ou de um amigo/a) que vos irrite só na parte de se lembrarem de como ganharam esse hábito/mania?

Por aqui foi o ir ao Mac e comer nuggets mergulhados em molho barbecue.

Oh delícia! O pior é que eu adoro aquilo. Fazer o quê?!

29
Nov17

Manias

Maria

Hoje a Rádio Comercial pergunta:

mania

Alguma mania muito minha?

Pois que tenho. Algumas diga-se. Mas aquela que quem me conhece sabe que me define mais, talvez seja - Tomadas eléctricas - Panca. Neura. Mania. Sei lá. Evito mexer. Evito ligar tomadas.

E é tão chato. Mas é uma urticária interna que chega a dar-me suores. 

Não dá para explicar, mas como desde sempre parece que apanho choque em todo o lado, as tomadas eléctricas estão para mim como proibidas.

Agora imaginem-me sozinha em algum lado em que tenho mesmo que ligar uma ficha à tomada. Não conseguem. Porque é toda uma eternidade entre eu ter a ficha na mão e conseguir liga-la. É um vai e vem de tentativas frustradas até que caso finalmente ganhe coragem, estou toda eu aos tremeliques e a coçar-me como se tivesse pele de galinha de tão arrepiada. Isto filmado era de rir. Sim, depois de passar os tremeliques até eu rio de mim mesma.

Esta é uma mania muito minha mesmo, qual a vossa?

03
Ago16

Desafio 52 semanas | Semana 28/52

Maria

Semana 28: Minhas maiores “neuras” e manias são...

 

Planos - Não sou muito de fazer planos. Não gosto de com muita antecedência planear certas coisas.

Marcas de biquíni - Tento ficar sempre com o mínimo possível. É por isso que depois até há biquínis giros com feitios xpto, mas não consigo comprar já a pensar que se ficar com marca não vai ficar bonito. 

Mexerem nas minhas coisas no trabalho - Sou bastante organizada, mesmo na minha desorganização. Tão por isso não gosto que mexam nas minhas coisas, porque baralham-me o sistema.

Tomadas eléctricas - Panca. Neura. Mania. Sei lá. Evito mexer. Evito ligar tomadas. E é tão chato. Mas é uma urticária interna que chega a dar-me suores. 

Unhas - Gosto de ter as unhas sempre impecáveis. Bem arranjadas e pintadas.

Mexer no cabelo - Sim é uma mania que tenho. Se estiver em alguma situação mais desconfortável nota-se o quanto mexo.

#52semanas

E desse lado, manias?

26
Fev16

Anel no dedo.

Maria

Diz a Rádio Comercial que hoje é dia do anel no dedo. Aproveita e pergunta "Tem um anel de casamento no dedo? Há quanto tempo é que aí está, conte-nos lá. Em que situações é que o tira? Já o perdeu?".

IMG_20160226_172644.jpg

Pois bem, eu uso um anel no dedo todos os dias salvo raríssimas excepções, mas não é um anel de casamento, chamemos-lhe amuleto. Eu pelo menos olho para ele como o meu amuleto da sorte. Anda por ali à cerca de dezassete anos. E todos os dias o tiro quando chego a casa e todos os dias pela manhã o ponho antes de sair de casa. Gosto mesmo de a ter por perto. Mas já conta com algumas peripécias. Além do que já referi de quando o tiro, tenho como mania bem infiltrada sempre que lavo as mãos e por hábito muitas vezes ao dia, tirar qualquer anel que tenha, nomeadamente esta aliança. Uma das situações mais caricatas que já me aconteceu e que nunca mais esqueci por ter sido realmente o maior susto por quase a perder foi a situação que já aqui contei mas que transcrevo novamente.

"Tenho uma mania estrondosa de tirar os anéis para lavar as mãos. E o mau é que seja lá onde for o faço. Pois se quando chego a casa a primeira coisa a fazer é tirá-los e não vejo mal nenhum nisso, o mesmo não me agrada noutros sítios. No trabalho é constante as vezes que os procuro, porque ora ficam em cima da secretária, ou no balcão, ou no lavatório do WC. O pior mesmo são as casas de banho públicas. Quando entro é quase imediato me lembrar que não os posso tirar porque provavelmente me vou esquecer deles, a verdade é que são raras as vezes que não os tiro e até à data apesar dos tirar nunca perdi um, já dei meia volta mas lembrei logo, agora deixar mesmo lá népias. Um dia destes, em pleno Dolce Vita no Porto, depois de uma conversa sobre esse mesmo assunto com uma amiga, fomos ao wc. Conclusão, Maria vai lavar as mãos e trazia a aliança a qual prontamente tirou e pousou no balcão. Conversa puxa conversa, limpa-se as mãos e vai-se à vidinha. Já no parque de estacionamento, estou eu quase a entrar pro carro o telemóvel toca era uma amiga a dizer que lhe tinham rebentado as águas e já ía a caminho do hospital. Uns dez minutos a contar-me os passos da sua aventura. Quando vou a ligar o carro eis que noto que algo me faltava. A aliança pois claro. “Ficou na casa de banho” diz a minha amiga. Aquilo foi sair a correr, em pleno elevador já eu dizia que não ia lá ter nada que depois daquele tempo todo o anel já era. Estou a chegar à casa de banho com mulheres a sair eu mais convicta que a volta era em vão e mal entro lá estava ela, em cima do balcão. Eh pá, nem vos digo nem vos conto o que senti. Tão bom não ter ficado sem ela. Muito mais porque ela tem um valor simbólico que nada em troca me daria igual. Aprendi a lição, mas como isto é uma mania daquelas, não sei é até quando."

E vocês? Têm aí um anel do dedo com peripécias para contar?

14
Mai14

Manias!

Maria

Tenho uma mania estrondosa de tirar os anéis para lavar as mãos. E o mau é que seja lá onde for o faço. Pois se quando chego a casa a primeira coisa a fazer é tirá-los e não vejo mal nenhum nisso, o mesmo não me agrada noutros sítios. No trabalho é constante as vezes que os procuro, porque ora ficam em cima da secretária, ou no balcão, ou no lavatório do WC. O pior mesmo são as casas de banho públicas. Quando entro é quase imediato me lembrar que não os posso tirar porque provavelmente me vou esquecer deles, a verdade é que são raras as vezes que não os tiro e até à data apesar dos tirar nunca perdi um, já dei meia volta mas lembrei logo, agora deixar mesmo lá népias. Um dia destes, em pleno Dolce Vita no Porto, depois de uma conversa sobre esse mesmo assunto com uma amiga, fomos ao wc. Conclusão, Maria vai lavar as mãos e trazia a aliança a qual prontamente tirou e pousou no balcão. Conversa puxa conversa, limpa-se as mãos e vai-se à vidinha. Já no parque de estacionamento, estou eu quase a entrar pro carro o telemóvel toca era uma amiga a dizer que lhe tinham rebentado as águas e já ía a caminho do hospital. Uns dez minutos a contar-me os passos da sua aventura. Quando vou a ligar o carro eis que noto que algo me faltava. A aliança pois claro. “Ficou na casa de banho” diz a minha amiga. Aquilo foi sair a correr, em pleno elevador já eu dizia que não ia lá ter nada que depois daquele tempo todo o anel já era. Estou a chegar à casa de banho com mulheres a sair eu mais convicta que a volta era em vão e mal entro lá estava ela, em cima do balcão. Eh pá, nem vos digo nem vos conto o que senti. Tão bom não ter ficado sem ela. Muito mais porque ela tem um valor simbólico que nada em troca me daria igual. Aprendi a lição, mas como isto é uma mania daquelas, não sei é até quando.

25
Jun13

Típico.

Maria

Falar do tempo é aquele desbloqueador de conversa. Toda a gente sabe. E muito mais se sabe é que somos um povo insatisfeito. Se chove é uma desgraça porque ninguém merece tanta chuva e está frio, e tem que se andar cheia de roupa e não dá para fazer nada, uma chatice que venha o sol. Se vem o sol, ai porque está um calor que não se aguenta, porque não dá para trabalhar assim, porque aquelas bestinhas estão na praia a enchem o facebook com pés na areia e um azul infinito de mar, porque 30 graus é um exagero, porque não se dorme bem de noite, porque o AC deixa-nos fanhosos, porque os mosquitos aparecem. C’um raio que nos parta. Mas eu prefiro calorzinho e estamos muito bem encaminhados sim. Pronto podia ser sem vento mas escapa.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
BrandBacker Member

subscrever feeds